Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PARTICIPOU NA GUERRA DAS MALVINAS

Porta-aviões à venda na internet

Após 32 anos ao serviço da Royal Navy, a Marinha Real Britânica, o porta-aviões HMS Invincible foi posto à venda através do site da Disposal Service Authority – o equivalente governamental do eBay.

Participou na guerra das Malvinas durante o governo de Margaret Thatcher e esteve nos Balcãs e no Iraque, mas após 25 anos de serviço e mais cinco na reserva, o porta-aviões britânico HMS Invincible chegou ao fim da linha.

À semelhança do que tem feito com outros navios de guerra, o governo britânico vendeu o gigante à empresa turca Leyal Ship Dismantling & Recycling – por 2,26 milhões de euros – para reciclagem. O Invincible levará cerca de oito meses a desmantelar e parte será, muito provavelmente, transformado em tachos e panelas. O aço dos navios desmantelados voltará a ser derretido, entrando de novo no mercado para ser transformado.

Um negócio realizado através do site edisposals, que o Ministério da Defesa britânico utiliza para vender (directamente ou por leilão) material militar fora de prazo ou sem serventia, o que pode ir desde uniformes a viaturas, ou a navios como no caso do Invincible. Entre móveis e roupas de toda a espécie, quem estiver interessado, pode aproveitar o momento para arrematar um caça Lightning T5 (embora sem motores) ou até o porta-aviões Ark Royal.

A Leyal – que já desmantelou 179 navios desde a fundação, em 1980 – tem experiência no ramo e na reciclagem de outros velhos navios de guerra britânicos, apresentando-se como uma empresa “verde” dedicada ao desmantelamento de navios de forma ambientalmente consciente.

O porta-aviões partiu de Portsmouth rumo à Turquia a 24 de Março de 2011.







Artigos relacionados:

  • A guerra que ajudou Thatcher e derrubou a ditadura argentina
  • «Invincible» no Tejo