Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Governo da Madeira agradece celeridade na requisição civil no Porto de Lisboa

Pedro Calado agradeceu a celeridade do Governo da República em decretar a requisição civil no Porto de Lisboa.
"Estamos satisfeitos e agradeço a celeridade que o Governo da República manifestou com a nossa preocupação e decretou, de imediato, a nossa solicitação de requisição civil", disse.
O Vice-presidente falava aos jornalistas no final de um encontro com representantes das instituições bancárias sedeadas na Madeira.

Segundo o governante, com essa requisição civil fica "salvaguardado o transporte de mercadorias para a região", pelo que "não há necessidade, nem há neste momento grandes motivos de alerta".
 

Governo dos Açores satisfeito com requisição civil no Porto de Lisboa

O Governo dos Açores declarou-se satisfeito com a requisição civil decidida para o Porto de Lisboa, acrescentando que na segunda-feira e na terça se deram os alertas "mais graves" no acompanhar da greve dos estivadores.

O QUE DIZ O DECRETO SOBRE O ESTADO DE EMERGÊNCIA

Direito à greve está suspenso

Depois de na terça-feira à noite o Conselho de Ministros ter decretado a requisição civil dos estivadores do Porto de Lisboa que não asseguraram os serviços mínimos que estavam definidos ao alargarem sucessivamente os períodos da greve, agora o direito à greve fica mesmo “suspenso”. Porque, justifica-se no texto, pode “comprometer o funcionamento de infra-estruturas críticas ou de unidades de prestação de cuidados de saúde, bem como em sectores económicos vitais para a produção, abastecimento e fornecimento de bens e serviços essenciais à população”.

GREVE EM PLENA PANDEMIA

Governo decreta requisição civil no Porto de Lisboa

O Ministério das Infraestruturas e da Habitação, liderado por Pedro Nuno Santos, decretou esta terça-feira, dia 17 de Março de 2020, a requisição civil no Porto de Lisboa para fazer face aos constrangimentos provocados pela greve dos estivadores em plena crise da covid-19.

De acordo com o Governo, “o sindicato que declarou a greve e os trabalhadores por ela abrangidos não asseguraram os serviços mínimos fixados, pondo em risco o abastecimento das regiões autónomas dos Açores e da Madeira e da região de Lisboa”.

COMBATE AO COVID-19

Plano de contingência nos portos nacionais

O corona vírus chegou a Portugal e, à semelhança do que tem acontecido noutros países, exige medidas de contingência que visam reduzir e eliminar a sua transmissão. Todos os sectores de mercado têm tomado medidas de contingência e os portos nacionais não são excepção.

Autoeuropa terá nova rota de importação com origem na Argentina e destino no Porto de Sines

Rui Baptista, Logistics Business Manager da Autoeuropa, revelou que a fábrica de Palmela passará a receber «caixas de velocidades vindas da fábrica de Córdoba, na Argentina», e, por tal, contará com uma nova rota marítima, que terá origem no Porto de Buenos Aires e destino no Porto de Sines.

Medidas de contingência de saúde pública sobre o «COVID-19« accionadas no Porto de Lisboa

A Administração do Porto de Lisboa, perante a actual situação epidémica e em articulação estreita com as autoridades competentes, accionou várias medidas de contingência na sequência da evolução da infeção pelo Coronavírus - COVID-19.

No seguimento das medidas preventivas decretadas pelo Governo e divulgação de recomendações, e orientações genéricas da Direção-Geral de Saúde, foi ativado o Plano de Contingência para emergências de Saúde Pública, com fundamento na referida epidemia, divulgado oportunamente através da Janela Única Portuária (JUP).

Simultaneamente foi difundida informação junto de todos os operadores portuários, agentes de navegação e demais stake-holders do Porto de Lisboa.
Foram igualmente reforçadas as boas práticas comportamentais e de prevenção, incluindo a colocação e divulgação de cartazes em locais estratégicos na área portuária.

Interdição do desembarque e licenças de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro em Leixões

Na sequência da publicação do Despacho Conjunto dos ministérios da Administração Interna, Saúde, e Infraestruturas e Habitação, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) vai, no que respeita aos navios de cruzeiro, implementar a interdição do desembarque e de licenças para terra de passageiros e tripulações em Leixões, exceptuando cidadãos nacionais.

COVID-19

Plano de Contingência do Porto de Lisboa

Ao abrigo do Regulamento Sanitário Internacional, e sendo o Porto de Lisboa um Porto Designado foi elaborado um Plano de Contingência para Emergências de Saúde Publica de Âmbito Nacional. Este plano tem como objetivo garantir a articulação e harmonização de procedimentos entre as várias Autoridades do Porto de Lisboa por forma a dar uma resposta eficaz a uma eventual situação de COVID-19 que se venha a verificar a bordo de um navio que se encontre ou venha a entrar no Porto, ou nas instalações portuárias.
 

FIGUEIRA DA FOZ

Reactivação dos estaleiros navais poderá acontecer em breve

A nova administração dos estaleiros navais Atlantic Eagle Shipbuilding, no Cabedelo, iniciou um Processo Especial de Revitalização (PER) da empresa, que foi aprovado com 96% dos votos, entre os quais o do Governo de Timor-Leste, o mais influente. A Autoridade Tributária e a Segurança Social também votaram a favor, noticia o diário "As Beiras".

