Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Lisboa é uma das cidades europeias da exposição «Arquitecturas à Beira-Mar»

Lisboa está entre um conjunto de cidades europeias incluídas na exposição “Arquiteturas à Beira-Mar”, sobre projetos ligados a zonas costeiras, que a Fundação Mies van der Rohe em Barcelona, Espanha, vai expor até 12 de janeiro de 2020.

AÇORES

Ana Cunha adianta que a Atlânticoline procura navio alternativo para reforço do abastecimento ao Grupo Ocidental

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou, na Horta, que a Atlânticoline “foi incumbida pelo Governo de procurar soluções de outros navios” que possam reforçar a operação de abastecimento ao Grupo Ocidental.

Ana Cunha adiantou que a empresa “está a fazer o seu trabalho de prospeção e tem recebido diversos contributos da sociedade civil, mas também de pessoas da área”, encontrando-se a “fazer uma análise e uma procura de um navio que, com maior capacidade, possa vir a reforçar as ligações e o abastecimento às ilhas das Flores e do Corvo”.

ESPO e EFIP:

Conectividade entre portos e ferrovia deve ter prioridade nas políticas da UE

Durante 2018, especialistas de portos marítimos e fluviais avaliaram a legislação ferroviária europeia sob uma perspectiva portuária – dessa avaliação contínua nasceu um documento intitulado ‘Portos no Sistema Ferroviário Europeu’ que sumariza cinco grandes conclusões, defendidas pela Organização dos Portos Marítimos Europeus (ESPO) e pela Federação Europeia de Portos Fluviais (EFIP).

Câmara de Aveiro lança este mês concurso para novo ferry

A empresa concessionária dos transportes municipais vai comparticipar em um milhão de euros a compra do “ferryboat” eléctrico que a Câmara de Aveiro se prepara para juntar à frota que garante as travessias fluviais para São Jacinto. O investimento - concepção e construção da embarcação, com duração de um ano - está avaliado em 6,1 milhões de euros, com o financiamento a ser assegurado a três: a autarquia, o concessionário e fundos europeus.

Navios com bandeira portuguesa vão ser obrigados a ter 60% de tripulação nacional

A partir de 1 de janeiro de 2020, os navios com bandeira portuguesa vão ser obrigados a ter, pelo menos, 60% da respectiva tripulação com cidadania nacional, europeia ou de língua portuguesa. Já no caso das embarcações de pesca, o limite de tripulações portuguesas, europeias ou de língua portuguesa desce para 50%.

MADEIRA

Plataforma já trabalha para a obra de protecção da Marina

A APRAM pretende encurtar o alargamento da entrada na marina velha, junto à foz da Ribeira de São Lázaro, uma intervenção que era já uma necessidade há anos.

Mais um passo dado na ligação ferroviária entre Caia e Sines

A cerimónia de assinatura do auto de consignação da empreitada do troço Alandroal/Elvas, da linha Évora – Caia, teve lugar esta segunda-feira, dia 4, no salão nobre dos Paços dos Concelho da Câmara Municipal de Elvas.
A assinatura dos documentos foi presidida pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Alberto Souto assume tutela dos portos nacionais

O antigo autarca de Aveiro, que já assumia funções como Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, alarga a esfera de influência. “É com muito gosto e entusiasmo que assumo neste XXII Governo constitucional a responsabilidade pelos portos nacionais, a acrescer à dos aeroportos e das comunicações”.

O político aveirense elogia a antecessora e revela que os desafios estão centrados na continuidade. “A Ministra Ana Paula Vitorino deixou um óptimo trabalho feito e cabe agora ao ministro Pedro Nuno Santos e a mim próprio dar-lhe continuidade”.

Empreitada do troço ferroviário Alandroal-Elvas consignada esta segunda-feira

A cerimónia de Assinatura do Auto de Consignação da Empreitada do Troço Alandroal/Elvas, da linha Évora – Caia, realiza-se esta segunda-feira, 4 de novembro, pelas 10.20 horas, no Salão Nobre do edifício Paços do Concelho da Câmara Municipal de Elvas, numa iniciativa que será presidida pelo Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

COM VÍDEO

Porto de Lisboa assinalou 132 anos com regata

A meteorologia colaborou na 45ª edição do Troféu Porto de Lisboa, brindando as 69 embarcações participantes!
A frota disputou um percurso em 2 horas, 2 horas e meia, proporcionando grandes imagens para todos os que assistiram à prova junto às margens do Rio Tejo!

«Le Lyrial», da Ponant Cruises

Durante 25 anos a Ponant ofereceu uma experiência única e distinta a todos os passageiros, com um conceito de viagem íntima, luxuosa e autêntica, levando assim à distinção das restantes companhias do mercado.

