Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




ESTE SÁBADO

Ílhavo: «Olhar por Dentro» das terras portuárias

O 23 milhas e a Talkie-Walkie organizam, este sábado, uma visita, para o público em geral, com o objetivo de cruzar o olhar de dois especialistas para falar sobre o Porto de Aveiro. Álvaro Domingues é geógrafo e Paulo Morgado é geólogo e ambos vão fazer um enquadramento histórico no lugar do antigo forte.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

Fatos de banho e a imoralidade de costumes

“O fato de banho para senhoras deve ser inteiro e ter saiote fechado. O calção interior é justo à perna, de corte direito e deve ter o comprimento de perna mínimo de dois centímetros.
O saiote, que pode ser independente do corpo do fato, terá o comprimento necessário para exceder, pelo menos de um centímetro, a extremidade inferior do calção depois de vestido.
A frente do fato deve cobrir a parte anterior do corpo, não podendo o decote ser exagerado, a ponto de descobrir os seios. As costas poderão ser decotadas até dez centímetros acima da cintura, sem prejuízo do corte das cavas que devem ser, quanto possível, cingidas às axilas.”

O Titan está de volta ao horizonte de Matosinhos

O Titan, histórico e gigantesco guindaste usado na construção do Porto de Leixões, em Matosinhos, está a ser montado no molhe sul. Vai ser visitável e terá iluminação à noite. O investimento da APDL - Administração dos Portos de Douro, Leixões e Viana do Castelo é de dois milhões de euros.

A história do alvorense que andou na pesca do bacalhau

Sabino Pereira é um ‘filho’ de Alvor que sabe praticamente tudo o que há para conhecer sobre a arte de apanhar peixe, quer seja ao anzol, com alcatruzes, com cofres ou à rede.

Foi logo aos 15 anos que tirou a cédula marítima e começou a ir ao mar, seguindo, assim, os passos do pai. Um dos períodos mais marcantes da sua vida foi aquele em que andou na pesca do bacalhau, nos mares da Gronelândia, a bordo do navio português ‘Novos Mares’.

«Guardiões de Albarquel» recordam a praia que separava setubalenses e turistas e que hoje brilha

Em 2021, Albarquel viu ser hasteada a bandeira "Praia Acessível - Praia para Todos" e ser reaberto o antigo forte militar, onde a aristocrata inglesa Helen Hamlyn investiu um milhão de euros. Mas, na memória dos que se dizem "guardiões" desta praia de Setúbal, fica o tempo em que ela era lugar de divisão social. Em tendas improvisadas, num areal cheio de pedras, ali acampavam os garotos e as famílias de pescadores do Viso e do Troino. Do outro lado da muralha rochosa, no parque de campismo, caravanistas veraneavam. Os dois mundos raramente se cruzavam.

Há mais um pedaço de História por desvendar debaixo das águas de Cascais

Foi localizada em Junho uma embarcação de finais de século XVIII, inícios do século XIX que agora começará a ser estudada pela mesma equipa que em Setembro voltará a mergulhar para estudar a nau da Carreira das Índias encontrada em 2018. Saber mais sobre as suas técnicas de construção é um dos principais objectivos da campanha arqueológica deste ano.

Emissão filatélica dos CTT Correios de Portugal

«500 Anos da Chegada de Fernão de Magalhães às Filipinas»

(...) É este legado, e sobretudo a representação da entrega da imagem do Santo Niño à Rainha de Cebu, que serve de inspiração à emissão filatélica dos CTT Correios de Portugal, «500 Anos da Chegada de Fernão de Magalhães às Filipinas», à qual a Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães | 2019-2022 se associa, relevando a excecional qualidade do trabalho, materializado nas expressões artísticas escolhidas para os diferentes selos que a compõem. Uma seleção imagética e uma arte final filatélica merecedora da nossa admiração e felicitação.

2 DE FEVEREIRO DE 1942

A batalha que afundou o U-581 junto ao Pico

Passavam poucos minutos das nove da manhã do dia 2 de Fevereiro de 1942 quando dois marítimos da ilha do Pico, nos Açores, tiraram do mar o enregelado Walter Sitek, um oficial da marinha alemã, que nadara em direcção à ilha portuguesa durante mais de três horas, depois do submarino em que seguia – o U581 - ter sido afundado por um contratorpedeiro britânico.

Património Baleeiro dos Açores

O «picaroto» foi sempre da terra e do mar

No Pico, como em nenhuma outra ilha, por circunstância e por imperativo geográfico e económico, o "picaroto" foi sempre da terra e do mar, "baleeiro, embarcadiço, afoito que mais nenhum" (Pedro da Silveira). Lavrou o mar, rasgou o desconhecido, ligou e aproximou terras e gentes, alimentando o sonho e abrindo-se à universalidade: "O único açoriano que é ao mesmo tempo agricultor e marítimo. No mar às vezes é herói" (Vitorino Nemésio).

