Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística


Tecnologia inovadora de recolha de plástico do mar testada em Rabo de Peixe

As Direcções Regionais das Pescas e dos Assuntos do Mar dos Açores, em parceria com Fundação Waste Free Oceans e a Associação Sete Mares dos Açores, testaram, pela primeira vez, uma tecnologia inovadora para a recolha de plástico no mar e que envolve a comunidade piscatória local.
O sistema denomina-se Clean Up the Azores, foi desenvolvido pela Fundação Waste Free Oceans e traduz-se num dispositivo semelhante a uma rede de arrasto que recolhe lixo na superfície do mar, com recurso a uma acção de realizada por pescadores locais com as suas embarcações.

Armazenamento de CO2 no fundo do mar ganha força na Noruega

A captura e armazenamento de gás carbónico, ou CCS, é criticada por ser cara e vista como mera desculpa para continuar a exploração de combustíveis fósseis. Mas há quem aposte na tecnologia.

A 4 DE DEZEMBRO

Seminário WavEC 2018 no Museu do Oriente

O WavEC Offshore Renewables está a organizar o seu Seminário Anual de 2018, que este ano conta com a colaboração da Embaixada Britânica em Portugal. O evento tem lugar no dia 04 de dezembro de 2018, no Museu do Oriente, em Lisboa.

Qualidade do ar é a principal prioridade dos portos

A qualidade do ar é a principal prioridade dos portos, segundo consta do relatório ambiental da Organização dos Portos Marítimos Europeus (ESPO, na sigla inglesa), apesentado recentemente em Valência. O documento identifica também, por esta ordem, o consumo energético, o ruído, a relação dos portos com as comunidades locais, os resíduos dos navios, o desenvolvimento portuário, as alterações climáticas, a qualidade da água, as dragagens e os resíduos em porto como os outros factores do TOP 10 das prioridades ambientais dos portos.

Surfrider Foundation Europe dá voz aos oceanos e leva petição ao Parlamento Europeu

A Surfrider Foundation Europe, ONG dedicada à protecção e valorização de lagos, rios, oceanos, ondas e do litoral, está a dinamizar a sua campanha europeia “Voice for the Ocean” em Portugal até ao dia 14 de Dezembro de 2018. A ONG está a levar a cabo uma tour por 5 países europeus, com destaque para o Porto, cidade escolhida para encerrar a primeira fase da campanha já em Novembro.

CE apresentou plano para uma bioeconomia sustentável

A Comissão Europeia (CE) apresentou um “plano de acção com vista ao desenvolvimento de uma bioeconomia sustentável e circular que beneficie a Europa a nível social, ambiental e económico”, no que será “um esforço de inovação para alimentar as populações e proporcionar-lhes água e energia limpas” e “dar um novo impulso ao emprego, ao crescimento e ao investimento”, refere a instituição europeia.

LPN demarca-se da manifestação contra dragagens no estuário do Sado em Setúbal

A LPN - Liga para a Protecção da Natureza negou quinta-feira qualquer envolvimento na organização da manifestação contra as dragagens no rio Sado marcada para este sábado, "por não ter tomado posição aquando da Avaliação de Impacte Ambiental".

Lixo da Malásia entre os mais de 200 quilos recolhidos em praia de Viana do Castelo

Lixo com origem na Malásia, Alemanha e Espanha está entre os 200 quilogramas recolhidos em 2017 na praia do Cabedelo, Viana do Castelo, no âmbito de um projeto de monitorização do lixo marinho, informa a Câmara local.

Contactada pela agência Lusa, fonte autárquica adiantou, com base em dados recolhidos pelo Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Viana do Castelo, que entre os 200 quilos de resíduos constam "vassouras, molas da roupa, peças de fogo de artifício, seringas, tampões auriculares, frascos para análises clínicas, cotonetes, fita de identificação do hospital, entre outros artigos".

Tribunal indefere pretensão do Clube da Arrábida para suspensão da melhoria da acessibilidade marítima ao Porto de Setúbal

Por decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada, foi indeferida a pretensão do clube da Arrábida para decretamento provisório de medidas cautelares que suspendessem a DIA (Declaração de Impacte Ambiental), os atos de licenciamento da APA (Agência Portuguesa do Ambiente) e o contrato para a execução dos trabalhos da empreitada de “Melhoria da Acessibilidade Marítima ao Porto de Setúbal”.

Esta decisão judicial vem dar razão ao Porto de Setúbal quanto à falta de fundamento deste Clube na tentativa de parar um processo desenvolvido integralmente de acordo com a lei.

Defesa do GNL na Portugal Shipping Week

Num debate sobre o Green Shipping realizado no âmbito da Portugal Shiping Week, foi feita a defesa do GNL no transporte marítimo pela generalidade de um painel de oradores que incluiu representantes de portos, de empresas de cruzeiros e da GALP, entre outros

ESTA TERÇA-FEIRA, O AUDITÓRIO DO EDIFÍCIO SEDE DA APS ACOLHE O EVENTO:

«Natural Hazards Safety Tools applied to Port and Maritime Environment»

Esta terça-feira, 25 de Setembro, o auditório do Edifício Sede da APS acolhe o evento “Natural Hazards Safety Tools applied to Port and Maritime Environment”. A organização cabe à empresa “Qualiseg” e à associação Fórum Oceano, sendo abordados os seguintes temas:
Riscos Naturais e potenciais impactes; Resiliência do espaço Marítimo-Portuário face a situações de catástrofe.
A entrada é livre.

