Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

RECEBEU MAIS DE MEIO MILHÃO DE PASSAGEIROS EM 2011

Porto de Lisboa reforça liderança nacional no número de escalas de navios

Em 2011 o Porto de Lisboa registou novos recordes no que respeita a atividade de cruzeiros, com 502 644 passageiros de cruzeiro e 330 escalas, transpondo pela primeira vez a barreira do meio milhão de passageiros.

Estes valores, quando comparados com os de 2010, traduzem um crescimento de 12% em termos de passageiros (448 497 turistas contabilizados nesse ano) e de 10% ao nível das escalas.
O crescimento de 14% dos passageiros em trânsito foi o fator decisivo relativamente ao aumento do número total de passageiros, que de 395 884 aumentou para 453 280.

Em termos de escalas o aumento foi impulsionado quer pelo incremento de 10% do segmento de trânsito, que contabilizou um total de 232 escalas contra as 211 registadas em 2010, quer pelo aumento de 30% das escalas consideradas como turnaround parcial, que passaram de 33 para 43.

Uma escala em turnaround parcial é realizada por um navio cujo itinerário inclui Lisboa como porto de trânsito oferecendo, também, a possibilidade de embarque e/ou desembarque de passageiros.
À semelhança de 2010, foram os operadores Pullmantur Cruises e MSC Cruises, ambos com 12, e a Costa Cruises com 8, que realizaram escalas em turnaround parcial, tendo o operador Iberocruceros realizado pela primeira vez este tipo de escala, num total de 11.

Esta procura crescente de Lisboa por parte dos operadores para realizarem escalas em turnaround parcial é de extrema importância, uma vez que proporciona ao mercado português o aumento da oferta do turismo de cruzeiros a partir de Portugal.
Ainda no que diz respeito às escalas, de referir que, as 330 escalas foram realizadas por 113 navios de cruzeiro, o que constitui, também, um novo recorde reforçando a liderança nacional que Lisboa tem vindo a registar ao nível do número de escalas.

Importa ainda referir que, em 2011, o porto de Lisboa recebeu em primeira escala 15 navios, sendo que 4 eram novos, ou seja, saídos de estaleiro durante o ano de 2011, o que reforça a importância crescente que o porto de Lisboa tem vindo a assumir na inclusão dos itinerários da nova frota dos diferentes operadores.
De salientar, ainda, os tripulantes dos navios que visitaram Lisboa que em 2011 totalizaram 202 650, dos quais 2 328 embarcados, 2 067 desembarcados e 198 513 em trânsito.

Da atividade de cruzeiros durante o ano de 2011 destaca-se, ainda, por um lado, o dia 4 de abril, em que acostou pela primeira vez um navio de cruzeiros no novo cais do Jardim do Tabaco, tendo sido atingidos no porto de Lisboa valores nunca antes alcançados em apenas um mês, 87 mil passageiros.