Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




PORTO DA NAZARÉ

Reabilitação de dois conjuntos de 48 armazéns de aprestos

A obra adjudicada pelo IPTM à TPS – Teixeira Pinto & Soares, Lda. pelo valor de € 478.953,05, com IVA incluído, foi consignada dia 15 de Fevereiro e arrancará em breve.

HOJE, NA SEDE DA LPN, EM LISBOA

Tertúlia debate «As Dimensões Sócio-Culturais da Pesca»

Hoje, 27 de Fevereiro, pelas 18.30, na sede da Liga para a Protecção da Natureza, em Lisboa, organizada por essa Liga e pela associação Sciaena, realiza-se uma tertúlia de discussão sobre "As Dimensões Sócio-Culturais da Pesca".

PESCA

Partidos propõem venda de peixe de tamanho abaixo do permitido

Os partidos vão discutir em sede de comissão parlamentar os projetos de resolução que propõem a preservação da arte xávega, procurando uma posição conjunta para o Parlamento recomendar ao Governo a valorização desta pesca tradicional.
As iniciativas devem dar entrada na comissão parlamentar de Agricultura e Mar no prazo de 30 dias.

Câmara da Figueira da Foz quer supressão do defeso da pesca da lampreia no Mondego

A Câmara Municipal da Figueira da Foz votou esta terça-feira, por unanimidade, uma proposta da oposição PSD que defende a supressão do defeso da pesca da lampreia no estuário do Mondego.

Quer ser observador do POPA?

O cargo de observador de pescas no POPA é considerado uma experiência emocionante e extremamente válida do ponto de vista profissional. Por isso mesmo concorrem ao Programa todos os anos muitas dezenas de pessoas. Não é exigida aos candidatos formação específica na área sendo apenas necessário terem mais de 18 anos.

Presidente do Turismo do Centro «frontalmente contra» importação de lampreia

O presidente do Turismo Centro de Portugal manifesta-se "frontalmente contra" a importação de lampreia, assumindo acreditar que aquele peixe servido em festivais gastronómicos da região é oriundo dos rios Vouga e Mondego.

MARROCOS

Vêm aí os navios russos!

Marrocos assinou dia 14 mais um acordo de pesca com a Federação Russa, que prevê um aumento sensível da retribuição financeira, e exortou a União Europeia (UE) a melhorar a sua proposta no quadro das negociações sobre este assunto.
Assinado em Agadir, no sul de Marrocos, o novo acordo entre Rabat e Moscovo, o sexto desde 1992, deve permitir o acesso de dez navios russos às águas territoriais marroquinas, em troca de “compensações financeiras”.

Pescadores queixam-se da falta de lampreia no Mondego

Os pescadores da pesca artesanal da Figueira da Foz alegam que este ano falta lampreia no rio Mondego e que a que existe é vendida barata, mas os restaurantes da cidade contrariam este cenário. "No rio, há muito pouca lampreia. Eles [os restaurantes] têm de ir buscar a outro lado, devem vir do Norte, do Minho ou do Douro", disse à agência Lusa Alexandre Carvalho, pescador e proprietário de embarcações de pesca artesanal.

Olhãopesca alerta para furtos e vandalismo no porto da cidade

A Organização de Produtores de Pescado do Algarve Olhãopesca está preocupada com a vaga de furtos e vandalismo verificada no porto de pesca da cidade desde dezembro e já alertou as autoridades.
O dirigente da Olhãopesca, António da Branca, disse à agência Lusa que “é urgente” haver vigilância no porto, que “está sem iluminação” e “sem controlo nas entradas”.

Capturas de lampreia no rio Minho caíram para um terço das registadas em 2009

A pesca da lampreia no rio Minho continua em queda e, depois de a safra do ano passado ter rendido quase um terço face a 2009, o cenário volta a repetir-se agora. Segundo números avançados à agência Lusa por fonte da Capitania do Porto de Caminha, os cerca de 300 pescadores que, do lado português, participaram em 2012 na faina da lampreia, declararam 20.132 capturas.

ADEUS JAQUINZINHOS

Governo quer peixes abaixo da dimensão mínima fora do prato

Secretário de Estado do Mar diz que estão a ser preparadas campanhas de promoção de espécies sustentáveis, com um apelo para que os portugueses não comprem peixes de tamanho ilegal.

