Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




EÇA DE QUEIROZ

Um diplomata à beira-mar

Existe uma fotografia de Eça de Queiroz – o maior escritor do país, um dos maiores da Europa, diplomata e amigo pessoal do Rei - na praia, a divertir-se com a filha e uma amiga desta.

Tal como nos aparece na fotografia, não é difícil imaginar a sensação de levar com uma pazada em cheio de areia, e ficar a senti-la a descer, grão a grão, da maçã de Adão até à ponta do dedo grande do pé, depois de passar por colarinhos revirados, plastron, ceroulas e polainas.

José Maria Eça de Queiroz iniciou a sua carreira de diplomata em 1872, quando um despacho de dezasseis de março daquele ano, do Ministro e Secretário dos Negócios Estrangeiros, João Andrade Corvo, de um governo chefiado por Fontes Pereira de Melo, o nomeou Cônsul de primeira classe em Havana.

INAUGURADO A 20 DE MAIO DE 1898

Aquário Vasco da Gama custou 60 contos de réis

O Aquário Vasco da Gama foi inaugurado em 1898, numa cerimónia integrada nas Comemorações do IV Centenário da Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia. A Comissão Executiva destas celebrações, desejando perpetuar a memória de tão importante acontecimento, decidiu mandar construir um Aquário com objectivos de recreio e instrução popular. A construção do edifício, da responsabilidade da Comissão Executiva do IV Centenário, teve a orientação do Engenheiro Albert Girard , um naturalista notável e o principal colaborador científico do Rei D. Carlos I.

4 DE MAIO

Antigo submarino recebe visitas em Cacilhas

O antigo submarino “Barracuda” abre ao público, no dia 4 de maio, na doca seca em Cacilhas e as entradas são gratuitas.

​​​As visitas guiadas serão realizadas por militares que pertenceram às guarnições do submarino, que neste dia fará 54 anos que entrou ao efetivo de navios da Marinha, e serão efetuadas por ordem de chegada devido ao número limitado de pessoas no interior.

A 4 DE MAIO

Conferência: Ciência e Saber Náutico na Viagem de Fernão de Magalhães

Através de uma organização conjunta ENIDH/CCISP, realiza-se a 4 de Maio, pelas 11h, no Auditório situado no campus da ENIDH, a conferência intitulada "Ciência e saber náutico na viagem de Magalhães (1519-22)", que terá como orador principal o historiador Dr. Henrique Leitão.

Almanaque do Oceano

A "Mestre do Mar" disponibiliza, na web, um "Almanaque do Oceano". Está em construção e pede colobaração dos internautas amantes do mar.

ESTE DOMINGO

Cerimónia militar e desfile aeronaval das comemorações do Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul

O Jardim da Torre de Belém recebe este domingo, dia 3 de Abril, pelas 10h45, a cerimónia militar e desfile aeronaval que marca o centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul, feito alcançado por Sacadura Cabral e Gago Coutinho.

​​​No evento, organizado pela Marinha e pela Força Aérea - que criaram para o efeito uma Comissão Aeronaval para as Comemorações – serão entregues medalhas comemorativas aos representantes do Brasil, Espanha e Cabo Verde, um desfile das forças em parada, bem como uma demonstração aeronaval com 16 aeronaves, 60 embarcações e 6 navios.

O rio Arade recebe uma nova campanha de arqueologia subaquática em parceria com a Noruega

A primeira campanha de mar do projecto Water World, desenvolvido pelo Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática e o Museu Marítimo da Noruega, decorreu durante duas semanas no rio Arade, em Portimão. A embarcação do século XIX que aí se encontra foi estudada com recurso a uma tecnologia inédita em Portugal.

ESTA QUINTA-FEIRA

Círculo do Mar

A Sociedade Histórica da Independência de Portugal convida a assistir à conferência "A Liga Naval em Portugal", que terá como oradores Contra-Almirante Fernando David e Silva e Contra-Almirante Bossa Dionísio.

 

PORTO DE SETÚBAL

Navios dos Descobrimentos receberam setubalenses

A Caravela Vera Cruz, de Portugal, e a Nao Santa Maria, de Espanha, duas réplicas de embarcações emblemáticas dos dois países durante a época dos descobrimentos nos séculos XV e XVI, receberam a bordo 6007 visitantes, durante a sua estadia no Porto de Setúbal, de 23 a 27 de fevereiro.

Destaca-se deste número, 1208 visitas de âmbito escolar, sendo que o dia 27 de fevereiro foi o que suscitou maior afluência de público, com 2220 visitantes. Os três dias revelaram-se para estas pessoas uma oportunidade de contato com as técnicas de navegação, da vida a bordo e das rotas comerciais e de exploração desses tempos.

ESTRANHO E ÚNICO

«Espinho ibérico» é o novo dinossauro português aquático descoberto no Cabo Espichel

Uma nova espécie de dinossauro, com 130 milhões de anos, foi descoberta no Cabo Espichel, no concelho de Sesimbra, e mostra que a Península Ibérica tinha uma grande diversidade destes animais, segundo revela um estudo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

O novo dinossauro foi baptizado ‘Iberospinus natarioi’, que significa “espinho ibérico”. O nome é dedicado ao seu descobridor, o paleontólogo amador Carlos Natário, como referem os autores do estudo que foi publicado na revista científica PLOS ONE.

