Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Água de 55 praias portuguesas deixou de cumprir os critérios europeus mais rigorosos

A água das praias em Portugal continua boa para banhos mas já não tanto. No ano passado, a qualidade da água de 374 praias cumpriu os critérios europeus mais rigorosos, menos 55 do que em 2009, revela hoje a Agência Europeia para o Ambiente. Em 2010, a qualidade das águas balneares portuguesas continuou elevada, com 99,3 por cento das praias costeiras e 96 por cento das interiores a cumprir os requisitos mínimos exigidos pela legislação europeia, revela o relatório anual da Agência Europeia para o Ambiente (AEA). Estes valores para Portugal ultrapassam a média da União Europeia, com 92,1 por cento e 90,2 por cento, respectivamente.

O valor social da água

A presidente da ARH - Associação da Região Hidrográfica do Algarve, Valentina Calixto, explica à revista Valor Económico, em entrevista, de que forma se pode gerir e cada vez mais potenciar um recurso tão fundamental como é a água.

HOJE, 15 DE JUNHO, NA FUNDAÇÃO GULBENKIAN

«Cenários da Água para um Desenvolvimento Sustentável»

A Fundação Calouste Gulbenkian recebe hoje, 15 Junho, pelas 18h, uma Conferência intitulada “Cenários da Água para um Desenvolvimento Sustentável”. O conferencista, William Cosgrove, é presentemente Consultor para a elaboração do 4.º Relatório das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Mundial da Água e membro do “Think Tank Gulbenkian sobre a Água e o Futuro da Humanidade”. A abertura do evento estará a cargo da Administradora da Fundação, Teresa Gouveia.

15 DE JUNHO

Assinala-se hoje o Dia Europeu do Vento

O Dia Europeu do Vento, que se assinalou pela primeira vez em 2007, tem por objectivo chamar a atenção para a importância da energia eólica e motivar os decisores para a necessidade de aumentar o aproveitamento desta fonte energética. A iniciativa, da Associação Europeia da Energia Eólica, pretende também informar o público sobre a eficácia desta energia.
 

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE ANTUÉRPIA

Navios menos poluentes vão ter desconto de dez por cento na taxa de tonelagem, a partir de 1 de Julho

Vimos em Antuérpia. De que vale reduzir a emissão de gases poluentes em terra, se no mar continua a poluição? A pensar nisso, a autoridade portuária de Antuérpia, na Bélgica, vai tomar medidas para incentivar os responsáveis dos navios a minimizarem o impacto ambiental da navegação.

Centros de dados do Google vão viajar pelos mares

O Google patenteou um projecto, baptizado de Computer Navy. Em miúdos, trata-se do seguinte: os supercomputadores e centros de dados do líder dos sistemas de buscas serão instalados em navios que navegarão pelos oceanos do mundo. As máquinas, segundo informa o The Times, que teve acesso a detalhes da patente, receberão energia do movimento natural das ondas e dos ventos e serão refrigerados pela própria água do mar.
A grande vantagem da novidade tecnólogica é uma brutal redução de gastos com energia eléctrica, usada para evitar o superaquecimento de equipamentos do género.
 

Think Tank Gulbenkian sobre a Água e o Futuro da Humanidade

Trata-se de grupo de reflexão criado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que tem como objectivo aprofundar os conhecimentos sobre a importância crescente da água num mundo em mudança. Pretende-se reflectir de forma interdisciplinar e multi-sectorial sobre os principais problemas que se colocam no domínio da água, identificando cenários futuros e apontando diferentes estratégias.  consumo de água no horizonte de 2050 e o estado dos recursos hídricos no ambiente global constituem a base de reflexão deste Think Tank, que deverá igualmente analisar a possibilidade de, no futuro, a pressão sobre a utilização da água vir a criar sérios constrangimentos para o desenvolvimento da humanidade.

Clube das Mais Lindas Baías do Mundo

No limiar do tercério milénio pareceu evidente juntar numa mesma entidade os mais lindos litorais do planeta e mais particularmente as baías que constituem um traço de união simbólico entre o oceano e o continente.
A baía pela sua configuração em arco esquematiza o confronto desses dois universos. Esse limite subtil favorece mais do que em qualquer outra parte os confrontos e os intercâmbios naturais.
Com efeito, a baía, quase sempre acompanhada por ilhotes e ilhas com seu próprio valor místico, soube desenvolver ao longo da história uma geografia, uma fisiologia, uma hidrologia e uma biologia muito ricas em termos de fauna e flora.

 

JOSÉ ARCHER, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DA BANDEIRA AZUL

«Temos as melhores praias da Europa»

"Temos as melhores praias da Europa", afirma José Archer, o advogado de 55 anos que há 16 dirige a Associação da Bandeira Azul, uma organização não governamental e não parasitária. "Não recebemos um tostão do Estado", acrescenta, orgulhoso do recorde de 271 praias portuguesas que este ano foram distinguidas com a bandeira azul.
Archer garante que as nossas praias estão muito mais cuidadas que as espanholas e dos outros países da cintura do sol da Europa (França, Itália, Grécia, Turquia...) e fundamenta nas estatísticas esta afirmação. Se excluirmos países sem tradição balnear (como a Bélgica ou a Dinamarca), Portugal é com maior percentagem de praias com bandeira azul.

