Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Notícias

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

Pesca do bacalhau em tempo de guerra

O ano de 1914 registou nos portos do Norte de Portugal um substancial aumento, 40.134 quilogramas mais do que no ano anterior, ao contrário de Lisboa que registou um decréscimo de 13.172 quilos de bacalhau.

Apesar da guerra (1914-18) que condicionava toda a navegação, a pesca do bacalhau foi em certa medida poupada pelos alemães, que não encontravam justificação para atacar os barcos portugueses, enquanto que aos navios oriundos de Inglaterra, Noruega e Dinamarca, donde era importado grande parte do bacalhau que se consumia em Portugal, assim não sucedia, sendo frequentemente atacados.

Por esse motivo, em 1915, alguns bacalhoeiros portugueses ainda se aventuraram na expedição aos mares da Terra Nova, foram eles: Os lugres "Julia 1.º,2.º,3.º e 4.º", o "Voador" e o "Lucília" da praça da Figueira da Foz; os lugres "Gamo", "Guadiana", "Terra Nova", "Náutico", "Argonauta" e o iate "Açor", registados no porto de Lisboa e também saíram de Viana do Castelo os lugres "Santa Luzia" e "Santa Maria".

CONTINUE AQUI ESTA VIAGEM PELA HISTÓRIA