Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Comunicado da Administração do Porto da Figueira da Foz

Na sequência de notícias vindas a público nos últimos dias, referentes ao assunto infra, cumpre, à Administração do Porto da Figueira da Foz, SA, (APFF) informar:

1. A empresa “Papiro Yacht Line – Assistência Náutica, Lda.” encontra-se há mais de três anos em situação de incumprimento perante a APFF;

2. Até 14 de Junho de 2012, contabilizam-se 30 (TRINTA) facturas não liquidadas por parte da referida empresa, sendo a primeira das TRINTA referente a serviços prestados desde 1 de Janeiro de 2009;

3. O montante total da dívida da empresa “Papiro Yacht Line – Assistência Náutica, Lda.” ascende a 15.991,84 € (Quinze mil novecentos e noventa e um euros e oitenta e quatro cêntimos);

4. Parte significativa da dívida em causa encontra-se já em processo de execução fiscal. Mais concretamente, 12.965,92€ (Doze mil novecentos e sessenta e cinco euros e noventa e dois cêntimos);

5. A empresa pública APFF apresentou à reiterada devedora um plano de pagamento que a empresa reiteradamente incumpriu;

6. Atendo ao dilatado período de incumprimento, ao montante em causa, também às obrigações da empresa pública APFF perante o accionista Estado, é fácil compreender a boa vontade demonstrada pela APFF junto da empresa devedora para a resolução da situação de incumprimento;

7. Importa salientar que o período convencionado pela APFF para a regularização de facturas emitidas pela empresa ronda os três meses; o facto de, no caso em epígrafe, reportarmos atrasos que atingem já os 41 meses atesta bem a boa vontade da empresa pública APFF para com a reiterada devedora;

8. Situações de incumprimento de outrem não podem, num Estado de Direito, funcionar como absolventes de incumprimentos reiterados por parte de quem se encontra nessa situação há 41 meses;

9. O reportado nos pontos anteriores não pode, nem deve ser confundido com o projecto de obras de requalificação da zona portuária; frisamos, de novo, que parte significativa da dívida da “Papiro Yacht Line – Assistência Náutica, Lda.” se encontra em processo de execução fiscal, obviamente em nada refém do referido projecto de obras de requalificação;

10. Nunca, a APFF, exigiu à empresa devedora que abandonasse os terrenos sob administração portuária;
11. Pelo contrário, foi proposto à empresa a mudança de localização, mas sempre dentro da área sob jurisdição portuária;

12. Ressalta, do exposto, a boa fé da APFF em todo este processo; a prolongada – e porventura excessiva -, boa vontade da APFF junto da devedora para que honre os seus compromissos; a total abertura da empresa pública APFF para a manutenção, em funcionamento, da empresa reiteradamente devedora.

Porto da Figueira da Foz, 14 de Junho de 2012

O Presidente do Conselho de Administração da APFF, S.A.

José Luís Cacho, Eng.