Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MAIOR AGREGAÇÃO CIENTÍFICA MARINHA DA EUROPA

CEI.MARNET já é uma realidade

Os reitores das universidades de Cádiz, Vigo, Las Palmas, La Laguna, Murcia, Politécnica de Cartagena, Huelva, Málaga e Almería, bem como os vice-reitores das universidades de Granada, Algarve (Portugal) e Abdelmakek Essâadi (Marrocos), promotoras dos campi de excelência marinhos da Espanha, assinaram um protocolo de constituição da Rede de Campus de Excelência Internacional de Temática Marina (CEI.MARNET), um evento enquadrado no Encontro Ibero-americano de Ciências do Mar.

A Universidade de Cádiz, que exerceu de instituição anfitriã, quis coordenar os trabalhos para a constituição de uma Rede da qual fazem parte os quatro campus de excelência internacional marinhos de Espanha: Campus do Mar na Galícia, Mare Nostrum em Murcia, Canárias Atlântico Tricontinental em Canárias e Cei.mar em Andaluzia. O evento contou com a presença e o respaldo de representantes dos diferentes centros e institutos de pesquisa que estão entre os promotores dos mesmos, como o Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), o Instituto Espanhol de Oceanografia (IEO), o Real Observatório da Armada, o Instituto Hidrográfico da Marinha, o Instituto de Investigação e Formação Agrária, Pesqueira, Alimentícia e da Produção Ecológica, o Museu Nacional de Arqueologia Subaquática, o Instituto andaluz de Patrimônio Histórico, entre outros.

Entre os objetivos propostos no documento de constituição da Rede CEI.MARNET encontram-se a coordenação de agrupações temáticas de investigação e transferência, bem como as ofertas docentes e de Escolas Doutorais, além da promoção do intercâmbio de estudantes, docentes e pesquisadores, o desenvolvimento de projetos, entre outros.

O reitor da UCA, Eduardo González Mazo, qualificou o CEI.MARNET como "uma potente agregação científica" que engloba todos os campi marinhos espanhóis para garantir, deste modo, "uma liderança internacional no estudo, formação, investigação e transferência do conhecimento do mar desde uma perspectiva interdisciplinar". Destacou, também, as dificuldades às quais se enfrentará esta recém-nascida Rede CEI.MARNET. "É complicado, por não dizer impossível, competir cientificamente sem uma equiparação orçamentária" já que "a brecha orçamentária gera um diferencial científico difícil de recuperar", explicou. No entanto, neste contexto de crise, "temos que estar mais unidos do que nunca e contar, necessariamente, com mais recursos".

Na opinião de González Mazo, é inquestionável o papel da pesquisa na constituição desta Rede, "uma realidade que nos permitiu estabelecer, há décadas, frutíferas colaborações entre os pesquisadores dos diferentes campi de excelência que constituem a Rede e que se materializaram em projetos de investigação conjuntos, financiados pela União Europeia, administrações nacionais, autônomas e locais e empresas".

Neste evento intervieram os diferentes reitores participantes da assinatura deste documento de constituição do CEI.MARNET, que qualificaram esta iniciativa como "a maior agregação I+D da Europa e com o maior talento para liderar a tecnologia marinha no mundo" nas palavras do reitor da Universidade de Vigo, Salustiano Mato, representante do Campus do Mar. Por sua vez, José Antonio Cobacho, reitor da Universidade de Murcia e representante do Campus Mare Nostrum, destacou o avanço em investigação que a Espanha alcançou, o que comprova o nascimento desta Rede CEI.MARNET. Para o representante do Campus Canárias Atlântico Tricontinental e reitor da Universidade Las Palmas, José Regidor García, foi muito importante "ter definido uma linha fundamental: o âmbito marítimo". Da mesma forma, elogiou o trabalho de Mayor Zaragoza na criação da primeira Faculdade de Ciências do Mar na Universidade de Las Palmas.

Neste ato de inauguração também teve a palavra a diretora Geral de Investigação, Tecnologia e Empresa da Junta de Andaluzia, Sol Calzado García, que mencionou Cádiz e sua Constituição pela importância que teve na criação das universidades, propósito louvável que deve estar sempre vigente" e garantiu o compromisso da administração autonômica com os campi de excelência andaluzes.

Também participaram no evento o subdiretor Geral de Modernização e Internacionalização Universitária do Ministério de Educação, Cultura e Esporte, Luis Delgado, que avançou na continuidade do apoio do Governo aos campi de excelência espanhóis "para seu fortalecimento e internacionalização", além da presidente da Conferência de Reitores das Universidades Espanholas (CRUE) e reitora da Universidade de Málaga, Adelaida de la Calle, que engrandeceu o trabalho dos pesquisadores no nascimento desta Rede e concluiu que "o conhecimento científico é a chave para construir uma sociedade que nos permita sair da crise".

A agregação científica é um elemento estratégico no planejamento e na abertura dos campi de excelência internacionais. Com o objetivo de promover sinergias e coordenar ações conjuntas entre os diferentes Ceis marinhos espanhóis, constituiu-se, em Cádiz, a Rede de Campi de Excelência Internacional de Temática Marinha como uma ferramenta de coordenação e participação para contribuir a consolidar a liderança europeia em formação, investigação e transferência no âmbito marinho, com disciplinas como a aquicultura, a pesca, a biologia marinha e as Ciências da Navegação, entre muitas outras.

fonte