Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Vigo impulsiona uso de gás natural como combustível marítimo

O presidente da Autoridade Portuária de Vigo, Ignacio Lopez-Chaves (na foto), e o director-geral da Gás Natural Serviços, Josep Codorniu, assinaram um acordo pioneiro na União Europeia, para analisar a introdução de gás natural como combustível para todo o tipo de barcos com o objectivo de reduzir o impacto ambiental do transporte marítimo.

O acordo, com a duração de dois anos renováveis, tem como objetivo propor, criar e avaliar projetos comuns para o uso de gás natural liquefeito (GNL) com motores específicos ou motores duplos de gás natural-diesel. A Gás Natural Serviços vai analisar a frota suscetível de ser convertida para gás natural e, se o resultado for viável do ponto de vista técnico e económico, vai ser solicitada a concessão de um local para construir as instalações para o fornecimento deste combustível no porto de Vigo.

A colaboração prevê a realização de um estudo sobre as necessidades de mobilidade no âmbito portuário, tanto marítimo como terrestre, com o objetivo de propor frotas alternativas de tecnologias mais eficientes e respeitadoras do ambiente, sejam de gás natural, elétricas ou híbridas.

A introdução do gás natural nas frotas marítimas é resposta à preocupação europeia com o efeito negativo que o tráfego marítimo tem no ambiente. O gás natural, além de reduzir as emissões de CO2, evita o derramamento de combustível no mar.

fonte







Artigos relacionados:

  • Poluição marítima já valeu mais de 700 mil euros em coimas
  • Navios terão de reduzir poluição
  • Exercício de Combate à Poluição do Mar por Hidrocarbonetos
  • Navios menos poluentes vão ter desconto de dez por cento na taxa de tonelagem, a partir de 1 de Julho
  • Cidadãos europeus podem visualizar, online, as principais fontes difusas de poluição atmosférica