Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




MADEIRA

APRAM rentabiliza espaços

A Administração dos Portos da Madeira, em estreita colaboração com a Invest Madeira, está a rever a situação dos espaços sob a sua jurisdição não apenas numa ótica de rentabilização, mas também de diversificação dos serviços oferecidos aos passageiros e tripulantes dos cruzeiros, bem como na dinamização do tecido empresarial, em especial numa vertente ecológica.

Exportação global de mercadorias pode chegar aos 17,23 triliões de euros

A exportação global de mercadorias pode crescer 10,4% este ano, chegando quase aos 17,23 triliões de euros, refere um relatório recente da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (United Nations Conference on Trade and Development, ou UNCTAD), o 2018 UNCTAD Handbook of Statistics. Embora a economia tenha dado sinais significativos de desaceleração no segundo semestre de 2018, esta cresceu fortemente durante o primeiro semestre do ano.

Galp vai investir 45 milhões em Sines até 2023

A Galp tem previsto um investimento de 42,5 milhões de euros na Refinaria de Sines, até 2023, para tornar a refinaria “numa das mais eficientes da Europa”. Com este investimento soma-se um total de 87,7 milhões de euros de investimento em sistemas de ecoeficiência. A Refinaria de Sines celebra 40 anos e, ao longo da sua existência, a Galp investiu mais de 4 mil milhões de euros.

A Refinaria de Sines é a maior exportadora nacional, colocando cerca de 45% da sua produção nos mercados internacionais. Emprega diretamente 527 trabalhadores e mobiliza outras 500 pessoas de diversas empresas que aqui prestam serviços diariamente. Gera mais de 2.500 postos de trabalho indiretos e representa a maior fatia do movimento de granéis líquidos do Porto de Sines.
 

Terminal de gás natural de Sines estabelece marco histórico ao receber navio 500

O Terminal de gás liquefeito (GNL), vulgo gás natural, de Sines recebeu sábado, 22 de dezembro, o navio 500, fez saber a REN – Rede Energéticas Nacionionais, que gere este terminal. O navio Castillo Merida é o protagonista do feito, que o presidente executivo da REN, Rodrigo Costa, afirmou simbolizar “mais do que o número de escalas atingido no terminal”.

“As características desta infraestrutura, a sua localização, eficiência operacional e permanente disponibilidade fazem com que seja cada vez mais procurado pelos operadores. [O terminal de Sines] é uma infraestrutura crítica na garantia da segurança de abastecimento de gás natural para Portugal”, salienta o administrador

Terminal fluvial de Castanheira do Ribatejo pronto em 2019

Alberto Mesquita, Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, garantiu, em declarações à Lusa, que o terminal fluvial de Castanheira do Ribatejo deverá estar operacional em outubro de 2019. O autarca disse ainda que o que está a atrasar a conclusão desta infraestrutura são os testes de impacte ambiental que estão a ser realizados.

Autoeuropa elogia «papel decisivo» do Governo na resolução da paralisação em Setúbal

A Autoeuropa mostra-se satisfeita com o acordo alcançado, reconhecendo «o papel decisivo que o Governo teve neste processo, assim como as restantes partes envolvidas, ou seja, os operadores e o sindicato».

Navios de mercadorias no Porto de Lisboa de 22 a 28 de Dezembro

Prevêem-se 17 escalas de navios de mercadorias para o período de 22 a 28 de Dezembro. Por classificação, chegarão ao Porto de Lisboa, 7 porta-contentores, 4 carga geral single deck, 2 graneleiros, 2 mistos – carga geral / contentores, 1 tanque e 1 carga geral multi deck.

Destacamos esta semana o navio “THORCO ISABELLA”, classificado como misto – carga geral / contentores, agenciado pela Marmedsa – Agência Marítima, Lda.

Portos dos Açores promove sessões para apresentação do projecto JUL

A Portos dos Açores, S.A., administração portuária do arquipélago, promoveu nas últimas semanas um série de sessões de apresentação do projecto da «Janela Única Logística» (JUL), na qual participaram as diferentes entidades que irão trabalhar com esta nova realidade, que pretende simplificar, actualizar e modernizar os procedimentos nos portos portugueses.

Ministra do Mar no Conselho Europeu de Energia

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, interveio no Conselho Europeu de Energia, destacando o papel de liderança de Portugal nas energias renováveis oceânicas, com os projetos em curso na eólica offshore flutuante e nas ondas, e sugerindo à Comissão Europeia a criação de um Grupo de Alto Nível com a missão de criar um Plano de Ação no horizonte 2030 - proposta prontamente aceite pelos Comissários Karmenu Vella e Miguel Arias Cañete.

Ignacio Rodríguez López (Sadoport):

«Sem navios não há emprego para ninguém»

«As evidências não se podem negar. O que está mal tem que ser corrigido, mas está mal de ambas as partes», afirmou Ignacio Rodríguez López, citado pela agência Lusa. «Uma das partes pôs em risco a própria indústria, não só a Autoeuropa, mas também a Navigator. As empresas não gostaram do que aconteceu aqui», frisando o descontentamento das companhias que escalam o porto sadino.

