Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

1909

Imagens da construção do Titanic

Todos nós conhecemos o final do Titanic. No entanto , pouco se sabe sobre a sua construção. Há muitas imagens interessantes do processo de criação deste gigante nos estaleiros de Belfast, em 1909. Conheça algumas dessas fotografias tiradas quando e onde tudo começou.

A construção do RMS Titanic, financiada pelo empresário estadunidense J. P. Morgan e sua empresa internacional Mercantile Marine Co., começou no dia 31 de março de 1909.

O casco do Titanic foi lançado ao mar 12:30 no dia 31 de maio de 1911, e sua construção foi concluída em 31 de março do ano seguinte. Seu comprimento total era de 269 m, sua largura era de 28 m, com tonelagem bruta de 46.328 toneladas e altura, da linha d’água até o deque de botes, de 18 metros.

O Titanic estava equipado com dois motores de quatro cilindros de expansão tripla, invertido com motores a vapor e uma turbina de baixa pressão Parsons de três hélices. Havia 29 caldeiras alimentadas por 159 fornos de carvão a combustão que tornaram possível a velocidade máxima de 23 nós (43 km/h).

Apenas três das quatro chaminés de 19 metros de altura eram funcionais; a quarta chaminé servia apenas para ventilação; foi adicionada para dar ao navio uma aparência mais impressionante.

VEJA A GALERIA DE FOTOS AQUI


Visite o Canal da Associação
dos Portos de Portugal no YOUTUBE

Estamos no Facebook, no Twitter e no Slideshare.


Conheça o portal da Associação dos Portos de Língua Portuguesa (APLOP)







Artigos relacionados:

  • Grã-Bretanha emite moeda comemorativa do Titanic
  • «A experiência trágica do Titanic revelou que há um Direito das catástrofes»
  • Bilhetes para sessão especial de «Titanic» esgotaram em poucas horas
  • Há quem faça comparações entre os dois naufrágios
  • Titanic Universe
  • A música que se ouvia no Titanic
  • Milhares de objectos do Titanic vão a leilão em Abril
  • Em busca do navio perdido
  • O Twitter do início do século 20
  • O fim do SOS
  • CENTENÁRIO DO NAVIO - Filme volta aos cinemas em 3D a 6 de Abril de 2012
  • Titanic naufragou há 99 anos
  • A história do TITANIC
  • O Titanic e a rádio
  • Safaris no fundo do mar