CONHEÇA A LISTA COMPLETA - 2011

Praias portuguesas com qualidade de ouro

Existem novas regras relativas à qualidade da água das praias, estabelecidas pela Directiva 2006/7/CE de 15 de Fevereiro de 2006 relativa à gestão da qualidade das águas balneares, que foi transposta pela Decreto-Lei nº 135/2009, de 3 de Junho. De acordo com a legislação, cada uma das praias, com excepção das novas zonas balneares, foi classificada atendendo às análises dos últimos anos. Assim, em 2011 existem em Portugal, 515 zonas balneares (432 costeiras e 83 interiores): 447 excelentes (92%), 32 boas, 7 aceitáveis e uma má. Há mais 22 novas praias (15 costeiras e 7 interiores) do que em 2010

Bandeira Azul chega às embarcações de regata à vela

A Associação Bandeira Azul da Europa, ABAE, atribuiu uma Bandeira Azul a uma embarcação de Regata à vela, o BIGAMIST, após a assinatura do código de conduta. A cerimónia, que faz parte das comemorações dos 25 anos do Programa Bandeira Azul é um importante passo em termos de educação ambiental no caminho para a sustentabilidade e da preservação do Mar.
 

Navio-escola SAGRES recebeu a Bandeira Azul em 2009

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) atribuiu, em 2009, pela primeira vez, o Galardão Bandeira Azul na vertente de atribuição para Embarcações, ao Navio da República Portuguesa (NRP) “Sagres”. A atribuição deste galardão ao NRP “Sagres” constituiu o reconhecimento do conjunto de acções desenvolvidas a bordo do NRP Sagres ao longo dos últimos anos, com especial incidência em 2008, que tiveram como objecto a atitude da guarnição relativamente ao ambiente, visando minimizar o impacte negativo que um navio com mais de 200 pessoas pode representar.

 

Mais de 90 por cento das praias portuguesas têm uma excelente qualidade da água

Este Verão, 92 por cento das praias do país têm uma qualidade de água excelente e 286 receberam da Quercus o galardão de qualidade de ouro pela sua consistência. Ainda assim, fábricas e esgotos urbanos mal tratados são pontos negros nesta fotografia.

Costa alentejana tem menos 600 mil litros de lixo

Plásticos, papel de alumínio, material de pesca e outros detritos. Em cerca de 15 dias, os voluntários da Brigada do Mar já retiraram da costa alentejana 600 mil litros de lixo. A terceira edição desta iniciativa arrancou a 5 de Maio e prolongou-se até dia 22.

UNIÃO EUROPEIA

Cidadãos europeus podem visualizar, online, as principais fontes difusas de poluição atmosférica

Londres e Bruxelas são as cidades europeias que registam os mais elevados níveis de CO2 a partir de emissões rodoviárias, revela um novo serviço lançado esta semana que permite aos cidadãos europeus visualizarem, online, as principais fontes difusas de poluição atmosférica, como os transportes, a aviação ou a indústria.

MADEIRA

Piscinas Naturais de Porto Moniz hasteiam Bandeira Azul pela 16.ª vez

As Piscinas Naturais de Porto Moniz, no norte da Madeira, foram o primeiro espaço balnear da região a receber a Bandeira Azul, uma distinção que recebem pela décima sexta vez. A Associação Bandeira Azul da Europa atribuiu este galardão a 16 praias da Madeira que neste Verão vão ostentar o símbolo que atesta a qualidade das águas.
As Piscinas Naturais de Porto Moniz são consideradas o ex-libris do concelho, um local que atrai não só madeirenses como também muitos turistas.

 

Comissão Europeia quer promover pesca de plástico no Mar

A comissária europeia das pescas, a grega Maria Damanaki, quer que os pescadores inactivos sejam mobilizados para a recolha dos milhares de embalagens plásticas que poluem o mar. A solução aproveitaria a experiência acumulada dos marinheiros para descontaminar os oceanos, garantindo-lhes uma actividade remunerada nos meses de baixa actividade, em que não podem pescar. Também os pescadores desempregados poderão ser mobilizados para esta iniciativa.

Pesquisa tenta explicar por que razão a acumulação de lixo no oceano não cresce

Os pesquisadores da Associação de Educação Marinha (SEA, em inglês), do Instituto Oceanográfico Woods Hole (WHOI) e da University of Hawaii (UH) descobriram, entre outras coisas, que a quantidade de plástico apanhada pelas redes dos pesquisadores permaneceu bastante estável no decorrer dos anos, isto apesar da elevada produção e consumo de plástico na sociedade, de acordo com uma pesquisa publicada em Science Express.
 

TSF

O bioplástico inventado em Portugal

Muito mais do que os produtos biodegradáveis, o bioplástico é a única solução que não apresenta impacto ambiental, pode ser facilmente reciclado e se for posto no lixo comum degrada-se sem impacto em aterro. Este bioplástico foi inventado a partir de Portugal: a Silvex é a empresa portuguesa que coordena internacionalmente este projecto de inovação mundial de produção de película aderente biodegradável (e que se estima possa valer cerca de euro1000 milhões por ano).

Total: 786