Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

Encontrados mais cinco corpos no Costa Concordia

69 dias após o naufrágio do cruzeiro Costa Concordia, que ocorreu a 13 de Janeiro ao largo da ilha italiana de Giglio, foram encontrados nesta quinta-feira mais cinco corpos de vítimas.

Até agora foram encontrados 30 corpos. As autoridades italianas adiantaram que os corpos encontrados esta quinta-feira estavam bloqueados num pequeno espaço entre os destroços do navio e o fundo do mar, o que irá dificultar as operações para os retirar, que deverão ser efectuadas com recurso a robôs.

Não foram ainda dadas informações sobre a identidade das vítimas. Ao todo falta ainda encontrar duas pessoas que se encontravam entre as cerca de 4200 que estavam a bordo do Costa Concordia.

Os peritos forenses estão ainda a efectuar a identificação das vítimas do naufrágio, incluindo os últimos oito corpos que foram descobertos no final de Fevereiro.

O comandante do navio, Francisco Schettino, está detido em prisão domiciliária, acusado de múltiplo homicídio por negligência e abandono do navio. As autoridades estão a investigar a possibilidade de o acidente ter sido provocado por uma tentativa de Schettino de se aproximar da ilha naquela zona rochosa onde o navio acabou por adornar.

A empresa proprietária do navio, a Costa Cruzeiros, anunciou também nesta quinta-feira que está prestes a terminar as operações para extrair da embarcação as cerca de 2300 toneladas de combustível de modo a evitar um derrame, o que deverá acontecer nesta sexta-feira.

fonte


CONSULTE O DOSSIER "COSTA CONCORDIA", COM VÁRIAS DEZENAS DE ARTIGOS SOBRE A TRAGÉDIA