MADEIRA

Abastecimento da Região garantido com navios a descarregar no Porto do Caniçal

O navio ‘Pengalia’, com 360 contentores, chegou na manhã desta sexta-feira ao Porto do Caniçal e começou de imediato a descarregar. Este é o primeiro de três porta-contentores que deverão chegar até segunda-feira, garantindo o abastecimento normal da Região.

O navio veio de Lisboa e sai este sábado, ao final da tarde. No domingo e no início da próxima semana deverão chegar mais dois, o ‘Maria Laura’, proveniente de Sines e o ‘Yasemin’.

Comissão Europeia propõe 2021 como o Ano Europeu da Ferrovia

Para o Ano Europeu da Ferrovia (European Year of Rail), a Comissão Europeia propõe uma série de eventos, campanhas e iniciativas que promovam a ferrovia como um modo de transporte mais ecológico, inovador e seguro. Desta forma, a Comissão Europeia propõe enaltecer os benefícios do transporte ferroviário para a mobilidade de pessoas e bens, para a economia e para o clima, para além de reforçar os desafios que ainda se colocam na criação de uma Rede Ferroviária Única Europeia, sem fronteiras.

Portos dos Açores testados face a eventual ameaça externa

Os portos açorianos da Praia da Vitória, Velas, São Roque do Pico, Horta e Ponta Delgada, os dois últimos dotados de terminais multiusos e de passageiros, estão a ser testados face a uma eventual ameaça externa.

Segundo uma nota de imprensa da empresa Portos dos Açores, está a ser testada a capacidade de resposta a ameaças externas, de acordo com a certificação das suas instalações portuárias, no âmbito do Código Internacional para a Proteção de Navios e Instalações Portuárias (código ISPS).

APDL agradece trabalho de António Mimoso na hora da despedida

Figura histórica do panorama marítimo-portuário, António Mimoso iniciou a sua carreira a 29 de Maio de 1981, como engenheiro no Gabinete de Apoio Técnico do Alto Tâmega. Em Junho desse ano ingressou na Junta Autónoma dos Portos do Norte. Já em 2015 integrou a APDL como Assessor no Porto Viana do Castelo, exercendo até esta data, funções na Direcção de Obras e Equipamento.

PEDRO PONTE, APSS

«A Logística carece de articulação» entre canais físicos e digitais

Um dos destaques do painel foi a participação de Pedro Ponte, que trouxe à troca de ideias a visão do Porto de Setúbal no contexto logístico, à luz da necessidade imperial de capitalizar as valências das plataformas digitais que colocam os players em comunicação. «A Logística carece de articulação, de plataformas de comunicação. O que está a acontecer, não só na Autoeuropa (que é um parceiro importante) mas também à escala global, é que existem dois canais: um canal digital e um canal físico, e, cada vez mais, um não pode sobreviver sem o outro», referiu.

ESTA QUINTA-FEIRA

Viana abre estrada de 9 quilómetros entre a zona industrial de Neiva e o porto de Mar

O primeiro troço do novo acesso ao Porto de Mar de Viana do Castelo entre Vila Nova de Anha e Chafé abre esta quinta-feira, dia 12 de março, de forma provisória, ao trânsito.
Este investimento pretende atrair novas atividades económicas para a área de influência do Porto; reduzir os custos operacionais inerentes aos tempos de ligação rodoviária do Porto aos principais polos de atividade; reduzir o ruído e as emissões poluentes; aumentar a segurança da circulação; e contribuir para o descongestionamento da circulação rodoviária, retirando o tráfego pesado das vias urbanas.

O Porto de Mar de Viana do Castelo é uma infraestrutura marítimo-portuária com uma capacidade instalada para movimentar cerca de 900 mil toneladas de carga por ano e um “elemento âncora para o desenvolvimento da região”.
 

Novos investimentos «aumentarão potencial económico de Sines», frisa relatório da Comissão

O Documento de Trabalho dos Serviços da Comissão, relativo a Portugal de 2020, refere que «o desenvolvimento dos novos terminais de contentores» em Portugal é fundamental para o progresso do sistema marítimo-portuário português: especialmente no que toca ao caso do Porto de Sines, que contará, além da expansão infra-estrutural do Terminal XXI, com a construção de um novo terminal de contentores.

RUI BAPTISTA, AUTOEUROPA

«Exportação que fazemos tem impacto grande no Porto de Setúbal»

Cerca de 185 navios foi aquilo que foi feito no ano passado, com a exportação a ser cem por centro feita através do Porto de Setúbal. Cerca de 20% saem através da rodovia. Utilizamos principalmente duas rotas marítimas, trabalhamos com cinco armadores. Toda esta logística carece de um grande planeamento e recorremos, com certeza, a sistemas informáticos de suporte ao planeamento e à execução das próprias rotas, em termos da nossa exportação mas também da importação de veículos para o nosso país e da conjugação destes dois factores», declarou Rui Baptista.

AÇORES

Adjudicada Auto-Grua para os Portos do Pico

Foi adjudicada à ALMOVI – Máquinas e Equipamentos, Lda., com prazo de entrega de 180 dias a contar da data de assinatura do contrato, uma Grua Todo o Terreno de Estaleiro (Rough Terrain Crane) para prestar serviços nos Portos da Ilha do Pico.

AÇORES | COM VÍDEO

Autoridades regionais de saúde controlam navios de cruzeiro

Os passageiros e tripulações de navios de cruzeiro que escalam os Açores estão a ser monitorizados pelas autoridades de saúde. O Governo Regional definiu que os passageiros provenientes de zonas de transmissão ativa de Coronavírus ficam impedidos de desembarcar.

Total: 4334