Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




NO VALOR DE 373.700 EUROS

Murtosa lança dragagem de porto de abrigo da Torreira

O município da Murtosa avançou com um procedimento concursal para a dragagem de manutenção do porto de pesca da freguesia da Torreira, na Ria de Aveiro.
Segundo o edital do concurso público publicado dia 29 de Maio em Diário da República, a empreitada tem valor base de 373.742 euros. O prazo de execução previsto é de 130 dias.

Estaleiros de Viana apostam na inovação

A West Sea instalou no interior do ferryboat Sicilia – com 186 metros de comprimento, capaz de transportar mil passageiros e 480 veículos, da companhia de transporte marítimo Baleària –, um tanque de grandes dimensões, com capacidade para armazenar 425 metros cúbicos de GNL, com os quais terá autonomia para navegar 1.100 milhas náuticas. A vantagem ambiental da propulsão deste ferry ser assegurada por GNL está calculada numa redução de emissões poluentes (que elimina emissões de partículas pesadas e de enchofre) da ordem dos 30%, o que corresponde a menos 9.100 toneladas de emissões por ano.

Toneladas de máscaras descartáveis podem ir parar ao mar

Luvas e máscaras não são recicláveis, e atirá-las para o chão começa a fazer parte do “novo normal” um pouco por todo o mundo. E mesmo que só 1% das máscaras vá parar ao mar, são 40 toneladas de plástico a inundar os oceanos, alerta a WWF

CONHEÇA A LISTA COMPLETA

360 praias galardoadas com Bandeira Azul

A Bandeira Azul vai ser hasteada este ano em 360 praias fluviais e costeiras, mais oito do que em 2019, anunciou a coordenação nacional do Programa Bandeira Azul, que pede responsabilidade aos veraneantes no regresso ao mar.

As distinções deste ano, apresentadas em conferência de imprensa no Aquário Vasco da Gama, em Oeiras, contemplam 322 praias costeiras, mais cinco do que em 2019, e 38 fluviais, mais três do que no ano passado.

As praias estão distribuídas pelo Algarve (87), Norte (76), Tejo (57), Centro (46), Alentejo (36), Açores (42) e Madeira (16).

Ensejo para revisitarmos algumas notícias que ao longo dos anos, temos publicado sobre a Bandeira Azul
 

Praia Vasco da Gama e Porto de Recreio de Sines renovam Bandeira Azul

A praia sob gestão da Administração dos Portos de Sines e do Algarve tem vindo a ser galardoada com a Bandeira Azul desde 2007, de forma ininterrupta.

A Associação Bandeira Azul da Europa anunciou dia 20 de maio a atribuição da Bandeira Azul à Praia Vasco da Gama e ao Porto de Recreio de Sines, infraestruturas geridas pela APS, que têm vindo a ser distinguidos com este galardão de forma ininterrupta desde 2007 e 2008, respetivamente. A atribuição deste galardão comprova o comprometimento da APS com a proteção do meio ambiente e com um desenvolvimento sustentável das atividades económicas geridas por esta autoridade portuária.

Espuma na Ria de Aveiro sem qualquer risco de contaminação ambiental ou perigo para o meio marinho

Na sequência de notícias veiculadas este sábado, 16 de maio, por vários órgãos de comunicação social, tendo por título dominante “Quercus denuncia descarga poluente na ria de Aveiro” e relativa à obra de Remoção de Inertes da ZALI, o Conselho de Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.), acaba de tomar posição, refutando as acusações da Quercus.

EAGLE BRASILIA

Porto de Sines recebe navio tanque movido a GNL

O Porto de Sines recebeu a 26 de Abril o navio “Eagle Brasília”, um dual-fuel Aframax, que tem a particularidade de ser movido a GNL – Gás Natural Liquefeito. De notar ser muito rara a utilização deste combustível em navios tanque, nomeadamente no que respeita aos navios que transportam produtos petrolíferos.

Nesta viagem, o navio “Eagle Brasília”, proveniente do porto de Sullom Voe, no Reino Unido, atracou no Terminal de Granéis Líquidos para proceder à descarga 100 mil toneladas de crude para a refinaria de Sines. O navio tem um comprimento total de 250 metros e cerca de 44 metros de largura, apresentando um calado máximo de 15,1 metros.

Fórum Oceano participa em sessão sobre Ciência dos Oceanos e implementação da Agenda 2030

A Fórum Oceano participou na Sessão "The UN Decade of Ocean Science for Sustainable Development: From Challenges to Actions", organizada pelo Ministério do Mar, Academia das Ciências de Lisboa e Comité Português para a COI/UNESCO. A iniciativa promoveu o debate sobre como as Ciências dos Oceanos podem contribuir para o desenvolvimento sustentável e a prossecução dos objetivos da Agenda 2030

AUTO DE CONSIGNAÇÃO ASSINADO ESTA SEGUNDA-FEIRA

Areias do Porto de Aveiro reforçam cordão litoral a sul da Costa Nova

O cordão litoral a sul Costa Nova, em Ílhavo, vai ser reforçado com 2,3 milhões de metros cúbicos de areia do Porto de Aveiro, num investimento de cerca de 12,2 milhões de euros.

O auto de consignação da empreitada vai ser assinado esta segunda-feira, dia 20 de Abril, entre a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Administração do Porto de Aveiro e o consórcio de empresas a quem foi adjudicada a obra.

Depois do Pacífico, The Ocean Cleanup chega aos rios para «fechar a torneira» de plástico

Depois de conseguirem retirar plástico do Oceano Pacífico, as embarcações da The Ocean Cleanup chegam a alguns dos rios mais poluídos do mundo. “Para livrar os oceanos de plástico, nós temos tanto de limpar a ‘herança’ [o lixo que já está nos oceanos] como fechar a torneira, evitando que mais plástico chegue aos oceanos”, anunciou Boyan Slat, que começou a startup Ocean Cleanup aos 18 anos.

