Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Horta dos cabos submarinos - Já ouviu falar?

Tudo a ver com o trabalho de um grupo de faialenses, antigos funcionários das companhias cabo-telegráficas, trabalho de identificação do espólio da época dos cabos submarinos nos Açores.

Durante um ano, antigos alunos, antigos funcionários e o Museu da Horta desenvolveram um trabalho de investigação, estudos, captação de espólios, bem como trabalho museológico de recuperação de diferentes acervos relacionados com os cabos submarinos no arquipélago.

MAIS DETALHES AQUI, AQUI E AQUI


Com o desenvolvimento das telecomunicações, renova-se o interesse pelo Faial a que não é estranha a sua posição no Atlântico. O ano de 1893 assinala a ligação à Horta do primeiro cabo submarino de telecomunicações a cargo da Europe & Azores Telegraph Co. Até 1928 "amarram" na Horta 15 cabos submarinos, transformando a pequena cidade num dos maiores centros de comunicações do mundo. O encerramento da última empresa de cabo submarino, em 1969, fecha um dos períodos de maior prosperidade da ilha. A fixação de numeroso contingente de técnicos estrangeiros na cidade da Horta - sobretudo de ingleses e alemães - e a dinâmica de serviços associada às companhias, proporcionou durante largos anos emprego qualificado, gerando uma saudável aculturação cujas repercussões no plano social, cultural e desportivo, catapultaram a sociedade faialense de então para um plano de vanguarda no panorama ilhéu. Conferindo a este período da vida faialense uma maior espessura histórica, o Faial assiste aos primeiros ensaios das travessias aéreas reeditando os seus préstimos de escala viabilizadora das grandes realizações que estreitaram as relações entre as margens do imenso Atlântico.

MAIS DETALHES AQUI

 







Artigos relacionados:

  • A história dos cabos submarinos em Portugal
  • D. Pedro II trouxe os cabos submarinos para o Brasil
  • O Edifício do Cabo Submarino | Mossâmedes -Angola