Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Propostas auto-estradas do mar para ligar Aveiro ao centro da Europa

O projecto para ligar o porto de Aveiro à Europa, através de duas linhas marítimas regulares, em que os camiões embarcam com as mercadorias que distribuem no destino, depois do desembarque, foi esta segunda-feira apresentado aos empresários.

O objectivo da União Europeia, ao financiar o projecto, é retirar o elevado número de pesados de mercadorias que circulam nas estradas da Europa, dando primazia ao transporte marítimo entre portos europeus.

O estudo prévio, ao abrigo do programa europeu Proposse, foi apresentado durante uma sessão organizada em parceria pela Administração do Porto de Aveiro (APA) e a Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA), e compreende o transporte marítimo de curta distância, através de duas linhas de periodicidade bissemanal.

A linha A, está concebida para ligar Aveiro aos portos de Gijón (Espanha) e Le Havre (França), com retorno a Aveiro.

A linha B, estabelece a ligação entre os portos de Cork (Irlanda), Poole (Reino Unido), Gijón e Aveiro, com retorno a Cork, escalando Gijón.

Para o porto de Aveiro, as duas linhas podem significar um acréscimo de cargas movimentadas, rentabilizando o investimento feito, enquanto para a AIDA o projecto interessa se permitir às empresas exportadoras da região reduzir custos e aumentar a competitividade.

A definição das duas linhas entrou com vários factores em linha de conta, nomeadamente a caracterização dos tráfegos de origem e destino das mercadorias, o tempo a percorrer e os custos comparativos.

De acordo com o estudo, segundo Gregório Nieves, da consultora IDOM, a ligação Aveiro/Le Havre, com escala em Gijón (linha A), é feita por via rodoviária a uma média de 48,21 horas, com um custo estimado de 1.810 euros, enquanto a solução apontada por via marítima aponta para 29,50 horas de Aveiro ao porto de Gijón, mais 39,39 horas até Le Havre, mas com um custo de 1.162 euros.

Em relação à linha B, enquanto pelo transporte rodoviário, de Aveiro ao porto de Cork o custo é de 2.648,41 euros e demora 82,64 horas, por via marítima o custo é de 1.359,21 euros e a viagem é feita em 71,36 horas.

Durante o período de debate foi notório que a proposta é vista com reservas por parte dos empresários, alguns dos quais já possuem centros de distribuição na Europa e em zonas diferentes dos portos que se pretendem interligar, e ficaram patentes interesses difíceis de conciliar, nomeadamente das transportadoras.

Elizabete Rita, secretária geral da AIDA, disse à Agência Lusa que as questões levantadas durante o debate caracterizam dificuldades em alterar práticas.

"O nosso objectivo é tentar perceber como é que podemos reduzir os custos de transporte. Há várias situações e é preciso perceber se realmente é mais barato colocar a carga através de transporte marítimo, utilizando estas soluções, ou continuar com o transporte terrestre. Todas as mudanças geram questões e é difícil mudar para outros sistemas. Nós acreditamos que é possível que venha a reduzir os custos e o estudo que fizemos aponta nesse sentido", disse.

FONTE: CORREIO DA MANHÃ / LUSA
 


 







Artigos relacionados:

  • Exportações por via marítima em debate
  • Fotos e vídeo já disponíveis na web
  • Apresentação do estudo de mercado dos fluxos de mercadorias entre os portos do projecto PROPOSSE
  • Reunião de trabalho com empresas exportadoras da área de influência do Porto de Aveiro
  • Reunião de trabalho com empresas exportadoras da área de influência do Porto de Aveiro
  • « Um projecto que beneficia a economia nacional e regional» - considera António Mendonça
  • PROPOSSE pode ajudar a melhorar as capacidades logísticas e de transporte a mais de 8 mil PMEs do Arco Atlântico
  • Porto de Gijón acolhe sessão de trabalho do Projecto PROPOSSE
  • Porto de Aveiro promove SSS através de participação em projecto europeu PROPOSSE