Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ana Paula Vitorino dá novo impulso ao projecto de extensão da plataforma continental portuguesa

Ana Paula Vitorino declarou constituir-se, esta terça-feira, 15 de Novembro, a data de início da terceira fase do projecto de extensão da plataforma continental portuguesa, dotando-a dos meios financeiros e humanos necessários para a prossecução do seu objetivo principal.

Chegou a hora! Portugal é o próximo País a discutir a sua proposta de extensão no âmbito da Comissão de Limites das Nações Unidas.

A Ministra do Mar revelou ter enviado para processo legislativo uma proposta de Resolução do Conselho de Ministros que concentra os esforços na missão principal da estrutura: concretizar o alargamento da plataforma.

Para apoiar este “verdadeiro desígnio nacional” foram assinados protocolos entre a EMEPC e a Direção Geral de Autoridade Marítima, DGRM, Escola Náutica Superior Infante Dom Henrique, Direcção-Geral do Património Cultural, Associação de Portos de Portugal (APP) e a Docapesca.

Estes Protocolos visam criar sinergias transversais, reforçando a EMEPC em meios e competências e, por outro lado, pondo o conhecimento adquirido pela estrutura em ao serviço de outras políticas públicas.

Foram ainda referido outros acréscimos de meios.

Por um lado, a EMEPC terá uma nova Plataforma ao seu dispor, o navio “Mar Portugal” devidamente equipado.

Por outro, a Ministra anunciou que as negociações em curso relativas ao EEAGrants (financiamento resultante da cooperação com a Noruega) apontam para que o novo ciclo, que se inicia em 2017, apresente um reforço significativo de verbas destinadas ao Mar.

Ana Paula Vitorino reafirmou a “extensão da plataforma continental como o verdadeiro desígnio nacional pois trará alterações estruturais para o nosso País que perdurarão para os próximos séculos pois trata-se de reconfigurar o território nacional.”

Salientou também a transversalidade da Tutela do Mar afirmando que “Mar é soberania, é cultura, é ciência, é ambiente, é economia…”, numa cerimónia com representantes de três ministérios: O Ministério da Defesa Nacional representado através do Secretário de Estado da Defesa Nacional, do Almirante Chefe de Estado Maior da Armada e do Diretor-Geral da Autoridade Marítima, o Ministério da Cultura através da Direção-Geral do Património Cultural e o Ministério do Mar, pela Ministra e pelo Secretário de Estado das Pescas para além da DGRM, pela Presidente da APP, pela Presidente da Docapesca e pelo Presidente da Escola Superior Náutica Infante Dom Henrique.

A governante assistiu a uma apresentação da EMEPC sobre o trabalho realizado e a um exercício de demonstração, com mergulho, do ROV Luso, veículo de operação remota com capacidade de mergulhar a 6000m de profundidade.

O facto do ROV Luso ter capacidade de alcançar e intervir em 100% dos fundos oceânicos sob soberania nacional (incluindo a futura área correspondente à extensão da plataforma continental) e em 97% dos fundos à escala global, foi considerado bastante relevante pela Ministra, por se tratar de um meio de excelência para efectuar um conjunto ímpar de ações de investigação multidisciplinar, desenvolvimento e inovação.

A cerimónia contou ainda com a presença de todos os colaboradores da EMEPC, a quem Ana Paula Vitorino expressou o seu agradecimento pelo excelente trabalho que têm vindo a realizar.