Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística


A 17 E 18 DE JUNHO, EM LISBOA

Simpósio de Ciências Marinhas 2013

O Centro de Oceanografia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa organiza o Simpósio de Ciências Marinhas, que ocorrerá anualmente, tendo como principal objectivo juntar os investigadores que desenvolvam actividade nas diversas disciplinas científicas que contribuem para o conhecimento do Mar e Sistemas Costeiros.

Flutuador Argo lançado ao largo do cabo Espichel

Assim que são lançados ao mar, mergulham até mil metros e andam aí nove dias ao sabor das correntes. Vão depois até aos dois mil metros, para subirem logo, enquanto medem a temperatura e salinidade. Uma vez na superfície, enviam os dados por satélite. Cerca de três mil flutuadores, os Argo, estão a fazer isto numa rede global de observação dos oceanos - e agora um deles foi lançado a 25 milhas do cabo Espichel pelo Centro de Oceanografia da Faculdade de Ciências de Lisboa, levado pelo navio Noruega, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Universidade do Algarve quer lançar no mercado choco produzido em cativeiro

A Universidade do Algarve (UAlg) quer lançar no mercado choco produzido em cativeiro no espaço de cinco anos, ao abrigo de um projecto pioneiro na Europa, disse à Lusa o investigador José Pedro Andrade.

Aluno da Universidade de Coimbra vence desafio da World Aquaculture Society

Submeter um projecto científico que visasse simultaneamente a redução de custos e aumento de produção, mitigando o impacto ambiental em aquacultura, de modo a que esta se torne mais sustentável, foi o desafio lançado pela World Aquaculture Society (WAS) em parceria com a NOVUS, uma das maiores empresas mundiais de produção e investigação em aquacultura (EUA) a alunos de Mestrado e Doutoramento de todo o globo.

Muco de peixe poderá ser tecido para criar roupa do futuro

O myxa, uma espécie de peixe do Pacífico e do Atlântico sem maxilar e espinha dorsal, solta uma substância viscosa extremamente concentrada que serve de autodefesa e esta poderá ser usada como tecido para fabricar a roupa do futuro, segundo uma equipa de investigadores da Universidade de Guelph, no Canadá.

Português participa na descoberta de quatro novas espécies de baleias

Quatro novas espécies de baleias-de-bico foram descobertas nas profundezas do Oceano Atlântico, disse à Lusa um investigador português na área da paleontologia e membro da equipa científica internacional responsável pelos achados dos fósseis. “Estes novos achados destas espécies de baleias são um avanço para a ciência, porque ajudam a compreender melhor a evolução deste tipo de baleias, que existem atualmente, mas estas são espécies fósseis e, portanto, são antepassados das atuais”, explicou o cientista Octávio Mateus.

Sensores podem ajudar a prevenir cheias

Os diques que protegem as áreas urbanas da subida dos rios falham, por vezes, causando cheias catastróficas. O que pode ser feito para prever esses desastres?
“Debaixo dos meus pés há 48 sensores que nos dizem, constantemente, qual é o estado deste dique e como se está a comportar. Com essa tecnologia, este é o dique mais inteligente do mundo”, garante Robert Meijer, professor da Universidade de Amesterdão e coordenador do projeto UrbanFlood.

Tubarão-toiro de duas cabeças encontrado no Golfo do México

Os cientistas afirmam ter descoberto no Golfo do México um espécime inédito de tubarão-toiro, que tem duas cabeças mas é um animal só, não se tratando de gémeos siameses.

Superfície dos pinguins-imperador fica mais fria do que a noite antárctica

A excepcional regulação térmica destas aves, que passam vários meses a chocar os ovos, todas juntinhas, aos milhares no meio de nenhures, e conseguem sobreviver ao frio profundo da Antárctida, acaba de revelar mais um segredo.

TERMINA ESTA TERÇA-FEIRA

D. Carlos I em missão científica

No âmbito das missões da Marinha de apoio a projetos científicos e de proteção do ambiente marinho, o NRP D. Carlos I encontra-se a efectuar um cruzeiro científico ao longo da costa de Portugal continental, em apoio ao Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), no período de 09 a 26 de fevereiro.

SEMINÁRIOS BIOISLE 2013 | AÇORES

Duas palestras esta segunda-feira, 18 de Fevereiro

Segunda-feira, dia 18 de Fevereiro, decorrem mais duas palestras no âmbito dos Seminários BioIsle 2013, o ciclo de seminários em biodiversidade marinha organizado pelo CIBIO-Açores, Departamento de Biologia da Universidade dos Açores. Estes seminários têm como principal objectivo dar voz a investigadores portugueses de reconhecido mérito científico que um pouco por todo o mundo realizam estudos que visam conhecer e preservar este grande reservatório de vida que são os oceanos.

