Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Calendário de peixe e companhia

Os melhores meses para consumir cada espécie

Qual o melhor peixe para comer em janeiro? Devemos deixar as amêijoas para o verão? E quais as espécies ameaçadas que não devemos mesmo consumir? Escolha a categoria e o pescado e descubra o mês ideal para o degustar.

Portugal é o maior consumidor de peixe na União Europeia

Em 2019, a União Europeia foi responsável pela captura de quatro milhões de toneladas de peixe. 70% das capturas aconteceram na zona Nordeste do oceano Atlântico, onde são pescadas, sobretudo, pequenas espécies como o arenque (Clupea harengus). No total, a Espanha representa 20,6% do peixe capturado na União, seguida da Dinamarca (15,3%) e da França (12,9%). Portugal continua a ser o país da União Europeia que mais consome produtos derivados da pesca ou da aquicultura.

Docapesca adjudica intervenção no porto de pesca de Olhão

A Docapesca anuncia a adjudicação para a instalação de uma nova central de bombagem de água salgada no porto de pesca de Olhão no valor de 93 mil euros.
A execução da empreitada contempla a instalação de uma central hidropressora automática equipada com várias bombas centrífugas multicelulares, a montagem de nova tubagem para condução de água salgada e de novos quadros elétricos.

Docapesca investe 471.000 Euros na requalificação parcial da lota de Cascais

A Docapesca lançou um concurso para a requalificação parcial do edifício do edifício da lota de Cascais.
A empreitada representa um valor de 471.000 euros e pretende reabilitar o edifício atual, aproximando-o com o traço arquitetónico original, assim como dotá-lo com novas infraestruturas e equipamentos.

Docapesca Requalifica a Lota de Albufeira

A Docapesca lançou um concurso público para a empreitada de remodelação da cobertura da lota de Albufeira com um preço base de 150 mil euros.

A obra, com início previsto para o mês de abril e um prazo de execução de 60 dias, pretende melhorar as condições de segurança alimentar desta lota e assim contribuir para a valorização do pescado aí transacionado.

Docapesca promove várias iniciativas de sensibilização no combate ao racismo

A Docapesca desenvolveu várias iniciativas de sensibilização para o combate ao racismo, dirigidas ao sector da pesca.
Integrado no Plano Nacional de Combate ao Racismo e à Discriminação 2021-2025 e sob o mote “Somos Todos Pesca”, a Docapesca apresentou o primeiro vídeo promocional desta campanha, com música e letra de LL The Savage e com os testemunhos do armador Oleg Kravtsiv e do trabalhador da Docapesca, Jobson Moura.

Docapesca investe 120 mil euros no cais de descarga de pescado de Vila do Conde

A Docapesca lançou um concurso para a reabilitação e ampliação do cais de descarga de pescado de Vila do Conde.
A intervenção representa um investimento de 120 mil euros, assentando na reabilitação da estrutura do cais de descarga de pescado, nos armazéns de apresto e na instalação de um cais flutuante acostável adjacente ao atual cais.

Devido ao estado de degradação dos edifícios que servem de armazéns de aprestos, a reabilitação visa melhorias ao nível da cobertura, das fachadas e do interior dos edifícios, atentando também a questões como a longevidade e a funcionalidade, pretendendo manter o traço arquitetónico original dos edifícios.
 

EM 2022

Governo dos Açores cria instalações de apoio a pescadores na ilha Terceira

O Governo Regional dos Açores vai avançar em 2022 com a construção de instalações de apoio a pescadores na freguesia de São Mateus, na ilha Terceira, revelou o secretário regional do Mar e Pescas.

“Penso que durante o próximo ano podemos executar a primeira parte [da obra], que será a execução do telheiro e das casas de aprestos”, adiantou, em declarações aos jornalistas, o titular da pasta das Pescas, Manuel São João.

DGRM desafia candidaturas para apoios do PRR nas Pescas

A Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) informa que se encontra aberto, até ao dia 15 de fevereiro de 2022, o período de apresentação de candidaturas para a transição verde e digital e a segurança nas Pescas, no âmbito da Componente 10 – Mar, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Pretende-se com este Aviso apostar na inovação, na modernização dos processos, na redução da pegada de carbono e na economia circular das empresas e organizações da fileira do pescado, nesta se incluindo a pesca, a aquicultura, a transformação, a comercialização e os portos de pesca.

PROJECTO ARTFISH

Há uma grande variação nas capturas na costa centro-norte em termos de diversidade

Os resultados do projecto 'ARTFISH - Pesca Artesanal Local (redes de emalhar e tresmalhe) na Costa Centro-Norte Portuguesa', integrado no UC MAR, foram apresentados no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

Este projecto, em desenvolvimento desde 2018, visa promover a gestão sustentável dos recursos pesqueiros, através da caraterização das operações de pesca artesanal local, no que concerne às redes de emalhar e tresmalhe na costa centro-norte portuguesa. Os resultados divulgados são fruto das informações recolhidas durante as safras de 2019 a 2021.

Pescado português na rota dos mercados internacionais

Exportações da fileira aceleram 16% até junho

As empresas portuguesas da fileira do pescado têm sabido tirar partido do aumento global da procura por produtos ligados à economia do mar, ao longo da última década. Nos primeiros seis meses do ano, as exportações da fileira aceleraram 16% em termos homólogos.

