Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

Pirataria custa 6,5 mil milhões por ano

A pirataria representa prejuízos anuais de 6,5 mil milhões de euros para o comércio marítimo mundial.

A estimativa é dos proprietários de navios indianos, que exigiram esta segunda-feira que as Nações Unidas criem uma força marítima especial para travar os ataques piratas ao largo da costa da Somália e no Oceano Índico. Neste momento, os piratas somalis mantêm reféns 26 navios e 600 marinheiros.

Desde o passado dia 1 de Setembro, a fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida está integrada na operação Ocean Shield, da força naval permanente da NATO SNMG1, que combate a pirataria no Corno de África, uma das zonas com maior tráfego marítimo e onde se têm verificado numerosos ataques de piratas a cargueiros e petroleiros. A missão termina a 30 de Outubro.

Anil Devli, responsável da Organização Nacional de Armadores da Índia, disse hoje que foi enviada uma carta ao governo indiano para pedir a criação de uma força marítima sob o comando das Nações Unidas, à semelhança das forças de manutenção da paz, com vista a garantir a protecção e segurança das rotas marítimas no Mar da Arábia e no Oceano Índico.

FONTE: ECONÓMICO
 







Artigos relacionados:

  • Nem o Pai Natal escapa aos piratas
  • APRAM lança concurso «Mar Literário: quem são os piratas do mar de hoje?»
  • APSS comemora Dia do Mar
  • As 10 áreas do mundo mais afectadas pela pirataria marítima
  • Guerra contra a pirataria marítima
  • Marinha também aborda temática da «Pirataria» no Dia Mundial do Mar
  • São Tomé e Príncipe reactiva guarda costeira
  • Tema deste ano: Pirataria Marítima «Articulando Respostas»
  • Piratas somalis libertam o navio «MV PANAMÁ»
  • Como é que a observação da Terra por satélites pode ajudar a aumentar a segurança marítima?
  • Países da SADC estudam cooperação no combate à pirataria
  • Índia no combate à pirataria marítima
  • Cada vez mais ex-militares portugueses combatem pirataria
  • Navio de guerra português partiu para o combate à pirataria no Corno de África
  • Wallenius terá guardas em navios que atravessam áreas de risco
  • Pirataria: escala de violência em crescendo
  • Fotos impressionantes do flagelo disponibilizadas pelo BOSTON GLOBE
  • Piratas irlandeses no GUINESS
  • Moçambique e Índia firmam acordo para combater pirataria
  • Mulheres-pirata na literatura
  • Noruega vai patrulhar o Canal de Moçambique já em Outubro
  • Piratas fazem quase 800 tripulantes reféns num ano
  • Custo económico da pirataria situa-se entre os 5 e 8 mil milhões de euros
  • NRP Vasco da Gama afugentou suposto navio-mãe pirata
  • EMSA desenvolve sistema de monitorização de navios na costa da Somália
  • Quem são os criminosos do mar hoje, por onde andam e o que fazem
  • Tintin inspira filme em 3D de Steven Spielberg
  • Filme português «A espada e a rosa» rodado na Caravela Vera Cruz
  • Prémio para a Bravura Excepcional no Mar
  • Gás-mostarda contra a pirataria
  • Fragata portuguesa a caminho da Somália para liderar combate à pirataria