Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Notícias

COSTA CONCORDIA

Onze portugueses estavam a bordo do navio que encalhou

Pelo menos onze portugueses estavam a bordo do navio de cruzeiro que encalhou ao largo da ilha italiana da Toscânia e que provocou três mortos, 14 feridos e 70 desaparecidos.

De acordo com a informação avançada pela Sic, que cita o Ministério dos Negócios Estrangeiros, um casal de portugueses ficou com ferimentos ligeiros na sequência do acidente da embarcação, onde seguiam 4.231 pessoas.

O Costa Concordia encalhou num banco de areia na ilha de Giglio, no sul da região italiana da Toscânia na sexta-feira à noite e na evacuação das pessoas que seguiam a bordo registaram-se vários incidentes.

As autoridades italianas já abriram um inquérito ao acidente ocorrido, numa altura em que se elevam as vozes críticas à forma como foi conduzida a evacução dos passageiros.

Relatos de algumas pessoas que seguiam a bordo da embarcação acusam os responsáveis do navio de mentir sobre o problema, ao revelarem que estava tudo controlado e que apenas se tinha registado um problema com o painel elétrico.

Outra das questões levantadas está relacionada com a localização do navio, o que evendicia erro humano como causa do acidente. Isto porque muitos questionam as razões para o barco daquelas dimensões estar a navegar naquela zona.

LEIA TAMBÉM: «Portugueses descrevem pânico a bordo de cruzeiro»







Artigos relacionados:

  • Sobe para cinco número de mortos em acidente do Costa Concordia
  • «Parece-me óbvio que foi um enorme erro humano», diz ministro italiano
  • Detido comandante do navio que naufragou
  • Costa Concordia embateu no cais do Porto de Palermo
  • Tragédia às portas do paraíso