Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«Eixo de mercadorias de Sines para a Europa é vital»

A importância estratégica para o Alentejo e Estremadura espanhola do eixo ferroviário de mercadorias entre Sines e a fronteira, com ligação ao resto da Europa, foi defendida quinta-feira num fórum realizado em Vendas Novas.

O encontro, com a presença de responsáveis de Portugal e de Espanha, abordou a necessidade do avanço desta ligação ferroviária de mercadorias para o território da EUROACE, formado pelas regiões portuguesas do Alentejo e do Centro e a espanhola da Estremadura.

O vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, Roberto Grilo, lembrou à Lusa que, atualmente, o fluxo de mercadorias que sai de Portugal e ruma para lá dos Pirinéus «é praticamente nulo».

Daí, sublinhou, a importância da concretização desta ligação ferroviária que aproxime o Porto de Sines, que é a «conexão» de Portugal «com a América e a África», dos mercados de Espanha e do resto da Europa.

«Para nós, esta ligação é vital. É uma forma de criar, no espaço da EUROACE, redes nacionais que superam barreiras tecnológicas entre as próprias fronteiras», permitindo «o desenvolvimento de um eixo ferroviário para mercadorias e para a logística», realçou.

Roberto Grilo aludiu ainda aos investimentos que «o Governo português tem vindo a fazer, desde 2006, à volta deste eixo» e garantiu que a sua conclusão vai «permitir ligar os portos de Sines, Setúbal e Lisboa» a todo o território da Península Ibérica, «colocando-os ao serviço das empresas portuguesas e até espanholas».

«A construção do troço que está em falta, entre Évora e a fronteira do Caia (Elvas), vai permitir encurtar, em cerca de 140 quilómetros, a distância para os comboios de mercadorias na ligação de Sines a Espanha, o que reduz significativamente os custos de transporte», disse.

fonte







Artigos relacionados:

  • A Euroace e a ligação ferroviária de mercadorias Sines-Caia-Madrid-Paris
  • Exportação portuguesa privilegia Europa
  • Sines pode ser primeiro porto Atlântico a ligar-se à UE