Titan O Renascer

Os velhos mecanismos e órgãos mecânicos de regresso ao titan (em reconstrução) do molhe sul do Porto de Leixões. Acompanhe todas as fases de trabalho e saiba mais sobre a história deste lendário guindaste em https://titan-apdl.pt

ATÉ 25 DE JULHO

Comemorações do Centenário do Varino «Amoroso»

Este ano, comemora-se o centenário do varino Amoroso, guardião da memória colectiva das comunidades ribeirinhas do Tejo e um embaixador do Seixal.
Até ao final do ano decorrerá um conjunto de atividades, inseridas no programa das celebrações do centenário do Amoroso, que irão sendo divulgadas nos meios de comunicação da autarquia.

MOITA

Associações náuticas recebem equipamentos para melhorar acostagem

Em articulação com as associações náuticas, o material foi distribuído equitativamente, na expetativa de, a curto prazo, as atividades de ligação ao rio possam ser facilitadas, prosseguindo-se o trabalho conjunto de associações e Município na preservação das embarcações típicas e na promoção das atividades ribeirinhas em geral, no âmbito do projeto Moita Património do Tejo.

ESTA QUINTA-FEIRA

WEBINAR - A HISTÓRIA DA MARINHA MERCANTE

Esta quinta-feira, 24 de junho, às 18h, vai realizar-se um webinar abordando o tema "A história da Marinha Mercante". Os convidados serão o Professor Luís Filipe Baptista (Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique) e Luís Miguel Correia; será moderado pelo Comodoro Croca Favinha, Diretor do Museu de Marinha.

DOAÇÃO DA APS

Histórica embarcação «Moira» vai acostar junto ao Museu de Portimão

De construção tradicional em madeira, o barco remonta a 1936 e foi doado ao município de Portimão pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve.
Em comunicado, o município informa que aceitou recentemente a doação da embarcação “Moira”, feita pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve, SA.(APS), com vista à sua recuperação e manutenção, cuja história se funde com a indústria pesqueira local, e o facto de se tratar de um dos últimos exemplares do género, «pelo que constitui um testemunho social e cultural que importa manter e valorizar», adianta a mesma fonte.
 

AICEP e Estrutura de Missão para 500 anos da circum-navegação assinaram protocolo de colaboração

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e a Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação assinaram um protocolo de colaboração para a participação portuguesa na exposição mundial Expo Dubai.

Botes baleeiros: «Walkiria» arriada ao mar

Na ilha do Faial, mais concretamente na cidade da Horta, após um período de manutenção onde se realizou uma profunda revisão do sistema eléctrico, do motor e de acessórios diversos, a histórica lancha baleeira “Walkiria” regressou ao mar, numa operação realizada pelos serviços e pessoal da Portos dos Açores, SA, que presta uma prestimosa e competente colaboração ao Clube Naval da Horta (CNH), nesta e noutras áreas.

Magalhães descobriu metade da circunferência da Terra, entre o rio da Prata e as Filipinas

Historiador José Manuel Garcia, biógrafo de Fernão de Magalhães, explica as circunstâncias da morte do navegador, faz esta terça-feira 500 anos. Viagem foi um feito enorme.

LONGA-METRAGEM

Esférica

Retrato da façanha da Primeira Volta ao Mundo realizada por Fernão Magalhães e Juan Sebastián de Elcano, através de uma longa-metragem documental que reflete, através da jornada dos seus protagonistas, não apenas a história de um dos marcos importantes do ser humano, como esta primeira circunavegação ao globo terrestre, mas também como contexto ideal a partir do qual idealizar uma fábula que interliga história, atualidade e natureza.
A rocambolesca aventura da frota espanhola, que completou 500 anos, converte-se no leme de uma inusitada viagem audiovisual, que a bordo do Barco-Escola Juan Sebastián de Elcano, como cenário e protagonista, nos levará ao redor do mundo para ver os principais locais desta heroica viagem.

CANAL DO SUEZ

Eça de Queiroz foi um dos convidados para a inauguração

O canal do Suez, que liga o Mediterrâneo ao mar Vermelho, foi inaugurado a 17 de Novembro de 1869, cerimónia testemunhada pelo escritor português Eça de Queiroz.
A imperatriz Eugénia de França esteve presente e houve festas sumptuosas, banquetes e paradas equestres para entreter as muitas centenas de convidados do vice-rei do Egito Ismail Paxá. Eça de Queiroz estava entre eles e percorre o canal no navio "Fayoum", de Porto Said, no Mediterrâneo, ao Suez, no mar Vermelho, com pernoita na cidade de Ismailia, a meio do caminho.
 

Investimento de 1,52 milhões de euros nos antigos Armazéns da Ribeira

Construção do Observatório do Mar arranca em Sines

A empreitada de arquitectura, primeira fase da operação Observatório do Mar, a instalar nos antigos Armazéns da Ribeira, foi consignada no dia 8 de Março, nos Paços do Concelho de Sines. A assinatura do auto de consignação marca o início formal dos trabalhos da empreitada, um investimento de 1,52 milhões de euros.

Esta operação tem por base a recuperação dos Armazéns da Ribeira, um dos conjuntos edificados mais marcantes da paisagem urbana da cidade.

Total: 915