Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Depois do Pacífico, The Ocean Cleanup chega aos rios para «fechar a torneira» de plástico

Depois de conseguirem retirar plástico do Oceano Pacífico, as embarcações da The Ocean Cleanup chegam a alguns dos rios mais poluídos do mundo. “Para livrar os oceanos de plástico, nós temos tanto de limpar a ‘herança’ [o lixo que já está nos oceanos] como fechar a torneira, evitando que mais plástico chegue aos oceanos”, anunciou Boyan Slat, que começou a startup Ocean Cleanup aos 18 anos.

O jovem holandês criou um dispositivo de limpeza capaz de remover 80 mil toneladas de plástico do Oceano Pacífico por ano. O sistema consiste num conjunto de tubos que formam uma barreira flutuante em forma de U que consegue apanhar o plástico, deixando uma abertura na parte inferior para que os peixes e outros animais possam nadar em liberdade.

CLIMATE 2020 | 23 A 30 DE MARÇO

Conferência Mundial sobre o Clima

O CLIMATE2020 é uma conferência mundial sobre o clima oferecida, exclusivamente, via online.
O evento, que já vai na sua sétima edição, oferece livre acesso a artigos científicos de alta qualidade, projetos climáticos e cursos de formação online 24 horas por dia, 7 dias por semana. Constitui também uma oportunidade única para o diálogo mundial e troca de ideias com investigadores e especialistas em políticas, negócios, educação, assim como as mais variadas temáticas da sociedade.

Tartarugas comem plástico no oceano (também) devido ao cheiro

Basta uma semana para plásticos à deriva no oceano ficarem revestidos de algas e microrganismos e ganharem assim um cheirinho que pode confundir-se com comida para tartarugas. Estes répteis não conseguem resistir e acabam por comer esse plástico. Esta é a principal conclusão de um estudo publicado na revista científica Current Biology. De acordo com a equipa de cientistas que assina o artigo, esta é a primeira demonstração de que o odor dos plásticos no oceano pode levar os animais a ingeri-los.

25 dias de censos marinhos no navio Vizconde de Eza

Mais uma vez, técnicos da SPEA participaram na campanha de investigação do IPMA com a finalidade de fazer censos de aves marinhas. O percurso começou em Cádis e terminou em Caminha. As contagens foram realizadas de sol a sol em percursos previamente definidos. Durante cerca de 25 dias foram registadas inúmeras espécies e milhares de indivíduos que nos nossos mares habitam ou se encontram de passagem, alimentando-se e repousando.

Cavalos-marinhos da Ria Formosa ganham áreas de refúgio em Faro e Olhão

Os cavalos-marinhos da Ria Formosa ganharam duas áreas de refúgio, instituídas por editais publicados na terça-feira, dia 3 de Março, pelas capitanias de Faro e Olhão.

Os editais decretam «a suspensão temporária da circulação de todas as embarcações» em duas zonas «identificadas pelo Parque Natural da Ria Formosa como tendo grande intensidade de cavalos-marinhos», uma em cada um dos concelhos, por forma a criar áreas de refúgio que permitam «salvaguardar esta espécie em vias de extinção», revelou ao Sul Informação Rocha Pacheco, comandante da Zona Marítima do Sul e capitão do Porto de Faro.

Quer contribuir para um Oceano mais saudável?

Quer contribuir para um Oceano mais saudável? Está disponível para trabalhar para a conservação e uso sustentável do Oceano? Pode registar aqui o seu compromisso voluntário para alcançarmos o #ODS14!

Surf Clube de Viana contribui para um planeta mais sustentável

O Surf Clube de Viana (SCV) levou a cabo duas iniciativas ligadas à sustentabilidade ambiental: a “Limpeza da praia do Cabedelo”, em Viana do Castelo, no dia 8 de fevereiro, e a “Plantação de árvores de espécies nativas”, na Serra de Alvão, em Vila Pouca de Aguiar, a 17 de janeiro passado.

A limpeza de praia, com o lema “Small acts add up! Let's get Stoked”, foi organizada por Viktor Drewes e por Chiara Russotto, voluntários europeus no SCV ao abrigo do projeto Europe Surfing Solidarity, do European Solidarity Corps.

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE GARANTE:

Efeitos do prolongamento do molhe de Leixões «são «pouco significativos»

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) refere que os hipotéticos efeitos do prolongamento do molhe do Porto de Leixões são «pouco significativos e passíveis de minimização» em Matosinhos e Porto.

SUBSTITUIÇÃO DE PROJETORES DE VAPOR DE SÓDIO POR LED NA ILUMINAÇÃO DOS TERMINAIS PORTUÁRIOS

Porto de Aveiro na rota da Descarbonização

Considerando os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) das Nações Unidas, em concreto a melhoria do desempenho ambiental e o incremento da eficiência energética, definiu a Administração do Porto de Aveiro uma estratégia de descarbonização para o triénio 2019-2021, onde se inclui a ação de modernização dos equipamentos de iluminação pública, através da substituição dos projetores de vapor de sódio por equipamentos de tecnologia LED.

Esta iniciativa está alinhada com a Estratégia Nacional para a Neutralidade Carbónica da Economia Portuguesa 2050.

Maior iceberg do mundo está a caminho do oceano Atlântico

O A68 libertou-se há dois anos e meio da Antártida e segue para norte. Pode ser uma ameaça à navegação marítima, mas os cientistas acreditam que irá partir-se em pequenos blocos.

