Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MADEIRA

Livro fala sobre franca recuperação de lobos-marinhos

Os lobos-marinhos da Madeira, região onde a colónia destes animais está “em franca recuperação”, são os protagonistas de um novo livro assinado pela bióloga Rosa Pires destinado a divulgar a espécie e a ensinar como interagir com ela.

‘Os Lobos-Marinhos do Arquipélago da Madeira’ foi lançado na sexta-feira numa cerimónia na praia das Palmeiras, no âmbito das festas do concelho de Santa Cruz, que contou com a presença do secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia.

"A finalidade desta obra é dar a conhecer o lobo-marinho e como proceder quando, de repente, uma pessoa, ao nadar, está perante este animal que retornou à Madeira, quando antes se confinava às ilhas Desertas", explica à Agência Lusa Rosa Pires, bióloga do Parque Natural da Madeira.
A especialista refere que a colónia de lobos-marinhos faz atualmente uma espécie de "transumância" entre as Desertas e a Madeira, sobretudo na costa sul: "Ainda na quinta-feira foram avistados lobos-marinhos na praia Formosa e na Lota do Funchal, de tal forma que já se pode falar em colónia Madeira/Desertas".
Desde o ano 2000, existem, segundo a bióloga, mais de 800 registos de lobos-marinhos nas águas da Madeira, nomeadamente na Ponta Gorda, na Reserva Natural do Garajau, na Praia Formosa e em toda a costa sul da Madeira.

"Como animal selvagem, o lobo-marinho deve ser mantido à distância e deixado em paz e não se deve interagir com ele apesar do seu ar simpático, porque quando tenta interagir com as pessoas as suas brincadeiras são dar mordidelas e arranhadelas como fazem entre eles, com a única diferença de que a pele deles é mais ‘couraçada’", explica Rosa Pires.

"Temos registos destas interações que resultaram em pequenas mazelas e arranhadelas", acrescenta.
A obra está dividida em quatro partes - informação geral sobre a espécie, conselhos de comportamento perante um lobo-marinho, guia de identificação de nove lobos-marinhos e um anexo com fichas para futuras identificações.

A colónia de lobos-marinhos da região, que já se socializaram com os humanos, de quem antes fugiam devido às caçadas, "está em franca recuperação", observa a bióloga.
"No ano passado nasceram dois e a colónia está estimada entre 30 e 40 indivíduos, quando em 1988, altura em que o processo de preservação começou, estava fixada entre seis a oito animais", sublinha.
O arquipélago das Desertas, habitat natural dos lobos-marinhos, é formado por três ilhas pequenas - Ilhéu Chão, Bugio e Deserta Grande - que se encontram a 22 milhas náuticas do Funchal e que fazem parte do Parque Natural da Madeira.
Em 1992, foram classificadas como Reserva Biogenética pelo Conselho da Europa, como reconhecimento do grande interesse do seu património natural, bem como do trabalho desenvolvido em prol da conservação, e em 1995 foram classificadas como Reserva Natural.

fonte