Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

EM PORTIMÃO, DE 3 A 7 DE AGOSTO

Sardinha volta a ser «rainha» em festival onde se esperam 100 mil pessoas

A sardinha volta a ser “rainha” em Portimão, entre 3 e 7 de agosto, num festival onde são esperadas mais de 100 mil pessoas depois de dois anos suspenso devido à pandemia da covid-19.

“Esperamos ultrapassar os 100 mil visitantes, número alcançado na edição de 2019, para degustar este ex-líbris da cidade, num ano de retoma depois do interregno de dois anos”, disse à Lusa fonte da Câmara de Portimão, entidade organizadora do evento.

O Festival da Sardinha decorre na zona ribeirinha de Portimão, onde vão estar montados cinco restaurantes do movimento associativo, disponibilizando uma dose com cinco sardinhas, batata, pão e salada algarvia, por um preço de 9,5 euros.

“Trata-se de um preço máximo praticado pelos restaurantes associativos, com cerca de mil lugares sentados, onde a qualidade da ‘rainha’ é garantida, já que a organização é responsável pelo fornecimento da sardinha”, notou.

Além dos cinco restaurantes do movimento associativo, o festival tem o envolvimento de vários estabelecimentos de restauração da cidade, identificados como aderentes ao evento.

“Cada restaurante compromete-se a servir a sardinha durante os cinco dias do evento, mas o preço é definido por cada um”, notou a fonte.

O evento integra ainda expositores de artesanato e outros produtos, desde a doçaria a produtos locais, instalados ao longo do espaço entre a antiga lota e o Museu Municipal de Portimão.

Do cartaz musical desta edição destacam-se os nomes de João Leote e Mariza Liz, no dia 03, David Fonseca (04), Bárbara Tinoco (05), Wet Bed Gang (06) e David Carreira, no último dia do evento.

A edição de 2022, que destaca ao longo de cinco dias a sardinha como “a rainha de Portimão”, decorre num local tradicionalmente ligado à descarga de peixe e ao consumo de sardinhas assadas.

A primeira edição do evento remonta a 1985, tendo recebido a designação de “Festival da Sardinha e do Mar”, que funcionava num espaço exíguo adjacente à Capitania do Porto de Portimão.

Por falta de condições, o evento foi interrompido em 1991 e retomado dez anos depois, no Parque de Exposições da cidade, regressando em 2013 ao local de origem, na zona ribeirinha.

A sardinha tem tido ao longo dos anos grande importância para Portimão, um município onde há décadas existiam cerca de 850 embarcações de pesca artesanal e perto de 30 fábricas de conserva em laboração.

O Festival da Sardinha de Portimão tem um horário diário das 18:00 às 24:00 e entrada gratuita.

FONTE