Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MÁRIO RUIVO:

Desinvestir na investigação pode causar danos na economia do mar

O presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), Mário Ruivo, alertA para os perigos do desinvestimento na área das ciências do mar, o que pode pôr em risco a capacidade de negociação do país no plano internacional.

"É preciso fazer um investimento racional e responsável por forma a assegurar o futuro", afirmou, acrescentando que "em tempo de crise é preciso desenvolver a capacidade de produção e desenvolver o setor que se baseia no aproveitamento dos recursos e das potencialidades do mar, reconhecendo que o mar é hoje determinante no mercado mundial".

O biólogo falava à Lusa enquanto responsável pela compilação do livro "Mar Português", que resulta de um encontro realizado há um ano na Universidade do Algarve e que foi ser apresentado esta quarta-feira no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, ao abrigo da Semana da Ciência e Tecnologia.

Defendendo que "quem não vai ao mar, perde o lugar", Mário Ruivo sublinhou que é preciso preservar e potenciar o mar enquanto recurso estratégico de interesse nacional, o que deve envolver as comunidades política, científica e empresarial.

Por seu turno, o reitor da Universidade do Algarve, João Guerreiro, disse à Lusa que as universidades estão prontas para colaborar na dinamização daquele recurso em prol do interesse nacional.

"Temos de encontrar as melhores soluções para fazer convergir as nossas atividades e valorizar o conhecimento, a iniciativa empresarial e os recursos que o país tem", defendeu.

O reitor da Universidade do Algarve considera que só um trabalho conjugado entre universidades, associações empresariais e os institutos públicos pode garantir “aproveitar na sua plenitude os serviços e recursos que o mar nos proporciona e que neste momento estão muito segmentados ou pelas universidades que os estudam e não os aplicam ou pelas empresas que desenvolvem atividades onde podem eventualmente incorporar mais conhecimentos para gerar inovação ou explorar os recursos até agora inexplorados”.

fonte