Portos movimentam 2,51 milhões de TEU, com Sines a fixar «marca mais elevada de sempre»

De acordo com os dados da AMT, referentes ao período Janeiro-Outubro de 2018, o segmento dos contentores foi alvo de uma movimentação de 1,57 milhões de unidades e de 2,51 milhões de TEU nos portos do Continente – a que corresponderam evoluções homólogas de +0,4% e -0,5%, respectivamente. O rei continua a ser Sines, mantendo a liderança com «uma quota de 58,1%».

NOEMI FREIRE

Primeira submarinista da Marinha Portuguesa

Com a homologação do curso, já é oficial: a primeiro-marinheiro Noemie Freire concluiu o curso de especialização em submarinos, tornando-se a primeira mulher na Marinha Portuguesa com esta especialidade, em 105 anos de história dos submarinos em Portugal.

Conselho Europeu aprova Proposta de Regulamento que cria a European Maritime Single Window environment (EMSWe)

A DGRM – Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos informa ter participado no último TTE (Conselho de Transportes, Telecomunicações e Energia), em Bruxelas. A DGRM dá ainda conta das conclusões dos trabalhos, onde se destaca a aprovação da Proposta de Regulamento que cria a European Maritime Single Window environment (EMSWe). Dos trabalhos resultaram também novidades ao nível de formação dos marítimos ou no transporte por vias navegáveis interiores.

Mais um record de movimentação de carga para o Porto de Aveiro

Os portos do continente movimentaram 77,8 milhões de toneladas de carga até Outubro, menos 4,3 por cento do que no período homólogo do ano passado, revelou a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes. Aveiro, a par com a Figueira da Foz e Faro, foi um dos únicos três portos a registar um aumento do volume de carga movimentada em Outubro, com um acréscimo de 335,5 mil toneladas no seu conjunto, lê-se no documento emitido pela instituição.

ANGRA DO HEROÍSMO, AÇORES

Obra no Porto das Pipas deverá custar 12 milhões de euros

O projecto de execução das obras no Porto das Pipas, em Angra do Heroísmo, deverá estar concluído em Fevereiro e envolve um investimento de cerca de 12 milhões de euros, anunciou o Governo Regional dos Açores.

Porto de Sines em destaque no China-Lusophone Brief

Os grupos chineses de navegação marítima deverão vir a ter uma palavra a dizer sobre o Porto de Sines, escreve o China-Lusophone Brief (CLBrief), um serviço de informação sobre a China e os países de língua portuguesa.

O CLBrief recorda que mesmo antes da assinatura de um memorando de entendimento no âmbito da chamada “Nova Rota da Seda”, que que envolve uma vertente terrestre e outra marítima, com ênfase nas infra-estruturas, já o governo português promovia fortemente a infra-estrutura estratégica a incluir naquela Rota, o Porto de Sines.
 

Ministra sublinhou papel do Conselho Português de Carregadores na resolução do dossier de Setúbal

Considerando o desenvolvimento «muito importante» para o porto sadino, para a economia da região e até mesmo para o quadro económico nacional, Ana Paula Vitorino enalteceu «o papel do Conselho Português de Carregadores – que também envolve as empresas que estão situadas no hinterland do Porto de Setúbal, nomeadamente a Navigator, Cecil, a Cimpor e da Siderurgia Nacional – pela disponibilidade que tiveram para dar prioridade, sem pressões, a uma resolução, assumindo também os compromissos de dar tempo ao processo negocial», afirmou.

Diogo Marecos no Parlamento: «Queremos que Setúbal seja um porto muito relevante»

A obtenção de um acordo – que contou com a mediação do Ministério do Mar – mereceu uma palavra de esperança por parte de Diogo Marecos: «Com este acordo podemos atingir a paz social», declarou, admitindo que todas as partes envolvidas querem o mesmo: «Queremos que [Setúbal] seja um porto muito relevante», garantiu.

Porto de Setúbal faz horas extras para a Autoeuropa

Com o fim da paralisação dos estivadores, a Autoeuropa fixou uma prioridade: carregar o máximo de veículos até ao fim do ano, com mais navios a expedir os 23 mil automóveis parqueados que valem 300 milhões. O porto garante disponibilidade da mão-de-obra.

RUI LOURIDO, Presidente do Observatório da China:

«Esta rota marítima poderá dar a Portugal a centralidade que não tem há séculos»

"A nossa zona económica exclusiva é das maiores do mundo, devendo participar em todas as iniciativas internacionais, nomeadamente a da Rota da Seda Para isso, o Porto de Sines, de águas profundas, tem de ganhar escala e a ligação com a linha ferroviária europeia tem de ser feita - e o investimento chinês pode ser um grande auxílio para um país que não tem capacidade económica imediata".

Total: 4090