Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Espanha negoceia com Portugal «troca de quotas» para alargar época da pesca

O Governo espanhol e os armadores do Golfo de Cádiz apresentaram a Portugal uma proposta para uma “troca” de quotas que permita alargar em Espanha a época de pesca da anchova, confirmaram as autoridades.

Fonte do Ministério da Agricultura, Alimentação e Ambiente confirmou à Lusa que se trata de tentar, como ocorreu em alguns anos anteriores, que se possa trocar a quota de anchova pela quota de outra espécie que possa “interessar” a Portugal.

Carlos Dominguez, secretário-geral de Pesca, confirmou aos jornalistas na Andaluzia que essa medida poderia permitir aos pescadores espanhóis do Golfo de Cádiz alargar a sua época de pesca da anchova, agora que a quota de captura foi já alcançada.

As autoridades espanholas admitem ser inviável pensar na alternativa de solicitar uma ampliação da quota pelo que, consideram, a alternativa do acordo com Portugal pode ser a melhor opção para os pescadores da zona.

Um primeiro acordo com Portugal permitiu já ampliar a quota em 800 toneladas mas o Governo espanhol quer “conseguir mais”, eventualmente através de esse acordo de troca pela quota de uma outra espécie que possa interessar a Portugal.

Em causa está, do lado espanhol, a atividade de 108 embarcações no Golfo de Cádiz que já tinham sido afetados pela proibição da pesca de tamboril e de lagostim, o que deixou sem emprego a centenas de pessoas.

fonte