Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

VIANA DO CASTELO

ENVC tenta encaixe com leilão de aço e quilómetros de cabos

Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) vão tentar vender, em leilão, 1696 toneladas de aço e 190 quilómetros de cabos, garantindo assim algum encaixe financeiro para a empresa, explicou à Lusa fonte ligada ao processo.

Em causa estão quatro lotes que variam entre as 187 e 669 toneladas de aço, em leilão até às 16h00 de ontem, segunda-feira, data limite para a entrega das propostas que serão abertas esta terça-feira, pelas 10h00.

"O material que vai a leilão é aço sem utilização para as encomendas existentes. Tratam-se, portanto, de lotes de sobras e de aço muito deteriorado", disse a fonte da administração dos estaleiros.

Esta terça-feira, dia 14, os concorrentes "serão convidados a melhorar as suas ofertas, lote a lote", explica a empresa, sem querer apontar uma estimativa para o encaixe financeiro.

"Existe um valor indicativo, baseado no valor de referência do stock e do valor de mercado actual. Não vamos contudo revelar esse valor antes de se realizar o leilão", acrescentou a administração.

Nas mesmas circunstâncias decorre o segundo leilão para a venda de 190 quilómetros de cabos eléctricos, depois de a administração dos ENVC ter decidido, no final de Dezembro, não realizar o negócio com uma empresa do sucateiro Manuel Godinho.

Este material envolve várias dezenas de tipologias de cabos, sobretudo em cobre, num peso total avaliado em 71 toneladas.

Tratam-se de cabos eléctricos sobrantes de várias construções, nos últimos dez anos, e outros que entretanto deixaram de estar homologados.

No leilão anterior, realizado a 23 de Dezembro na empresa, ao fim de quatro lances, a Raplus Soluções Ambientais melhorou a proposta inicial, chegando aos 2420 euros por cada tonelada.

A empresa em que Manuel Godinho elevou para 171.820 euros a proposta total, contra a de um empresário do Fundão, de 170.400 euros.

A decisão de "não vender" nestas condições, explicou a administração, prendeu-se com o facto de "o valor da proposta mais elevada ser muito aquém do valor de mercado do material leiloado e muito afastado do valor registado em stock".

"Após análise de toda a informação constante das peças do processo de leilão de cabos eléctricos e em particular o relatório final do júri, o Conselho de Administração da ENVC deliberou por unanimidade não proceder à adjudicação do material leiloado", acrescentou a mesma fonte.

Além do passivo acumulado, que já ultrapassa os 270 milhões de euros, e dos prejuízos dos últimos anos, os ENVC enfrentam ainda problemas de tesouraria, não tendo liquidez para pagar salários ou encomendar matéria-prima para as construções em curso.

A empresa estabelece que o material leiloado "só poderá ser levantado das instalações" depois de "totalmente pago", num prazo máximo de cinco dias após a adjudicação.

fonte







Artigos relacionados:

  • Construção de asfalteiros para a Venezuela não está em causa
  • Salários de Janeiro totalmente pagos até hoje
  • Presidente da EMPORDEF pediu ajuda a Mota Amaral
  • Grupo interessado nos Estaleiros de Viana apresenta plano até final do mês
  • Estaleiros Navais de Viana deverão conhecer futuro até final do mês
  • Venezuela renegoceia contrato de aquisição de dois navios asfalteiros
  • Estaleiros de Viana precisam de 57 milhões de euros já no início de 2012
  • Grupo italiano reforça lista de interessados nos ENVC
  • Privados poderão comprar entre 35% e 65% dos Estaleiros de Viana
  • Estaleiros de Viana sem liquidez para pagar totalidade dos ordenados
  • Venezuela perfila-se como potencial parceiro dos Estaleiros de Viana do Castelo
  • «Não há milagres» nos Estaleiros de Viana
  • Trabalhadores dos Estaleiros de Viana garantem que empresa pode construir ferries para os Açores
  • Atlânticoline admite avançar com pedido para penhora aos ENVC
  • Atlânticoline relançou concurso para a construção de dois ferrys
  • Russos interessados nos Estaleiros
  • Lula da Silva admite interesse nos estaleiros de Viana do Castelo
  • Decisão sobre futuro dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo adiada para Outubro
  • A Ver Navios - DOCUMENTÁRIO DA SIC SOBRE OS ENVC
  • Entrada de grupo europeu pode ser solução para Estaleiros de Viana
  • Ferry «Atlântida» realizou provas de mar e já está em Lisboa
  • Galiza teme avanço de Viana do Castelo
  • Prejuízos de 20 anos consecutivos nos Estaleiros de Viana somam 179 milhões
  • Manutenção de iates de luxo? Ou infra-estruturas para energias renováveis?
  • Estaleiros de Viana são discutidos hoje no Parlamento
  • Estaleiros Navais de Viana do Castelo
  • Estaleiros Navais de Viana do Castelo - Filme de 1952
  • Brasil, eólica e navios militares entre os cenários de futuro dos estaleiros de Viana
  • «O transporte em navio Ferry entre Açores, Madeira e continente é viável»
  • Lançada petição para linha por navio ferry entre Ponta Delgada-Açores, Madeira e Continente