MINISTRA DO MAR:

Portugal quer ser «estação de serviço» para navios a gás natural

Portugal quer afirmar-se como uma "estação de serviço atlântica" a abastecer navios de grande porte a gás natural, afirmou a Ministra do Mar, uma das medidas que a indústria naval e portuária precisa para poluir menos.

À margem da abertura do encontro internacional Oceans Meeting, que juntou em Lisboa centenas de especialistas em ambiente e em transporte naval, Ana Paula Vitorino afirmou que a maior parte das novas encomendas de navios de cruzeiro são alimentadas a gás natural liquefeito.

Energia das marés testada na Escócia

A Comissão Europeia (CE) aprovou recentemente mais uma fase de um projecto da Nova Innovation, com sede em Edimburgo, na Escócia – Enabling Future Arrays in Tidal (EnFAIT) –, cujo objectivo é promover a geração de electricidade a partir da energia das marés. Trata-se de um projecto de 20 milhões de euros que já vem sendo testado há um ano, e cujo design e desenvolvimento têm demonstrado sucesso, pode ler-se no comunicado oficial.

O primeiro navio a hidrogénio a dar a volta ao mundo está em Lisboa

O Energy Observer chegou a Lisboa para uma nova etapa da sua Odisseia para o Futuro, uma viagem à volta do mundo que começou em junho de 2017 em França, com a duração de seis anos e que irá passar por 50 países e 101 portos de escala.

A tripulação, comandada por Victorien Erussard e Jérôme Delafosse, apresentará em Lisboa as tecnologias existentes a bordo, relatará a expedição e procurará descobrir soluções inovadoras para a salvaguarda do planeta.

72 Países E Várias Organizações Mundiais Assinam Esta Sexta-Feira Em Lisboa Declaração Conjunta Sobre Os Oceanos

A edição de 2018 do Oceans Meeting termina esta sexta-feira com uma Reunião Ministerial que juntará na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa, um total de 72 países (grande parte deles representados por Ministros e Secretários de Estado com a pasta dos Oceanos) e várias Organizações Internacionais com responsabilidades em matéria dos oceanos – casos das Nações Unidas, UNESCO, Comissão Europeia ou IMO.
No final da Reunião Ministerial, será lida a Declaração Conjunta.

PRIMEIRO SISTEMA DE LIMPEZA OCEÂNICA DO MUNDO

Rewatch System 001 lançado com sucesso no Pacífico

Após cinco anos de pesquisa e experiências, o primeiro sistema de limpeza oceânica do mundo foi lançado na Baía de São Francisco.

O sistema encaminha-se agora para ponto intermediário, entre 250 a 350 milhas náuticas no mar, onde será submetido durante duas semanas a testes antes de prosseguir a sua jornada em direcção ao Grande Depósito de Lixo do Pacífico, a 1.200 milhas náuticas da costa, para iniciar a limpeza.

Plástico: o problema dos mares

Will McCallum, responsável pelos oceanos da Greenpeace do Reino Unido, escreveu um livro – Viver Sem Plástico -, onde expõe o problema, mas incide principalmente nas soluções. Aquele que denomina de “guia para mudar o mundo e acabar com a dependência do plástico”, pode ser uma das soluções para este grande problema cuja resolução pode e deve passar por cada um.

EVITANDO O LANÇAMENTO DE LIXO PARA O MAR

Bruxelas quer que navios passem a pagar taxa de resíduos indirecta

Bruxelas quer que os navios passem a pagar uma taxa de resíduos indireta, independentemente da entrega efetiva de lixo. O comissário europeu do Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas considera que desta foram se incentiva os navios a entregar o lixo na costa em vez de o lançar para o mar.
Em entrevista ao jornal Público, Karmenu Vella disse que “será exigido a todos os navios que paguem uma taxa (de resíduos) indireta, que deverá ser paga independentemente da entrega, ou seja, dissociada dos volumes de lixo entregues”

FIGUEIRA DA FOZ

Dragagens abastecem Praia da Cova com areia

Novas dragagens deverão arrancar em breve para abastecer a Praia da Cova, a norte do quinto molhe, localidade da freguesia de São Pedro, onde a erosão costeira ameaça a zona residencial. A transferência de areia, da barra e do areal urbano, envolve a Administração do Porto da Figueira da Foz (APFF) e a Agência Portuguesa d Ambiente (APA).

A 15 E 16 DE SETEMBRO, COM O APOIO DA APS

Limpar (e catalogar) o lixo marinho em duas praias de Sines

A Câmara Municipal de Sines assinala o Dia Internacional de Limpeza Costeira (15 de setembro - International Coastal Cleanup, apoiado pela Ocean Conservancy) e o Dia Nacional de Limpeza de Praias (16 de setembro), com a 2.ª ação de monitorização “Os suspeitos do costume - Do Rio ao Mar sem Lixo!”, limpando e catalogando os resíduos do areal.

Esta acção decorre de um desafio lançado pelo Programa Bandeira Azul (ABAE) 2018, que visa a elaboração do TOP 10 dos itens mais abundantes e as possíveis origens, análise sobre os seus impactos e reflexão sobre formas de os evitar.

Total: 414
[1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21