Ílhavo adere à associação Rede de Municípios para as Adaptações às Alterações Climáticas

A autarquia aprovou a adesão à entidade que agrupa os municípios com planos para as adaptações às alterações climáticas.

A Câmara Municipal de Ílhavo desenvolveu a sua Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas no âmbito do projeto “ClimAdaPT.Local”, permitindo à Autarquia definir um quadro estratégico de adaptação do Município, capacitar as estruturas municipais para abordagens eficazes às alterações climáticas e, envolvendo os diversos agentes locais, sensibilizar a comunidade para os desafios desta problemática atual.

ONG ambientais lançam novo plano para a Europa tornar oceanos saudáveis até 2030

São 101 as organizações ambientais europeias, lideradas pela Seas At Risk, BirdLife Europe, ClientEarth, Oceana, Surfrider Foundation Europe e WWF que lançaram o Blue Manifesto. Deste plano constam acções concretas que devem ser concluídas em datas definidas para mudar o futuro dos oceanos e de zonas costeiras degradadas e poluídas.

MELHORIA DAS ACESSIBILIDADE MARÍTIMAS AO PORTO DE SETÚBAL

Draga recolhe lixo do leito do Rio Sado

Durante as operações de dragagem inerentes ao Projeto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas ao Porto de Setúbal, e no âmbito da componente de sustentabilidade ambiental do mesmo, estão a ser recolhidas quantidades significativas de resíduos que se encontram depositados no leito do rio Sado, nomeadamente plásticos, nylons e borrachas.

Estes materiais, quando depositados diretamente em meio marítimo têm um longo tempo de decomposição (plástico, mais de 100 anos; nylon, mais de 30 anos; borracha, tempo indeterminado), libertando componentes que podem interferir negativamente com o ambiente marinho.

DGRM:

«Portugal espera contribuir para a melhoria ambiental das águas do Atlântico Nordeste»

A DGRM – Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos promoveu a Sessão Pública: 2º Ciclo das Estratégias Marinhas da DQEM, que se realizou no Auditório IPMA, em Algés. A abertura da Sessão Pública foi presidida pelo novo Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, e contou também com a presença de vários organismos das regiões autónomas.

Porto de Lisboa promove formação sobre Combustíveis Alternativos

O Porto de Lisboa dá continuidade à sua agenda sustentável e ecoeficiente, acompanhando os desafios da agenda ambiental de Lisboa Capital Verde Europeia 2020.

Considerando a pertinência do tema “Combustíveis Alternativos para uma Redução das Emissões de Partículas Poluentes no Transporte Marítimo”, em face da introdução das restrições comunitárias e da IMO - International Maritime Organization para a emissão de gases no transporte marítimo, surgindo o GNL como uma solução para a redução dos efeitos nocivos para o ambiente e cumprimento dos condicionamentos em alguns espaços marítimos, o CFPL - Centro de Formação do Porto de Lisboa promoveu este mês o primeiro curso de “Operações de Abastecimento de Gás Natural Liquefeito”.

Porto de Lisboa mais verde

O Porto de Lisboa começou o ano mais sustentável e ecoeficiente, de acordo com os desafios da agenda ambientar de Lisboa Capital Verde 2020. Isso deve-se ao facto do Terminal Multiusos do Poço do Bispo (TMPB), concessionado ao GRUPO ETE, ter beneficiado de um investimento de 25.000 € para substituição de toda a sua iluminação para LEDs.

SESSÃO DE TRABALHO DECORREU QUARTA-FEIRA NA SEDE DA APA, S.A.

Impacto das alterações climáticas nas instalações e operações do Porto de Aveiro

A Administração do Porto de Aveiro e a Hidromod, em cooperação com a Fundación para la Investigación del Clima (FIC) e a Fundación Valenciaport realizaram quarta-feira, 22 de Janeiro, uma sessão de trabalho sobre o impacto das alterações climáticas nas instalações e operações do Porto de Aveiro, no âmbito do Projeto Ecclipse.

Era um dos maiores peixes de água doce. Agora está extinto

O peixe-espátula-chinês era uma das mais emblemáticas espécies do rio Yangtzé, na China. A pesca em excesso e as barragens, que interferiram com a sua reprodução, ditaram o seu fim, dizem os cientistas.

FLAMINGO VERDE

Projecto de hidrogénio em Sines avaliado em €3.500 milhões

A estratégia multinacional encabeçada por Portugal e pelos Países Baixos para a produção de hidrogénio verde em Sines e exportação para o Norte da Europa já tem nome: Green Flamingo, ou Flamingo Verde na tradução para português. E propõe-se gerar mais de 5.000 empregos, com o projeto a ser avaliado em €3.500 milhões em termos de investimento.

Relatório da reavaliação do meio marinho dos Açores em consulta pública até 10 de fevereiro

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional dos Assuntos do Mar, concluiu recentemente a reavaliação do estado ambiental das águas marinhas dos Açores, da qual resultou um conjunto de novas metas ambientais, com o objetivo de garantir o bom estado ambiental do meio marinho.

Os resultados do relatório da reavaliação do estado ambiental do meio marinho do arquipélago encontram-se em consulta pública até 10 de fevereiro na página da Direção Regional dos Assuntos do Mar na Internet.

Total: 593