Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Sardinhas ilustradas

São latas de conserva tipicamente portuguesas, mas sem o aspecto tradicional a que estamos habituados. Uma ideia da marca Jose Gourmet, que nasceu entre dois amigos: um piloto de aviões (Adriano Ribeiro) e um designer e ilustrador (Luís Mendonça).

Em tempos, ambos trabalharam em Macau e, sabendo da qualidade de alguns produtos “de cá”, não entendiam a dificuldade do país em exportá-los. Mais tarde, decidiram contribuir para a divulgação de alguns sabores nacionais. “Apercebemo-nos de que as conservas eram um produto maltratado, apesar de ter uma série de qualidades, como o Ómega 3, e ser bem melhor do que outros alimentos que os nossos filhos consomem…”, diz Luís Mendonça à Pública. E conta como o desafio era chegar às crianças e aos adultos, afastando o aspecto saudosista para que a estética normalmente associada à indústria conserveira remete.

“Como não há infância sem imaginário”, escolheram 12 ilustradores portugueses prestigiados, cujo trabalho os miúdos e alguns pais conseguissem reconhecer. “Seis do Porto: Cristina Valadas, Emílio Remelhe, Gémeo Luís, Inês Oliveira, Marta Madureira e Rui Mendonça. Seis de Lisboa: André Letria, Bernardo Carvalho, Madalena Matoso, João Vaz de Carvalho, Teresa Lima e Yara Kono.”

A este trabalho juntou-se o chefe de cozinha Luís Baena, que criou receitas em versão para crianças, “associando rapidez, simplicidade e diversão”, e para adultos, “com pratos de confecção mais sofisticada, com novos e requintados sabores”, apresentadas em desdobráveis que acompanham as latas. “E pedimos ao escritor Eugénio Roda para desenvolver micronarrativas que associassem as características específicas dos produtos ao imaginário, oferecendo algo mais do que linguagem meramente informativa.”

As conservas, genericamente designadas ARTE, vendem-se em várias lojas do país e custam entre 2,55 e 10,35 euros. Vinhos, azeites, vinagres, aguardente da Lourinhã e ginja de Óbidos são outros dos produtos nacionais que já chegam, por exemplo, ao Luxemburgo, à Holanda, ao Brasil e a… Macau. O vinho do Porto estará para breve. Os sabores mais recentemente ilustrados são as compotas, tradicionais ou nem tanto. Sugestão de Luís Mendonça: “Doce de pimento vermelho. Com queijo derretido, é uma delícia.”

fonte







Artigos relacionados:

  • Aqui não se conserva só peixe, conserva-se a marca
  • As sardinhas de 2016
  • Viagem a Portugal chega a Setúbal e à pesca da sardinha
  • Exposição do Oceanário de Lisboa mostra pela primeira vez sardinhas ao vivo
  • Festival da Sardinha de Portimão
  • Sardinhas com estilo
  • Cabaz de sardinha atinge valores recorde na lota de Matosinhos