Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

ÉPOCA BALNEAR

Câmaras cortam 30% na manutenção e limpeza das praias

No arranque da época balnear, as praias portuguesas vão contar com menos manutenção que em anos anteriores. As câmaras preparam-se para cortar cerca de 30% nas verbas para o sector. "Há cortes na requisição de pessoal. E isso é fatal", adianta ao Diário Económico Manuel Luz, membro do conselho directivo da Associação Nacional de Municípios e presidente da Câmara Municipal de Portimão.

É o caso da câmara municipal de Portimão, que, segundo Manuel da Luz, "no ano passado tinha entre seis a dez funcionários, e para este ano vamos ficar com metade". Na câmara ao lado, em Faro, o presidente da autarquia Macário Correia reduziu em um mês a época balnear que vai começar no próximo dia 15 de Junho e acabar a 15 de Setembro.

Esta é já uma das consequências que se fazem sentir com o corte anunciado de 175 milhões de euros nas transferências para os municípios, previstos para 2012, que constam no acordo entre a ‘troika' e o Governo. Para além deste corte de financiamento, o presidente da Câmara de Portimão sublinha ainda que "nunca houve financiamento da administração central" para este sector. Assim, segundo Manuel da Luz, a limpeza das praias "pode vir a ser afectada" e "se calhar há câmaras que em vez de fazerem a limpeza diária das praias vão optar por uma limpeza semanal".

FONTE: DIÁRIO ECONÓMICO