Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Tartaruga gigante encontrada na Nazaré

A tartaruga com 1,5 metros e 160 quilos, encontrada este domingo na Nazaré, tem alguns ferimentos, está magra e desidratada e foi entregue aos cuidados do Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAM) de Quiaios, Figueira da Foz.

«Está magra, está debilitada, tem vários ferimentos, alguns até antigos», disse à agência Lusa, Marisa Ferreira, bióloga responsável pelo CRAM.

A tartaruga de couro, uma espécie habitual na costa portuguesa, chegou às instalações do centro de reabilitação ao início da tarde, tendo sido necessárias nove pessoas para a colocar numa piscina, operação que contou com a ajuda de elementos dos bombeiros municipais.

«Já está na água há algum tempo e está mais calma. Mas ainda está a habituar-se a este mar com paredes», indicou.

Ressalvou, no entanto, que o tipo de piscina utilizada, em tela, com paredes «maleáveis», permite que os animais «ainda a conhecer os limites que têm [na piscina] possam bater na parede e não se magoem».

As primeiras análises sanguíneas efetuadas à tartaruga revelaram problemas de desidratação, indicou a bióloga, frisando que agora vai ser alimentada e medicada «e, posteriormente, se tudo correr bem», devolvida de novo à natureza.

Apesar de «realmente grande» dentro da sua espécie, a tartaruga de couro não é das maiores que já passaram pelo Centro de Reabilitação de Animais Marinhos.

«Este animal ainda é pequeno, já tivemos ocorrências com dois metros e meio de comprimento e esta tem apenas metro e meio. Tudo indica que é ainda um animal imaturo», sublinhou.

O animal foi encontrado por um pescador nas águas do mar da Nazaré, disse este domingo à agência Lusa uma fonte da Polícia Marítima local.

«A tartaruga estava desorientada e um pescador rebocou-a com um cabo para o interior do porto de abrigo», explicou a mesma fonte.

fonte