Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Notícias

FINAL ALTERNATIVO

Afinal, Jack podia ter sobrevivido ao naufrágio do Titanic

A tragédia do Titanic, na sua versão cinematográfica, podia ter sido menos... trágica. A equipa do programa de televisão 'MythBusters' (caçadores de mitos) concluiu que, com um pouco de engenho, Jack escusava de ter morrido na água gelada

Os 'MythBusters', do Discovery Channel, dedicaram-se, desta vez, a desmontar a cena final do Titanic, de James Cameron, em que o personagem Jack Dawson, interpretado por Leonardo DiCaprio se deixa ficar nas águas geladas do Atlântico Norte enquanto Rose (Kate Winslet) flutua num pedaço de maneira. A conclusão, de que Jack podia ter sobrevivido, está esta quarta-feira a merecer atenção de vários meios de comunicação internacionais.

No filme, Jack morre congelado, agarrado aquela peça de madeira, levando muitos a questionarem-se se ele não poderia ter subido também, dividindo o espaço com Kate. O próprio realizador do filme, James Cameron, admitiu recentemente que já estava farto desses comentários e que ajudaria a equipa do Discovery na sua investigação.

"Não é uma questão de espaço, mas sim de flutuabilidade", explicou Cameron, ao portal IGN.

No entanto, descobriram os "caçadores de mitos", havia uma solução. Os apresentadores do programa Adam Savage e Jamie Hyneman começaram por testar se caberiam os dois numa tábua do mesmo tamanho e com as mesmas características de flutuabilidade e concluíram que se Jack se tivesse lembrado de atar ao pedaço de madeira o coleta salva-vidas que Rose usava, poderia ter flutuado ambos até ao resgate.

"Acredito que a morte de Jack foi desnecessária", concluiu Hyneman.

Mas James Cameron tem uma resposta: "Acho que se estão a esquecer do essencial. O guião diz que Jack morreu. Portanto, ele tem de morrer". E acrescenta: "Nem que tivessemos que arranjar uma tábua mais pequena"...