Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

SEATWIRL

Novo sistema eólico offshore continua a produzir energia quando o vento cessa

O sistema experimental sueco SeaTwirl está desenhado para armazenar cineticamente a energia do vento até ser necessária. Desta forma, permite produzir energia mesmo quando o vento não está a soprar.

O topo do SeaTwirl é constituído por uma turbina eólica vertical que gira independentemente da direcção do vento. Esta é a única parte do sistema localizada acima da superfície da água.

 

No centro e ligado a esta turbina está um eixo central que entra na água. Mesmo abaixo da superfície da água está montado um corpo cilíndrico oco flutuante e no limite inferior do eixo um gerador. O SeaTwirl é fixo ao local por linhas de ancoragem ligadas à base do gerador.

Como o eixo está ligado à turbina também gira quando o vento sopra. A inovação deste sistema reside no facto de mesmo quando o vento cessa, o eixo e, por conseguinte a turbina, continuam a girar. A água funciona como um rolamento de rolos de muito baixo atrito que permite ao eixo continuar a girar mesmo quando o vento diminuiu. A eletricidade é gerada quando o eixo de rotação encontra o eixo gerador de não rotação. A eletricidade é transportada para a costa através de cabos nos fundos marinhos.

Quando o vento é forte a ação de rotação vigorosa das turbinas faz com que a água saia do corpo flutuante oco para o anel da turbina, na parte superior do sistema. Este processo adiciona peso ao anel o que o faz rodar durante mais tempo. À medida que a turbina abranda, dobra-se e, a água sai da parte exterior para o corpo flutuante novamente. Nesta fase a turbina “espalmada” continua a rodar mesmo sem vento devido à rotação do eixo.

Um protótipo deste sistema, mais pequeno que a versão original, apresentou um bom resultado num teste realizado na costa da Suécia em agosto. Os designers referem que a sua versão original terá 430 metros e será capaz de geram 4.5 megawatts de potência média. Supostamente poderá armazenar 25000 kW/h de energia o que é suficiente para abastecer 8000 casas durante uma hora.

Como grande parte do peso do sistema SeaTwirl será suportado pela água, também é referido que os custos de produção serão mais baixos do que os das turbinas eólicas offshore correntes devido à utilização de materiais mais baratos.

FONTE: NATURLINK


 







Artigos relacionados:

  • «Energias Renováveis Offshore e o Seu Potencial nas Regiões Ultra-Periféricas»
  • NexCon 2011: a importância da energia eólica nos portos internacionais
  • Problema insolúvel ou futuro promissor?
  • O «Bois Rosé»
  • Batalhas pela energia
  • Energias renováveis podem «alimentar» o mundo em 2050
  • Multimilionário brasileiro lança maior porto das Américas
  • MOINHOS DE MARÉ | Como funcionam, para que servem
  • Conheça o maior parque eólico offshore do mundo
  • Os fantasmagóricos fortes de Guy Maunsell no Tamisa
  • Navio Lança Cabos «Seven Oceans» no Porto de Lisboa
  • Cidade Flutuante
  • Solidal participa na instalação da primeira torre eólica flutuante no mar
  • Beluga aposta em nova classe de embarcações
  • Oceana aplaude os avanços que estão a acontecer na energia eólica marinha em Portugal e Espanha
  • Portugal terá 1.ª torre eólica flutuante no Verão
  • Estacas de 117 toneladas para plataforma off shore carregadas no Porto de Aveiro