DE 4 A 6 DE SETEMBRO

Universidade do Porto organiza reunião sobre transportes

O INESC Porto, o Centro de Investigação do Território, Transportes e Ambiente da Universidade do Porto e o Instituto de Engenharia Mecânica (Instituto Superior Técnico) vão organizar a 16.ª reunião anual do Grupo de Trabalho Europeu sobre os Transportes (Euro Working Group on Transportation), que se vai realizar entre 4 e 6 de setembro de 2013 na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

RESULTADOS SURPREENDEM CIENTISTAS

Investigadores portugueses estudam algas marítimas para fins medicinais

Investigadores do Instituto Politécnico de Leiria estão a recolher algas na costa de Peniche e a estudar o seu aproveitamento na medicina, no âmbito de um estudo europeu inovador cujos resultados estão a surpreender os cientistas.

HOJE, 23 DE JANEIRO, NA ESCOLA NAVAL

II Colóquio «Arqueólogos e Arqueologia do Mar»

Decorre hoje, 23 de Janeiro de 2013, na Escola Naval, o II Colóquio “Arqueólogos e Arqueologia do Mar”. O objetivo deste colóquio é a divulgação do enquadramento e das ações desenvolvidas pelo Estado ao Património Cultural Marítimo, em particular o subaquático, assim como das linhas de investigação e atividades desenvolvidas pelos diversos centros de investigação universitários e privados.

Plano de Negócios vai ajudar o CCMar a rentabilizar o conhecimento que produz

O Centro de Ciências do Mar (CCMar), unidade de investigação associada à Universidade do Algarve pode, a médio prazo, gerar 70 por cento das suas necessidades de financiamento anuais. Esta é a perspetiva da proposta de Plano de Negócios para uma Central de Tecnologias e Serviços do CCMar apresentada por cinco alunas da Lisbon MBA, que venceu um concurso lançado pelo centro de investigação a nível nacional.

Será que a chave para a imortalidade está nas medusas?

Conhecidas como "turritopsis nutricula", as medusas poderão conseguir com que as suas células regridam até um estado mais jovem, nunca chegando a morrer. Já há quem acredite que a vida eterna poderá estar a caminho. De acordo com a National Geographic, o ciclo da vida de uma medusa não chega ao fim, já que em vez de morrerem conseguem reverter as suas células vezes sem conta. A "habilidade" faz com que as medusas possam ultrapassar a morte, tornando-as biologicamente imortais.

Investigadores portugueses descobrem três novas epécies de lampreias

Uma equipa formada por cientistas de diferentes unidades de investigação portuguesas descobriu três novas espécies de lampreia que apenas ocorrem em Portugal Toda a logística do projeto pertenceu ao Fluviário de Mora e a sua descrição vai ser, a breve prazo, publicada na revista Contributions to Zoology.

Água do mar subiu sete centímetros nos últimos 20 anos

Nos últimos anos, a comunidade científica publicou pelo menos 29 estimativas diferentes sobre a quantidade de camadas de gelo que tem contribuído para a subida do nível do mar. Os resultados oscilavam entre 1,9 e os 0,2 milímetros anuais.
A nova estimativa, realizada por alguns dos mais prestigiados cientistas do clima e recentemente publicada na «Science», situa a contribuição da fusão do gelo da Gronelândia e Antárctida em 0,59 milímetros por ano, em média, desde 1992.

ESPOSENDE

Mapa actualizado do fundo do mar

O primeiro mapa do fundo do litoral de Esposende nos últimos cem anos aponta aquela costa como sendo de "grande potencial" para o turismo de mergulho, identificando vários locais propensos à actividade, novas espécies e dois navios naufragados. Existe um grande potencial desta área para campanhas de mar dedicadas ao turismo. Encontramos fundos altamente agradáveis e condições fantásticas para o mergulho", explicou o autor do estudo, Vasco Ferreira.

POTENCIAL MARINHO

Biólogos brasileiros estudam substâncias químicas das esponjas

Elas são bem antigas - estão na Terra há mais de 500 milhões de anos -, mas podem ser empregadas em pesquisas de ponta, como as de células-tronco, fibras ópticas ou novos medicamentos. São as esponjas marinhas, que, apesar da aparência de planta, são animais, chamados cientificamente de poríferos. Existem cerca de 10 mil espécies conhecidas no mundo, das quais pelo menos 500 no Brasil, das mais variadas formas, cores, texturas e tamanhos. Mas não é por isso que elas chamam a atenção dos pesquisadores e sim por seu potencial científico e económico.

[1] 2 3