Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Cientistas propõem solução para mistério do Triângulo das Bermudas

Não é de hoje que diversas teorias são lançadas para tentar solucionar os acontecimentos que envolvem o Triângulo das Bermudas. Campos magnéticos misteriosos, furacões, correntes oceânicas e até invasões de extra-terrestres são as explicações mais comuns. Agora, um novo trabalho faz ganhar força uma antiga teoria, mas ainda é muito cedo para se afirmar que o mistério esteja solucionado.

Segundo o estudo, realizado pelos cientistas Joseph Monaghan e David May, da Universidade Monash, na Austrália, os misteriosos casos de desaparecimento podem estar ligados a gigantescas bolhas de metano que se desprendem do fundo do oceano. Essas bolhas são formadas durante a atividade vulcânica desenvolvida em grandes profundidades, mas permanecem presas no interior das rochas. Quando se soltam, flutuam em grande velocidade até atingirem a superfície e de acordo com as novas simulações são capazes naufragar navios e até mesmo desestabilizar aeronaves.

A conclusão foi publicada esta semana pelo periódico científico American Journal of Physics e reflete seis anos de pesquisa do fenômeno.

O trabalho de Monaghan e May não é novidade entre os acadêmicos, mas é a primeira vez que uma simulação deste tipo foi realizada em supercomputadores utilizando dados recentes sobre a quantidade de metano armazenada nos bolsões. Antes disso, as simulações eram feitas em tanques com modelos em escala, com resultados muito similares.

 

CONTINUE A LER A NOTÍCIA, AQUI