Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

Encontraram o barco do capitão de «Moby Dick»

Um grupo de arqueólogos marinhos encontrou junto à costa do Honolulu, no Havai, vestígios de um baleeiro do século XIX - um dos famosos barcos conduzidos pelo capitão George Pollard, que inspirou o filme Moby Dick de Herman Melville.

Arpões, lanças de caça, âncoras e utensílios de cozinha estavam entre as peças descobertas e mostradas ao público na última sexta-feira pela National Oceanic and Atmospheric Administration.

Os primeiros destroços do "Two Brothers" foram encontrados em 2008, durante uma expedição da NOAA (Agência norte-americana Oceânica e Atmosférica), num recife a cerca de 960 quilómetros de Honolulu, no Monumento Nacional marinho Papahanaumokuakea, uma cadeia remota de ilhas e atóis, revelou a agência esta sexta-feira.

Os peritos tinham saído para o mar para estudar a vida marinha, remover detritos do fundo do mar e procurar destroços. Durante a viagem acabaram por encontrar as primeiras pistas para a localização do “Two Brothers”. O navio, capitaneado por George Pollard Jr, afundou-se a 11 de Fevereiro de 1823, depois de ter colidido com um recife em águas pouco profundas.

Dois anos antes, Pollard esteve ao leme do “Essex”, embarcação destruída e afundada por uma baleia no oceano Pacífico. Este episódio inspirou o livro de Herman Melville “Moby Dick”, de 1851.
Durante 188 anos, a embarcação "Two Brothers" – parte da frota constituída por centenas de navios baleeiros norte-americanos que transformou a região económica e culturalmente e que resultou na quase extinção de várias espécies de baleias - esteve “escondida” no fundo do mar.

Na expedição de 2008, os arqueólogos encontraram duas grandes âncoras, três recipientes usados para derreter gordura de baleia e centenas de restos de ferro e cerâmica. Outras expedições voltaram ao local em 2009 e 2010, encontrando mais destroços, incluindo arpões que ajudaram a datar os achados.

De acordo com a NOAA, esta é a primeira vez que se encontram destroços de um navio baleeiro da ilha de Nantucket, berço da indústria baleeira norte-americana. “Estes locais são importantes para nos ajudar a contar as histórias dos nossos antepassados, incluindo as actividades baleeiras e marítimas do Pacífico e de todo o mundo”, disse Kelly Gleason, arqueólogo marinho do Monumento Nacional marinho Papahanaumokuakea que liderou as expedições, citado no comunicado da NOAA.
 


O filme "The Sea Best" (A Fera do Mar), inspirado na obra de Herman Melville, estreou em Portugal, no Tivoli, a 11 de Abril de 1927.
Actores: John Barrymore, Dolores Costello, George O’Hara, Mike Donlin, Sam Baker, George Berrell.

OIÇA AQUI "MOBY DICK", PELOS LED ZEPPELIN







Artigos relacionados:

  • New Bedford, a cidade de Herman Melville e dos açorianos
  • Na pista dos baleeiros açorianos de Moby Dick
  • Herman Melville morreu a 28.09.2011
  • Encontraram o barco do capitão de «Moby Dick»