Noruega propõe selo de garantia nas embalagens de bacalhau

Embaixada da Noruega diz haver uma “teoria da conspiração” à volta da proposta para a introdução de aditivos no bacalhau.

DESCARGAS COMERCIAIS DE PESCADO FRESCO OU REFRIGERADO EM PORTUGAL CONTINENTAL

Peniche atinge o 1.º lugar em valor no Acumulado de 2012

No Acumulado Janeiro/Dezembro de 2012, referente às "Descargas Comerciais de Pescado Fresco ou Refrigerado em Portugal Continental", o Porto de Peniche ocupa o primeiro lugar em valor, logo seguido por Matosinhos e Sesimbra. Quanto ao volume, a liderança pertence a Matosinhos, com Sesimbra e Peniche a ocuparem os lugares seguintes.

SECRETÁRIO DE ESTADO DO MAR:

Portugal tem pescas sustentáveis, mas precisa de mais conhecimento dos recursos

Portugal é conhecido pelas suas pescas sustentáveis, mas necessita de maior conhecimento científico dos recursos, uma área em que a reforma da Política Comum de Pescas pode ajudar, defendeu esta segunda-feira o Secretário de Estado do Mar.
Manuel Pinto Abreu falava à agência Lusa a propósito das alterações propostas na reforma da Política Comum de Pescas (PCP), votadas em junho do ano passado pelos ministros da União, com oposição de Portugal, e que será analisada no Parlamento Europeu, na quarta-feira.

AMBIENTALISTAS:

Equilíbrio entre captura e recursos e avaliação de capacidade de pesca são positivos na política comum

Organizações ambientalistas listaram vários pontos positivos na reforma da Política Comum de Pescas (PCP), como as metas de equilíbrio entre capturas e recursos, e o pedido aos governos para avaliarem a capacidade de pesca.
A Plataforma de Organizações não Governamentais Portuguesas sobre Pesca (PONG Pesca) considera, no entanto, que tem de haver mais investigação sobre os recursos, defende a definição entre pesca industrial e artesanal e tem dúvidas sobre as regras propostas para as rejeições - devolução ao mar de peixe capturado além das quotas atribuídas ou com dimensão abaixo do permitido.

Luz verde da UE à utilização de aditivos no bacalhau está praticamente adquirida

A autorização pela União Europeia (UE) de utilização de polifosfatos no bacalhau salgado é considerada inevitável e apenas uma questão de semanas, apesar da oposição de Portugal, que está isolado na matéria.
O tema foi abordado pela ministra da Agricultura, Assunção Cristas, durante uma reunião dos seus pares, em Bruxelas, para defender a preservação do método tradicional português de cura do bacalhau assente em processos naturais e sem recurso a aditivos.

Armadores de pesca defendem redução de lotas para aumentar a concorrência

A Associação dos Armadores das Pescas Industriais (Adapi) defendeu nesta terça-feira uma concentração da oferta de pescado através da redução das lotas para um terço das que existem actualmente, o que permitiria aumentar a concorrência. Esta foi uma das propostas apresentadas numa audição parlamentar com o grupo de trabalho para a valorização do pescado e que o secretário-geral da Adapi, António Cabral, sustenta ser essencial para obter melhores preços.

LORIENT, FRANÇA

Alta tecnologia num porto de pesca

Os responsáveis pelo segundo maior porto pesqueiro francês decidiram apostar em alta tecnologia para revitalizar o negócio. Melhorias que também têm em conta a vertente ambiental, nomeadamente através da diminuição dos desperdícios no pescado, que chega a atingir os 50% actualmente.

SEGUNDO A DECO

Peixe vendido é fresco mas está mal conservado no frio

O peixe vendido aos consumidores é fresco mas mal conservado no frio, conclui um estudo da Deco Proteste, que analisou 69 amostras de pescado fresco de 31 peixarias da Grande Lisboa, do Grande Porto e de Setúbal.

RTP foi à pesca

A RTP foi à pesca em Peniche, mas a faina já não é como era e, em pouco mais de 10 anos, o número de embarcações diminuiu cerca de 80 por cento. Os repórteres da RTP, Teresa Nicolau e Vítor Silva, acompanhando a tripulação da "Princesa das Ondas".

Total: 368
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 [15] 16 17 18 19