Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«Sementes» no mar deram vida aos oceanos depois da morte dos dinossauros

O asteróide que bateu na Terra há 65 milhões de anos e dizimou os dinossauros também matou as plantas ao tapar o Sol com a poeira que lançou no ar. Mas quando o pó assentou, as sementes que germinavam no solo puderam crescer. No mar, algo semelhante pode ter acontecido a parte do fitoplâncton, a base dos ecossistemas marinhos, e que fornece metade do oxigénio à Terra. O princípio ficou demonstrado por uma equipa da Universidade da Copenhaga que germinou indivíduos adormecidos há 100 anos. O estudo foi publicado esta semana na Nature Communications.

“A germinação dá-se numa questão de dias, mesmo ao fim de um século de dormência [o fitoplâncton] acorda e sai da portinha”, disse por telefone ao PÚBLICO Sofia Ribeiro, investigadora portuguesa que está a tirar o doutoramento na Dinamarca, e é a primeira autora do artigo.

A equipa estudou uma espécie de dinoflagelados. Um dos vários grupos de espécies que compõem o fitoplâncton. Apesar de ser microscópico, este grande grupo que existe nos oceanos é responsável pela base da alimentação marinha e ao utilizarem o Sol para se alimentar através da fotossíntese, como as plantas terrestres, produzem oxigénio.

 

CONTINUE A LER ESTA NOTÍCIA AQUI