Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

VOLKSWAGEN É A MAIOR EXPORTADORA AUTOMÓVEL

Mais de 98% dos veículos produzidos em Portugal foram para exportação

A Volkswagen Autoeuropa é a maior exportadora nacional do sector automóvel. No primeiro trimestre deste ano, a fábrica portuguesa exportou 33.420 veículos, de uma produção total de 33.875 carros. No total, e segundo dados da Associação Automóvel de Portugal, foram exportados 51.527 veículos, de uma produção de 52.382 unidades entre Janeiro e Março de 2011. Ou seja, 98,4% da produção que saiu das fábricas Peugeot Citroën, Toyota Caetano, Mitsubishi Fuso Truck e V.N. Automóveis destina-se à exportação. A fábrica da Toyota Caetano disse ao Diário Económico que "a fábrica de Ovar mantém o objectivo de exportar cerca de 1.000 unidades Dyna," este ano.

De acordo com o documento do INE, no 1º trimestre de 2011, as expedições aumentaram 18% e as chegadas 8,3%, face ao mesmo período do ano anterior, sendo que os aumentos mais significativos foram registados nos veículos e outro material de transporte e nos metais comuns (devido à evolução positiva registada nas expedições de ferro fundido, ferro e aço).

A Frezite registou "um crescimento de 18% nas exportações neste primeiro semestre e de 5% nos resultados", revelou José Manuel Fernandes, presidente do grupo metalomecânico. A Alemanha e a América Latina são os ' mercados que impulsionaram o aumento das vendas ao exterior, principalmente nas áreas de aeronáutica e indústria automóvel do grupo. Para o empresário, esta tendência de crescimento nas exportações da Frezite alarga-se às empresas do sector metalúrgico e metalomecânico e também a todas as exportadoras nacionais. "Estou convencido que este ano as exportações nacionais, no seu todo, vão crescer acima dos 10%", frisou José Manuel Fernandes. Com um mercado interno em recessão, a Frezite decidiu reforçar a sua atenção nos mercados externos. "Estamos a trabalhar para reforçar os mercados externos, está tudo a viajar, a procurar novos mercados e a procurar agarrar os mercados potenciais", adiantou ainda.

FONTE: Diário Económico