Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Comissão Europeia quer promover pesca de plástico no Mar

A comissária europeia das pescas, a grega Maria Damanaki, quer que os pescadores inactivos sejam mobilizados para a recolha dos milhares de embalagens plásticas que poluem o mar. A solução aproveitaria a experiência acumulada dos marinheiros para descontaminar os oceanos, garantindo-lhes uma actividade remunerada nos meses de baixa actividade, em que não podem pescar. Também os pescadores desempregados poderão ser mobilizados para esta iniciativa.

O financiamento poderá vir do Fundo Europeu da Pesca, que já inclui apoios a projectos de defesa e de conservação do meio marinho. O FEP tem uma dotação de 1131 milhões de euros para o período 2007-2013.

Em França, com o apoio do FEP, foi instituído desde o ano passado um apoio de 375 euros por tonelada de plásticos recuperada do mar. A iniciativa permitiu a recuperação de 1000 toneladas de objectos de plástico.

A Comissão já teve a aprovação do Parlamento Europeu para avançar com u m projecto piloto de captura de plásticos da Cote d'Azur francesa, numa acção que também é apoiada pela Associação Europeia de Reciclagem de Plástico (EuPC), que reúne as empresas do sector.

O Mediterrâneo é uma das regiões marítimas onde o problema do plástico é mais grave. Um estudo franco-belga realizado no Verão do ano passado, estima que as água mediterrâneas poderão esconder 250 mil milhões de pequenos objectos em plástico.

Em paralelo com a recolha, a Comissão pretende avançar com várias medidas destinadas a travar a contaminação dos mares e que, para além de acções de sensibilização e de formação integrarão ainda a vigilância e o controlo e pesadas sanções e multas para os poluidores.

Os pescadores já recolhem um grande número de objectos plásticos nas suas redes de pesca. Agora, a EuPC está até disposta a cofinanciar a compra de redes especiais para a captura de plásticos, que hoje custam entre 16 e 40 mil euros, consoante as dimensões.

FONTE: JORNAL DE NEGÓCIOS