Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Notícias

CCI CONTRA AUMENTO DE ATAQUES PIRATAS NA SOMÁLIA

Custo económico da pirataria situa-se entre os 5 e 8 mil milhões de euros

Num apelo à acção imediata para fazer face à pirataria, a Câmara de Comércio Internacional (CCI) exortou os governos a tomarem medidas contra o aumento de ataques de piratas que têm vindo a ocorrer na costa da Somália. Este apelo à acção foi divulgado no Fórum Anual de Transporte Internacional em Leipzig, na Alemanha, a decorrer entre 25 e 27 de Maio.

O ano passado testemunhou uma escalada tanto na violência como no número de ataques a navios e respectiva tribulação. De acordo com o International Maritime Bureau da CCI, verificaram-se 219 ataques durante o ano de 2010 na Somália, nos quais 49 navios foram atacados e 1016 membros de tripulação foram feitos reféns.

Apesar das medidas tomadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas e da presença das unidades navais na zona do Golfo de Aden, os piratas continuam a atacar. Cada vez mais armadores tiveram que recorrer a empresas privadas de segurança para proteger os seus marinheiros e navios.

Em 2010, a Fundação “One Earth” afirmou que o custo económico da pirataria no âmbito da cadeia de abastecimento, estava estimado entre 5 e 8 mil milhões de euros.

A Comissão de Transportes e Logísticas da CCI emitiu um apelo à acção imediata, nos termos do qual se afirma: “Na qualidade de organização mundial de empresas, a CCI apela aos governos que reconheçam que a pirataria, além do seu efeito sobre a segurança dos operadores marítimos, tem um importante impacto financeiro sobre o comércio e os transportes a nível global e, para além disso, representa uma enorme ameaça à estabilidade e à segurança das linhas de fornecimento de energia”.

A CCI exortou os governos a melhorar as suas normas de compromisso para com as marinhas presentes naquela zona e reorientar os esforços da ONU e de outros organismos internacionais no sentido de garantir que os piratas sejam entregues à justiça e que serão criadas as instituições necessárias na Somália central para a manutenção dos níveis sociais e económicos.
Juntamente com os armadores e associações de comércio provenientes de todo o mundo, mais de 20 CEO’s de grandes empresas de transporte marítimo e comércio apoiaram este Apelo à Acção contra a Pirataria emitido pela CCI.

Sobre a CCI

A Câmara de Comércio Internacional é a maior organização representativa do mundo empresarial. As milhares de empresas suas Sócias, distribuídas por mais de 120 países têm interesses que abrangem todos os sectores da iniciativa privada.

O Secretariado Internacional da CCI, em Paris, mantém-se informado, através de uma rede mundial de Delegações Nacionais, sobre as prioridades dos negócios nacionais e regionais. Mais de 2.000 peritos seleccionados de entre as empresas sócias da CCI, disponibilizam os seus conhecimentos e experiências para a elaboração das posições oficiais da CCI sobre assuntos específicos.

A Organização das Nações Unidas, a Organização Mundial do Comércio, o G20 e muitos outros organismos intergovernamentais, internacionais e regionais, se mantém ao corrente das perspectivas do mundo empresarial, através da CCI.

Mais informações aqui