Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

NEM O SR. ROGÉRIO ESCAPOU!

Tollan virou nome de cafés, restaurantes e deu azo a muitas anedotas

O Tollan permaneceu quase três anos no Tejo. Os lisboetas, mas não só, tomaram o gosto ao “encalhado”, ali fazendo triste figura, de barriga para o ar, e vai de o integrar no anedotário nacional. Deu nome a cafés e restaurantes, sempre com um “L” a menos; inspirou cartoons, nomeia blog e até tem direito a página nostálgica no Facebook.

Café Tolan, em Alfama

Café Tolan, em Arcena

Café Snack-Bar O Tolan, em Ceira, Coimbra

Café Tolan, em Alverca do Ribatejo

Restaurante Tolan, na Rua dos Remédios, em Lisboa

BLOG
 
TOLLAN NO FACEBOOK

 

eu lembro-me muito bem. um dia de nevoeiro ia para o Cais do Sodré, de barco (no Monte Pragal, se não me engano). ia naquela parte da proa. ora, com o nevoeiro, o barco vai parar ao Terreiro do Paço. e para se deslocar depois até ao Cais do Sodré foi guiado pelo sino do pontão, ao longo da margem. lá foi, e eu na proa, a ver o Tollan a "aproximar-se"... claro que o cacilheiro se desviou a tempo: caso contrário eu hoje contava-vos uma estória diferente. ou não.

“Havia um cromo no meu bairro que tb encalhava muito, sobretudo depois de vir da tasca. Chamávamos- lhe Sr. Rogério Tolan…”

Quando íamos na camioneta para uma visita de estudo, sempre que passávamos pelo Tejo começávamos a cantar "olha o Tollaaaaan, olha o Tollaaaaaan" :)

Sempre que penso no Tollan, lembro-me dum cartoon que mostrava, anos depois, um bairo de barracas construído no casco, com roupa estendida e tudo.


 


Visite o Canal da Associação
dos Portos de Portugal no YOUTUBE

Estamos no Facebook, no Twitter e no Slideshare.


Conheça o portal da Associação dos Portos de Língua Portuguesa (APLOP)







Artigos relacionados:

  • 2 DE DEZEMBRO DE 1983 - Tollan: finalmente a cambalhota
  • Uma cambalhota que ficou cara