Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

7 DE ABRIL, DIA NACIONAL DOS MOINHOS

MOINHOS DE MARÉ | Como funcionam, para que servem

Agora que tanto se fala na utilização de energias renováveis, convém lembrar o uso que desde há séculos se faz em Portugal de uma energia renovável, que é a energia das marés. Esta energia tem sido utilizada no nosso país para moer cereais, em moinhos especialmente concebidos para esse efeito, que são os moinhos de maré.

Como se sabe, as marés são subidas e descidas periódicas das águas do mar, provocadas pela atracção gravitacional da Lua, em função da sua órbita em volta da Terra. Deixemos de lado, nesta definição, as marés continentais, que são ínfimas, porque a crusta terrestre é muito mais rígida do que a água dos mares (grande novidade!), apesar de sofrer a mesma atracção, e o efeito de maré provocado pela atracção gravitacional do Sol, que é muito pequeno quando comparado com o da Lua. Embora o Sol tenha uma massa incomparavelmente maior do que a Lua, ele está muito mais afastado da Terra e, por isso, o seu efeito de maré é muito mais reduzido, pois a atracção gravitacional entre dois corpos varia na razão inversa do quadrado da distância entre eles, apesar de também variar na razão directa das suas massas. 

CONTINUE A LER O ARTIGO AQUI

















Artigos relacionados:

  • Dia dos Moinhos Abertos de Portugal - 2012
  • Moinho de Maré do Sítio das Fontes
  • Moinho de maré da Mourisca
  • «Moinhos de Maré do Ocidente Europeu»
  • Observação e interpretação dos moinhos de maré da Baía do Seixal
  • Visita temática «A Pé, do Moinho de Maré de Corroios aos Moinhos da Ponta dos Corvos»
  • Moinho de Maré no edifício da antiga Capitania do Porto de Aveiro