PENICHE

Ministério do Mar cria comité para gerir apanha sustentável do percebe nas Berlengas

O Ministério do Mar criou o comité de cogestão para a apanha do percebe da Reserva Natural das Berlengas, com vista à pesca sustentável, através de uma portaria publicada em Diário da República.

O comité vai ter como missões “gerir e monitorizar de forma sustentável a apanha do percebe”, desenvolvendo ações para promover o bom estado deste recurso, assegurar a sustentabilidade da atividade, e elaborar e executar um plano de gestão sustentável para a pescaria, segundo a portaria..

DOZE LOTAS COM CERTIFICAÇÃO EM SEGURANÇA ALIMENTAR DESDE 2017

A Docapesca obteve a certificação ISO22000, pela APCER, do sistema de gestão da segurança alimentar de nove lotas nos últimos cinco anos.
No presente ano, a certificação foi estendida a três novas lotas: Peniche, Rio Arade e Olhão, tendo igualmente sido renovada a certificação das lotas de Viana do Castelo, Póvoa de Varzim, Aveiro, Figueira da Foz, Sesimbra, Setúbal, Sagres, Quarteira e Vila Real de Santo António.

Candidatura a apoios para abate de embarcações de pesca aberta até ao final do mês

As candidaturas aos apoios, no âmbito do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, Pescas e Aquicultura (FEAMPA), para o abate de embarcações de pesca no activo estão abertas até ao final de dezembro, foi anunciado.

“Está aberto o aviso para apresentação de pedidos de apoio público, dirigido a todos os titulares de embarcações de pesca que pretendam abater as respetivas embarcações, estando as mesmas registadas como ativas e tendo exercido atividades de pesca no mar durante, pelo menos, 90 dias por ano nos últimos dois anos civis anteriores a este período de apoio (2019 e 2020)”, lê-se numa nota publicada no ‘site’ do Mar 2020.

Documento Único da Pesca revoluciona licenciamento na pesca em Portugal

Mais de 11 mil licenças automáticas emitidas pela DGRM desde 2020

O Documento Único da Pesca (DUP) foi uma das medidas em destaque no Balanço Simplex 20-21, realizado pelo XXII Governo Constitucional.
O DUP, que veio substituir a antiga licença em papel e emitida manualmente, permite a emissão automática de licenças de pesca profissional, desde que cumpridos os requisitos e depois de paga a taxa respetiva, foi uma das estrelas da sessão de Balanço deste ano do Simplex, o programa de melhoria e modernização das relações do Estado com os Cidadãos, em Portugal.

Docapesca investe em 5 portos algarvios

A Docapesca lançou um concurso para a construção de oleões nos portos de pesca de Sagres, Albufeira, Quarteira, Olhão e Vila Real de Santo António. A intervenção contempla a construção de uma edificação, em cada local referido, destinada a instalar oleões e contentores de resíduos contaminados, representando um investimento de 61 mil euros.

ENTRA EM VIGOR A 1 DE JANEIRO

Espanha ratificou novo acordo de pesca com Portugal

O parlamento espanhol concluiu o processo de ratificação do acordo de pesca entre Portugal e Espanha, que entrará em vigor a 1 de janeiro de 2022 por um período de cinco anos, anunciou o Governo espanhol.

A aprovação do compromisso pelo parlamento foi o último passo antes da sua publicação no Boletim Oficial do Estado espanhol (correspondente ao Diário da República em Portugal) e da sua entrada em vigor, o que conduzirá a uma melhoria na gestão dos recursos e “dará estabilidade às frotas de ambos os países”, segundo um comunicado do Ministério da Agricultura, Pescas e Alimentação espanhol.

Portugal já utilizou 80% da quota do espadarte e captura pode ser proibida

Portugal já utilizou 80% da quota do espadarte e a captura desta espécie pode, a curto prazo, vir a ser proibida, avisa a Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM).

“Considerando os dados das capturas, efetuadas pela frota portuguesa, da espécie espadarte SWO/AN05N (‘stock’ Norte) (‘Xiphias gladius’) no Oceano Atlântico, a Norte de 5ºN, informa-se que a utilização da quota atingiu os 80%”, indica, em comunicado, a DGRM.

Pescas: menos pescada, mais bacalhau

Estão definidas as quotas de 2022

Os ministros com a Pasta das Pescas da União Europeia estiveram reunidos desde ontem, numa maratona para decidir as quotas de pesca para o ano de 2022.
No caso de Portugal foi possível atenuar alguns dos cortes propostos pela Comissão Europeia, em relação à pescada, ao linguado e a lagostim.

EXPO FISH | SEGUNDA EDIÇÃO MARCADA DEPOIS DO SUCESSO DESTE ANO

A Expo Fish Portugal termina com a garantia de que o pescado português está na rota dos mercados internacionais, com perspetivas de ultrapassar os valores de pré-pandemia já em 2022, no que respeita às exportações, ao volume de negócios internos, e ao volume de investimento expectável na indústria e no setor.

O sucesso internacional da feira, as perspetivas de negócio geradas, e a procura crescente deste tipo de plataforma, levam a organização a anunciar de imediato, a segunda edição da Expo Fish Portugal para 15 e 16 de novembro de 2022.

Total: 655