Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Reino Unido quer ter 127 reservas naturais marinhas

Uma lista com as 127 zonas marinhas mais importantes para a biodiversidade britânica foi ontem revelada. As propostas para conservar 37 mil quilómetros quadrados terão ainda de ser aprovadas para se tornarem reservas naturais de importância nacional.

Entre as zonas consideradas cruciais para a Natureza em águas britânicas, e que terão níveis de protecção diferentes, estão pequenas faixas costeiras mas também uma extensão “gigante” de mar com 5800 quilómetros quadrados. Estuários, recifes de coral, bancos de areia e sítios remotos fazem parte da lista das Zonas de Conservação Marinha (MCZ, sigla em inglês).

“Juntas vão conservar uma mistura de vida selvagem, habitats, geologia e geomorfologia”, disse hoje uma porta-voz do projecto MCZ, ao jornal “The Guardian”.

O processo de selecção dos locais, que demorou mais de dois anos, baseou-se em mais de 2500 questionários e 155 reuniões com pessoas que trabalham com o mar, naquilo que foi chamado uma abordagem “pessoas no parlamento” para o processo de tomada de posição.

“A conservação do ambiente marinho no Reino Unido deu um grande passo em frente. Centenas de espécies de vida marinha e habitats precisam de tanta protecção como aqueles que estamos habituados a ver em terra”, comentou Richard Benyon, ministro do Ambiente e das Pescas, citado pelo “The Guardian”.

Conservacionistas consideram esta lista como uma das iniciativas pela protecção da Natureza mais importantes das últimas décadas no Reino Unido.

A lista com os 127 locais será avaliada por um painel de peritos, antes de o Governo tomar a decisão final, talvez para o próximo ano, noticia a BBC.

FONTE: PÚBLICO

PARA SABER MAIS