Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

CABEÇA DO MOLHE DO PORTO DAS LAJES DAS FLORES

APTO adjudica empreitada que ascende a quase 3 milhões de euros

A Administração dos Portos do Triângulo e do Grupo Ocidental (APTO), S.A., adjudicou a empreitada para reparação da cabeça do molhe do porto das Lajes, na ilha das Flores, Açores, num investimento que ascende a € 2.849.750,50 (dois milhões, oitocentos e quarenta e nove mil, setecentos e cinquenta euros e cinquenta cêntimos).

A empreitada em causa estará a cargo do consórcio Somague Engenharia, S.A. e Somague Ediçor, Engenharia, S.A., desenvolvendo-se na extremidade nordeste do cais comercial das Lajes das Flores, a qual se apresentava desgastada face ao efeito produzido por diversos temporais de grande intensidade ocorridos nos últimos anos.

A intervenção agora projectada para a cabeça do molhe do porto das Lajes das Flores traduz-se na adopção de uma solução de reparação que consiste na reconstrução do manto de protecção acima de -4 m (ZH).

Recorde-se que naquela mesma infraestrutura portuária da ilha açoriana das Flores tem vindo a ser construído ao longo dos últimos meses um núcleo de recreio náutico, com capacidade para cerca de 70 embarcações, uma gare de passageiros – comportando também armazéns e instalações para as autoridades portuária, marítima, aduaneira e de fronteiras –, e, ainda, uma rampa para operação de navios ro-ro (Roll on / Roll off) e ferry, obras que juntando à empreitada agora prestes a arrancar representam, no seu conjunto, mais de € 13.600.000,00 (treze milhões e seiscentos mil euros) de investimento do Governo dos Açores naquele que é o porto comercial mais ocidental da Europa.