Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

INUNDAÇÕES

Lisboa, Porto, Gaia e Coimbra mais vulneráveis

As zonas ribeirinhas de Lisboa, Porto, Gaia e Coimbra foram consideradas «particularmente vulneráveis» a inundações numa avaliação de um grupo de investigadores que realçam a importância de conhecer o risco para poder reduzir os seus efeitos.

O estudo Cartas de Inundação e Risco em Cenários de Alterações Climáticas (CIRAC), realizado a pedido da Associação Portuguesa de Seguradores, deverá ficar concluído em Agosto de 2013, mas os dados já obtidos estão a ser analisados no XIV Encontro de Resseguros, que se iniciou esta quinta-feira no Estoril.

O trabalho abrange o país, mas «é mais detalhado para Lisboa, na zona ribeirinha e em Algés, Porto, Gaia e Coimbra», disse à agência Lusa o coordenador do grupo de estudo, Filipe Duarte Santos.

Como já tinha referido em Novembro à Lusa, a propósito da apresentação de alguns resultados preliminares, além destas cidades, a zona costeira é também afetada por inundações devido ao «problema da erosão».

Este fenómeno «está a provocar um recuo da linha de costa, perda de terreno, particulamente significativa na costa oeste, desde Viana do Castelo até à Nazaré, [extensão] onde há zonas mais vulneráveis, como Aveiro, e na parte mais oriental da costa algarvia», esclareceu.

Para Filipe Duarte Santos, a principal razão da erosão, da perda de terreno, que se verifica nas zonas costeiras «tem que ver com os sedimentos, com a falta de alimentação em sedimentos na costa porque ficam retidos nos rios, essencialmente pelas barragens».

A transformação da costa também está relacionada com a subida do nível médio mar, que «no último século foi de 17 centímentos e atualmente sobe a ritmo anual de mais de três milímetros, ou seja, 30 centimentos num século, o que significa uma aceleração», explicou.

O trabalho parte de uma análise do risco de inundação verificado nos últimos anos e perspetiva a situação para o futuro, tendo em conta as alterações climáticas.

«É importante conhecermos o risco e termos medidas de adaptação para minimizar efeitos adversos destes fenómenos», realçou o professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

No site do CIRAC é referido que, para o setor segurador, este «será um valioso instrumento na avaliação dos riscos que potencialmente segurará, o que justifica naturalmente o seu investimento neste projeto».

O estudo é realizado por 15 investigadores de várias entidades da Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa e Universidade de Aveiro.

fonte







Artigos relacionados:

  • Portugal pode ter de deslocar populações devido à erosão costeira
  • A Europa adorna ao litoral
  • Conferência «Gestão dos Riscos Costeiros»
  • Conheça o Projecto ANCORIM
  • Quase metade do litoral mediterrânico encontra-se urbanizado
  • Há dinheiro comunitário para desassorear Portos de Mar
  • Quercus defende retirada de populações junto à costa
  • Aprovada «candidatura de emergência» para praia de Moledo
  • Mais do que um barco a morrer na praia
  • Abertura do Açude da Caldeira da Moita
  • Assoreamento dos portos pode deixar em terra centenas de barcos no Norte
  • Mais de 100 a mandar na costa
  • Estudo LABCARGA alerta para erosão costeira na Galiza
  • Seminário «A Zona Costeira e as Pressões Antrópicas»
  • Mais de 150 praias com falésias em risco, a maioria no Algarve
  • Seminário Coastwatch 2011
  • Assoreamento ameaça fechar porto de Bissau
  • IGP presente no VI Congresso sobre Planeamento e Gestão das Zonas Costeiras
  • Lagoas Costeiras em discussão na Universidade de Aveiro
  • Cinco navios encalharam na costa britânica devido ao fenómeno lunar
  • Pescadores preocupados com segurança da barra
  • Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo em Discussão Pública
  • Glossário das Zonas Costeiras