O jovem holandês criou um dispositivo de limpeza capaz de remover 80 mil toneladas de plástico do Oceano Pacífico por ano. O sistema consiste num conjunto de tubos que formam uma barreira flutuante em forma de U que consegue apanhar o plástico, deixando uma abertura na parte inferior para que os peixes e outros animais possam nadar em liberdade.

CLIMATE 2020 | 23 A 30 DE MARÇO

Conferência Mundial sobre o Clima

O CLIMATE2020 é uma conferência mundial sobre o clima oferecida, exclusivamente, via online.
O evento, que já vai na sua sétima edição, oferece livre acesso a artigos científicos de alta qualidade, projetos climáticos e cursos de formação online 24 horas por dia, 7 dias por semana. Constitui também uma oportunidade única para o diálogo mundial e troca de ideias com investigadores e especialistas em políticas, negócios, educação, assim como as mais variadas temáticas da sociedade.

Tartarugas comem plástico no oceano (também) devido ao cheiro

Basta uma semana para plásticos à deriva no oceano ficarem revestidos de algas e microrganismos e ganharem assim um cheirinho que pode confundir-se com comida para tartarugas. Estes répteis não conseguem resistir e acabam por comer esse plástico. Esta é a principal conclusão de um estudo publicado na revista científica Current Biology. De acordo com a equipa de cientistas que assina o artigo, esta é a primeira demonstração de que o odor dos plásticos no oceano pode levar os animais a ingeri-los.

25 dias de censos marinhos no navio Vizconde de Eza

Mais uma vez, técnicos da SPEA participaram na campanha de investigação do IPMA com a finalidade de fazer censos de aves marinhas. O percurso começou em Cádis e terminou em Caminha. As contagens foram realizadas de sol a sol em percursos previamente definidos. Durante cerca de 25 dias foram registadas inúmeras espécies e milhares de indivíduos que nos nossos mares habitam ou se encontram de passagem, alimentando-se e repousando.

Cavalos-marinhos da Ria Formosa ganham áreas de refúgio em Faro e Olhão

Os cavalos-marinhos da Ria Formosa ganharam duas áreas de refúgio, instituídas por editais publicados na terça-feira, dia 3 de Março, pelas capitanias de Faro e Olhão.

Os editais decretam «a suspensão temporária da circulação de todas as embarcações» em duas zonas «identificadas pelo Parque Natural da Ria Formosa como tendo grande intensidade de cavalos-marinhos», uma em cada um dos concelhos, por forma a criar áreas de refúgio que permitam «salvaguardar esta espécie em vias de extinção», revelou ao Sul Informação Rocha Pacheco, comandante da Zona Marítima do Sul e capitão do Porto de Faro.

Quer contribuir para um Oceano mais saudável?

Quer contribuir para um Oceano mais saudável? Está disponível para trabalhar para a conservação e uso sustentável do Oceano? Pode registar aqui o seu compromisso voluntário para alcançarmos o #ODS14!

Surf Clube de Viana contribui para um planeta mais sustentável

O Surf Clube de Viana (SCV) levou a cabo duas iniciativas ligadas à sustentabilidade ambiental: a “Limpeza da praia do Cabedelo”, em Viana do Castelo, no dia 8 de fevereiro, e a “Plantação de árvores de espécies nativas”, na Serra de Alvão, em Vila Pouca de Aguiar, a 17 de janeiro passado.

A limpeza de praia, com o lema “Small acts add up! Let's get Stoked”, foi organizada por Viktor Drewes e por Chiara Russotto, voluntários europeus no SCV ao abrigo do projeto Europe Surfing Solidarity, do European Solidarity Corps.

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE GARANTE:

Efeitos do prolongamento do molhe de Leixões «são «pouco significativos»

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) refere que os hipotéticos efeitos do prolongamento do molhe do Porto de Leixões são «pouco significativos e passíveis de minimização» em Matosinhos e Porto.

SUBSTITUIÇÃO DE PROJETORES DE VAPOR DE SÓDIO POR LED NA ILUMINAÇÃO DOS TERMINAIS PORTUÁRIOS

Porto de Aveiro na rota da Descarbonização

Considerando os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) das Nações Unidas, em concreto a melhoria do desempenho ambiental e o incremento da eficiência energética, definiu a Administração do Porto de Aveiro uma estratégia de descarbonização para o triénio 2019-2021, onde se inclui a ação de modernização dos equipamentos de iluminação pública, através da substituição dos projetores de vapor de sódio por equipamentos de tecnologia LED.

Esta iniciativa está alinhada com a Estratégia Nacional para a Neutralidade Carbónica da Economia Portuguesa 2050.

Maior iceberg do mundo está a caminho do oceano Atlântico

O A68 libertou-se há dois anos e meio da Antártida e segue para norte. Pode ser uma ameaça à navegação marítima, mas os cientistas acreditam que irá partir-se em pequenos blocos.

Ílhavo adere à associação Rede de Municípios para as Adaptações às Alterações Climáticas

A autarquia aprovou a adesão à entidade que agrupa os municípios com planos para as adaptações às alterações climáticas.

A Câmara Municipal de Ílhavo desenvolveu a sua Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas no âmbito do projeto “ClimAdaPT.Local”, permitindo à Autarquia definir um quadro estratégico de adaptação do Município, capacitar as estruturas municipais para abordagens eficazes às alterações climáticas e, envolvendo os diversos agentes locais, sensibilizar a comunidade para os desafios desta problemática atual.

Total: 552