Este ano, durante o mês de Abril, a companhia adicionou um novo navio à sua frota, o Le Lyrial, tornando-se o quarto navio de um conceito especial, que começou com o Le Boreal, ainda em 2010, segundo-se depois os navios L’Austral e Le Soleal, não esquecendo obviamente o veleiro que dá nome à companhia, Le Ponant. Todos os navios oferecem o prazer incomparável de um iate privado.

FIGUEIRA DA FOZ

Obras para melhorar o porto, a acessibilidade e segurança marítimas

  Com o estudo de impacto ambiental efectuado e a aguardar “luz verde”, o ano de 2020 poderá ser fundamental para o Porto da Figueira da Foz. O projecto da Administração do Porto (APFF) e da Comunidade Portuária (CP) foi submetido ao programa “Compete”, com um valor de quase 19 milhões de euros.

Economia do mar é um porto de abrigo para o crescimento económico

 A economia do mar gera um Valor Acrescentado Bruto (VAB) na economia portuguesa de quase 4,1 mil milhões de euros e é responsável por 190 mil postos de trabalho, 4% do emprego nacional. Os dados são do relatório Blue Economy da Comissão Europeia. Foram divulgados no primeiro semestre, mas compilam números de 2017, muito provavelmente já ultrapassados. Mostram, ainda assim, que Portugal está no grupo de países em que o peso da economia do mar cresceu mais de 30%, desde 2009.

Porto de Aveiro continua a bater recordes

A carga movimentada nos portos do Continente desceu 6,8 por cento para 58,7 milhões de toneladas entre Janeiro e Agosto, devido ao volume de importações de petróleo bruto, divulgou a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT). Em sentido contrário está o Porto de Aveiro, que registou a melhor marca de sempre nos primeiros oito meses do ano. 

Grupo ETE: uma referência na economia do mar

  Os mais de 80 anos de existência conferem ao GRUPO ETE um elevado grau de experiência e know-how que diariamente põe à disposição dos seus clientes. Fundado em 1936 e de capital 100% português, o GRUPO ETE conta atualmente com mais de 80 anos de experiência e know-how que todos os dias leva até junto dos seus clientes.
Aquele que é considerado “o maior player português no setor marítimo-portuário” integra seis áreas de negócio que vão desde o transporte marítimo à operação portuária, passando pelo transporte fluvial, agentes de navegação, operação logística e engenharia, construção e reparação naval.

AÇORES

Requalificação do Porto da Horta só avançará com o maior consenso possível

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas salientou, em Ponta Delgada, que a Requalificação do Porto da Horta só irá prosseguir quando for alcançado o maior consenso possível das partes envolvidas.

Em declarações aos jornalistas, após ser ouvida na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, no âmbito de uma petição relativa ao tema, Ana Cunha recordou que a postura do Governo dos Açores, “neste como noutros processos, foi de grande diálogo e sobretudo consensualizar uma decisão”, lembrando a abertura e o diálogo que o Governo dos Açores tem tido para com a comunidade local ao longo este processo.

Dois anos, um veleiro, 300 mulheres:

A volta ao mundo para estudar o plástico no mar

A eXXpedition Round the World vai percorrer 38 mil milhas náuticas à volta do mundo para estudar o impacto do plástico nos oceanos. Ao longo de dois anos, a tripulação chegará às 300 mulheres. A primeira paragem foi nos Açores.

Porto da Figueira quer atrair exportadores da região de Leiria

O Porto da Figueira da Foz quer consolidar-se como uma âncora do comércio internacional da região centro, sobretudo no que respeita à exportação de mercadorias. Esta foi uma das ideias centrais da conferência “Desafios da Exportação”, organizada pelos jornais REGIÃO DE LEIRIA e Jornal da Bairrada, que decorreu esta quarta-feira, dia 30, na Figueira da Foz. Conferência integrada no Dia do Porto da Figueira da Foz.

Requalificação do Porto Comercial da Horta

«Portos dos Açores» promove novo estudo sobre a agitação marítima

A Portos dos Açores, S.A., anunciou, em nota de imprensa, que vai mandar produzir um estudo em modelo físico reduzido de agitação marítima da bacia do Porto da Horta.
“Este trabalho, solicitado ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), vem na sequência dos estudos e levantamentos já efetuados e em curso para reconfirmação dos dados encontrados anteriormente, quer através da modelação matemática, quer também de próprio modelo físico”, avança a empresa gestora dos portos da Região.

Porto de Lisboa estabelece protocolos com municípios para disponibilização de pontos de acostagem

A Administração do Porto de Lisboa - APL assinou com cinco municípios da sua área de jurisdição, protocolos que permitem a disponibilização de pontos de acostagem na capital do país, para utilização por embarcações tradicionais do estuário do Tejo.
Os pontos de acostagem situam-se nas docas geridas pela APL, designadamente: Pontão Achigã na Doca de Alcântara; Doca de Santo Amaro e Doca de Belém.

Total: 4090