Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

E-Ship 1 permite economia de combustível entre 30 a 40%

E-Ship1 é um navio Flettner, que faz uso do Efeito Magnus para propulsão. Tem quatro imponentes rotores instalados no convés principal que estão ligados às hélices do navio, o que faz com que elas girem. As quatro torres cilíndricas de 27 metros de altura, por quatro metros de diâmetro e que emergem do convés são rotores eólicos capazes de captar a energia do vento para auxiliar a propulsão a diesel do navio, sem interferir com as operações de carga e descarga. O efeito Magnus faz uma força para agir em cima de um corpo girando em movimento através de uma corrente de ar, perpendicular à direção de fluxo.

Com base no Efeito Magnus o giro do cilindro juntamente com o vento proporcionam áreas de baixa e alta pressão. Nos locais onde o vento incide na mesma direcção da rotação do cilindro a velocidade com que este passa é maior, portanto cria-se uma zona de baixa pressão. No outro extremo, onde o ar incide no sentido contrário de rotação do cilindro, então a velocidade é menor portanto a pressão é maior. Somando-se as forças geradas vectorialmente obtém-se o resultado da força que impulsiona o barco.

O casco do navio foi construído pelo Estaleiro alemão Lindenau Werft, em Kiel. O lançamento do navio ocorreu em 02 de agosto de 2008, com a data de entrega estimada para o primeiro semestre de 2009. Em setembro de 2009, Lindenau-Werft declarou falência. Em 25 de janeiro de 2009, foi anunciado que o E-Ship 1 seria rebocado e concluído pelo estaleiro alemão Cassens Werft, em Emden.

A obra foi concluída em 2010, quando o navio estava atracado no North Sea Works, onde a finalização da construção ocorreu com o barco na água. Em abril de 2010, o navio retornou ao Cassens Werft, tendo sido efectuados os preparativos para os testes no mar. O navio partiu de Emden Bremerhaven para as prova de mar, em 06 de julho de 2010, tendo os testes sido concluídos até ao final desse mês. Em Agosto o navio partiu para sua primeira viagem com carga, transportando nove turbinas do Parque Eólico Castledockrell, de Emden para Dublin, na Irlanda.

A Superestrutura (casario) do navio está localizado na proa, tem três conveses (pisos) e dois guindastes por bombordo, com longas lanças e capacidade de carga de 80 e 120 toneladas. O navio possui uma rampa traseira, e pode funcionar como um navio de carga Roro. Tem 130 metros de comprimento e 22,5 metros de boca, com 12 800 toneladas DWT GT/10.000 aproximadamente.

O E-Ship 1 é equipado com nove geradores diesel Mitsubishi, com uma potência total de 3,5 MW. O navio possui caldeiras, que alimentam uma turbina a vapor da Siemens, que, por sua vez, aciona quatro rotores Enercon desenvolvidos pela Flettner. Estes rotores, que se assemelham a quatro grandes cilindros montados no convés do navio, têm 27 metros de altura e 4 metros de diâmetro. A unidade Flettner permite economia de combustível da ordem de 30 a 40% a uma velocidade de 16 nós.

O navio é propriedade da Enercon GmbH, empresa alemã fabricante de turbinas eólicas, que é a terceira maior do mundo. Ele destina-se a ser usado para o transporte de componentes de turbinas eólicas.

O E-Ship 1 esteve pela primeira vez em Portugal, no Porto de Leixões, em Setembro de 2010.

FONTE: BLOG "MEIO SÉCULO DE APRENDIZAGENS"







Artigos relacionados:

  • Dia Mundial da Energia
  • O conceito de «navio verde» da SIEMENS
  • Poupar CO2 equivalente ao que é lançado por 600 mil carros que percorrem a distância de 100 KMS
  • «Buckau», antecessor do E-Ship 1
  • O «Bois Rosé»
  • Solidal participa na instalação da primeira torre eólica flutuante no mar
  • Oceana aplaude os avanços que estão a acontecer na energia eólica marinha em Portugal e Espanha
  • Portugal terá 1.ª torre eólica flutuante no Verão
  • REVOLUCIONÁRIO NAVIO AMIGO DO AMBIENTE: «E-Ship1» pela terceira vez no Porto de Leixões