Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Pescadores do Norte e Centro vão receber calças flutuantes de patente norueguesa

Dentro de dois meses, quase quatro mil pescadores vão receber calças de PVC com material flutuante no forro que lhes permitem manter-se à tona. As calças flutuantes foram propostas pela Associação Pró Maior Segurança dos Homens do Mar para substituir os coletes obrigatórios para os pescadores.

O equipamento está enquadrado no projecto promovido pela associação, liderada por José Festas, denominado ‘Segurança Viver’, no valor global de 4 milhões de euros, com 90 por cento a fundo perdido, sendo que cada pescador terá que pagar os restantes 10 por cento.

Neste momento, são quase 4 mil pescadores que aguardam a chegada do fardamento, como referiu José Festas, adiantando, que os pescadores a norte de Peniche são os que têm aderido em maior número a esta solução.

Recorde-se que a APMSHM, sediada no Porto de Pesca da Póvoa de Varzim, decidiu avançar para este programa, após o elevado número de naufrágios e mortes que aconteceram nos anos de 2009 e 2010, afirmando José Festas, que este investimento “é para salvar vidas”.

LEIA AQUI A NOTÍCIA DO PÚBLICO (formato pdf)

FONTES: PÓVOA SEMANÁRIO / PÚBLICO







Artigos relacionados:

  • Pesca local quer dispensar coletes obrigatórios
  • «Há interesses obscuros na venda de coletes»