Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Projecto do CCMAR distinguido com bolsa da National Geographic Society

O projecto Deep Reefs, coordenado pelo Centro de Ciências do Mar (CCMAR), foi distinguido pelo programa de atribuição de bolsas da National Geographic Society/Fundação Waitt.

O projecto agora galardoado foca-se no mapeamento da biodiversidade marinha em recifes rochosos profundos. O Deep Reefs teve início em 2010, graças ao esforço de voluntários e ao apoio de diversas instituições públicas e privadas, e irá prolongar-se até 2014.

Em 2010, este projecto do CCMAR recebeu também um dos prémios InAqua – Fundo de Conservação, do Oceanário de Lisboa e National Geographic Channel.

A bolsa agora obtida, no valor de 10 mil euros, vai servir para apoiar as actividades do projecto, que englobam a utilização de técnicas de mergulho científico entre os 30 e os 70 metros de profundidade e o desenvolvimento de estudos genéticos de corais da costa continental portuguesa. Em zonas mais profundas irá ser utilizado um veículo operado remotamente (ROV na sigla inglesa) e arrastos de câmara de vídeo (drop down camera). Levantamentos com técnicas de hidroacústica, utilizando sonar de varrimento lateral e multifeixe, além da valiosa informação que trazem aos investigadores do projecto, vão permitir criar mapas tridimensionais muito úteis na comunicação dos resultados ao público não científico.

O projecto tem sido amplamente divulgado junto do público e possui uma plataforma online onde os trabalhos de campo e alguns resultados podem ser acompanhados através de vídeos e fotografias (http://www.deepreefs.com/). Um livro e um documentário sobre os ambientes estudados são também alguns produtos finais que o Deep Reefs contempla.

Com uma rede de 48 colaboradores a nível nacional e internacional, este projecto assenta na cooperação entre indivíduos e instituições, estando sempre disponível para novas parcerias e receptivo ao apoio de patrocinadores. Neste momento os parceiros institucionais que têm permitido o avanço deste trabalho são o Centro de Ciências do Mar, o clube de mergulho Entrada, a Universidade do Algarve, a Liga para a Protecção da Natureza, o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, as empresas Gobius e Subnauta, o Fundo InAqua e o NGS/Waitt Grants Program.

A bolsa atribuída pela National Geographic Society ao Deep Reefs atesta a importância e interesse deste projecto, que faz agora parte dos cerca de 148 financiados pela NGS, em diversas áreas científicas e em todo o mundo. 

FONTE: CIENCIAPT.NET