Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Notícias

ITÁLIA | COSTA CONCORDIA

Oito mortos em evacuação de navio de cruzeiro que encalhou

Oito pessoas* morreram esta noite na sequência da evacuação de um navio de cruzeiro, com mais de quatro mil ocupantes, que encalhou num banco de areia na ilha de Giglio, no sul da região italiana da Toscânia.

A bordo do Costa Concordia seguiam 4.231 pessoas, incluindo passageiros e tripulação, que se encontravam a ser transferidas, à hora da difusão desta notícia, para botes salva-vidas.

O presidente do município, citado pela ANSA, alertou ao início da noite para dificuldades no resgate dos últimos passageiros.

FONTE: LUSA, 14.01.2012, 02:37

* Dados actualizados via portal http://www.leggo.it/



A embarcação fazia um cruzeiro pelo Mediterrâneo, que saiu da cidade costeira italiana de Savona, com escalas previstas em Civitavecchia, Palermo, Cagliari, Palma de Mallorca, Barcelona e Marselha, segundo nota da companhia de navegação. A bordo viajavam cerca de mil passageiros de nacionalidade italiana, outros 500 alemães e cerca de 160 franceses, além de cerca de mil pessoas da tripulação e passageiros de outras nacionalidades.

Duas horas após zarpar de Civitavecchia, às 21h30 (hora local), quando o barco estava nas cercanias da ilha de Giglio e a maioria dos passageiros jantava, a luz foi cortada e sentiu-se um golpe e um grande estrondo, relataram depois os náufragos à imprensa italiana.

Apesar dos passageiros terem sido avisados pelo capitão de que se tratava de um problema eléctrico, eles perceberam que o navio estava inclinando e pouco depois foram convidados a vestir seus coletes salva-vidas e a se dirigir às lanchas de emergência.

A retirada dos passageiros foi feita, mas a ilha de Giglio é pequena demais para hospedar todos e a empresa responsável pelo navio iniciou um plano para transportá-los ao elegante porto de Santo Stefano.

A companhia Costa Crociere, proprietária do navio Costa Concordia, afirmou que ainda "não é possível definir a causa do problema ocorrido".

fonte

 







Artigos relacionados:

  • Costa Concordia embateu no cais do Porto de Palermo
  • Tragédia às portas do paraíso