Setúbal sonha com regresso das conservas

Ainda há em Setúbal quem oiça, certas madrugadas, o eco dos tamancos das conserveiras em passo acelerado para chegar às fábricas. Como se uma última vez as chamassem, fora de horas, de rua em rua, ao pregão "Há peixe! Há trabalho!". Recordações de Judite, Maria Helena, Carlos e "Zé Sopinha", gente que vive entre dois séculos. O da cidade das 400 fábricas de conservas e o da cidade que agora se reconstrói a partir dessas ruínas. Esperam ainda ver conservas produzidas em Setúbal, mas o sonho distancia-se.

DE 23 A 27 DE FEVEREIRO

Embarcações emblemáticas dos Descobrimentos Acostadas em Setúbal

A Nao Santa Maria, navio espanhol, e a Vera Cruz, caravela portuguesa, réplicas de embarcações emblemáticas dos Descobrimentos, estãrão acostadas em Setúbal entre 23 e 27 de fevereiro, abertas a visitas gratuitas.

Início das celebrações do 100.º Aniversário da Travessia Aérea do Atlântico Sul

Realizaram-se dia 11, no Pavilhão das Galeotas - Museu de Marinha, a cerimónia de abertura das comemorações do centenário da primeira travessia aérea do Atlântico Sul e a inauguração de uma exposição itinerante alusiva a este grande feito da nossa história.

​A cerimónia, que contou com as presenças de diversas entidades, marca o arranque da comemoração do centenário deste notável feito português, alcançado por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

Quando os ancestrais dos elefantes viviam junto às margens do Tejo

Não muito longe do campus da Alameda do Técnico foram encontrados “dentes muito grandes” de antepassados de mastodontes, com cerca de 20 milhões de anos, época em que estes ancestrais dos elefantes viviam junto às margens do rio Tejo. Estão atualmente no Museu Décio Thadeu, do Técnico, dirigido por Manuel Francisco, que lhes atribui “um significado particular”: mostram que existiram aqui, no exato local onde milhares de alunos se formam, elefantes durante muitos milhões de anos.

A Volta ao Mundo em 200 mensagens

Bem vindos a 1519. Esta é a grande viagem que o português Fernão de Magalhães fez aos 39 anos, partindo de Sevilha com 237 homens ao encontro de lugares da Terra que poucos tinham visto e onde existiam coisas raras e valiosas.

Galeão do Sal regressa a Cascais após requalificação

O galeão do sal "Estou Para Ver" regressa a Cascais para uma nova vida ao serviço da biologia e arqueologia marinhas. Com mais de 102 anos de história, esta embarcação foi recentemente recuperada e modernizada ao abrigo da candidatura ao Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) - Mar2020 e promete proporcionar à população e aos turistas um contacto mais próximo com a orla costeira de Cascais.

PORTO DE LEIXÕES

Conheça a história dos titans

Tal como o antigo porto de Rodes, que possuía à entrada uma gigantesca estátua em bronze de Apolo (uma das famosas e desaparecidas Sete Maravilhas do Mundo Antigo), também Matosinhos e o seu porto de Leixões possuíam os seus “colossos”. Metálicos. Dois. Um em cada molhe. Únicos no mundo, os “titans” são monumentais guindastes que documentam de forma privilegiada a época da arquitectura e engenharia do ferro e da energia a vapor.

O discreto armazém de Lisboa onde se recuperam tesouros náuticos nacionais

É no Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática que se estudam, identificam a recuperam as peças encontradas em contextos aquáticos ou ligadas ao mar. A cidade de Lisboa e o rio Arade, no Algarve, são dois dos locais ricos neste tipo de arqueologia.

DOCUMENTÁRIO

Fernão de Magalhães e o Algarve na Primeira Viagem à Volta do Mundo (1519-1522)

Antes da preparação da Armada das Especiarias ou das Molucas, a qual partiu do porto de SanLucar de Barrameda, no dia 20 de setembro de 1519, o Capitão geral da Armada, Fernão de Magalhães, anos antes, participou em várias viagens que o levariam ao Oriente e ao norte de Marrocos. Numa dessas viagens, participou na conquista de Azamor, colocando-se a seguinte interrogação: Terá Fernão de Magalhães permanecido na área geográfica da Carrapateira e Bordeira, localidades atualmente incluídas no Município de Aljezur, quando do regresso de Marrocos, a caminho de Lisboa?

Relato da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães candidato à Memória do Mundo da UNESCO

Portugal e Espanha vão submeter à UNESCO documentos sobre a viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães, numa candidatura conjunta ao Registo da Memória do Mundo, anunciou o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, após a 4ª reunião da Comissão Nacional das Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação, em Lisboa.

Santos Silva detalhou que se trata de um conjunto de 15 documentos, incluindo o Diário de Pigafetta, cronista da viagem; um relato indirecto, por Fernando de Oliveira; e 13 documentos que existem nos arquivos nacionais de Portugal e Espanha, “que permitem compreender, também de outros pontos de vista, o significado absolutamente inaugural da viagem de circum-navegação”.

Total: 947