Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Inaugurada nova Ponte-Cais no Porto de Sesimbra

O Porto de Sesimbra inaugurou esta quinta-feira uma nova Ponte-Cais, em cerimónia presidida pelo Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Hugo Santos Mendes, e que contou com a presença da Secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho.

Esta infraestrutura, a Ponte-Cais 4, é a concretização do Plano de Ordenamento do Porto de Sesimbra iniciado em 2007, traduz-se no aumento da capacidade de atracação de barcos de pesca e em boas condições de segurança, permitindo ainda harmonizar em toda a área envolvente as embarcações afetas às atividades da pesca e da náutica de recreio.

Na sessão, o Vogal do Conselho de Administração da APSS, SA, José Castel-Branco, deu as boas vindas aos participantes realçando a presença dos Governantes na cerimónia de inauguração duma infraestrutura tão importante para o Porto de Sesimbra, para a comunidade sesimbrense e para o país, já que é um dos principais portos de pesca nacional.

Carlos Correia, Administrador da APSS, reforçou o carácter inovador da construção, através de betonagem “in situ”, com cofragem especialmente concebida para o efeito. As vantagens desta solução construtiva passam pelo menor impacto com o meio envolvente, maior segurança nos trabalhos, menor impacto ambiental, maior rapidez na execução da obra e maior rigidez da estrutura.

A Secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho reforçou a aposta governativa na melhoria das condições de segurança e de funcionamento das infraestruturas portuárias de pesca, remarcando a importância do Porto de Sesimbra, o primeiro porto nacional em volume de pescado e o segundo em valor de pescado, representando um elevado contributo para a economia de Sesimbra e para o país.

A Ponte Cais 4 constitui um fator de desenvolvimento crucial para o porto, uma visão que levou a Ex-Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, o Ex-Secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, e a Ex-Presidente do CA da APSS, SA, Lídia Sequeira, a apoiarem a execução desta obra.

O Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Hugo santos Mendes caraterizou Sesimbra como possuidora de condições únicas para a indústria da pesca e considerou que o porto e a sua atividade estão inseridos na história e no futuro de Sesimbra, sendo esta “uma das chaves do seu sucesso”. Para além da pesca, Sesimbra tem também condições únicas para o desenvolvimento das atividades náuticas. O equilíbrio entre as duas atividades, indústria da pesca e turismo náutico, é fundamental. A conclusão e a entrada em funcionamento da Ponte Cais 4 representa o culminar do processo de reordenamento infraestrutural do Porto de Sesimbra e um contributo para que ambas as atividades possam crescer e reforçar-se.

A Ponte Cais 4 foi um projeto a cargo da ETERMAR e representou um investimento de 3.250.000€, cofinanciado em 2.347.500€ pela União Europeia no âmbito do Programa Operacional Mar 2020. Abrange uma área de implantação de 900m2, com duas frentes acostáveis de 182m de comprimento, permitindo a acostagem de 12 embarcações, e está equipada com escadas, argolões, cabeços de amarração, defensas, tomadas de água e iluminação pública.